Brasileiro de Marcas
07/04/2018 18:05

Campos leva sorte em pane elétrica com Orige e vence de forma improvável no Brasileiro de Marcas em Curitiba

Primo de Júlio Campos, Raphael Campos viu sua estrela brilhar com força na prova de abertura da temporada 2018 do Brasileiro de Marcas. Correndo em casa, o curitibano de 23 anos aproveitou o duro revés com o campeão Vicente Orige, que liderava com folga e rumava para uma vitória tranquila antes de enfrentar uma pane elétrica no seu Chevrolet Cruze. Enrico Bucci e Guilherme Reischl completaram o pódio
Warm Up, de Curitiba / FERNANDO SILVA,  de Curitiba
 Festa no primeiro pódio do Brasileiro de Marcas em Curitiba (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar/Vipcomm)

A primeira etapa da temporada 2018 do Brasileiro de Marcas teve nove carros alinhando no grid de largada na tarde deste sábado (7) em Curitiba e uma grande surpresa: Vicente Orige, grande favorito à vitória, viu o triunfo ir pelos ares depois de uma pane elétrica no seu Chevrolet Cruze. Raphael Campos, que vinha logo atrás, sorriu por último e faturou uma conquista improvável correndo logo em casa e na sua estreia pela categoria.
 
O curitibano de 23 anos fez seis corridas na última temporada do Brasileiro de Turismo, hoje Stock Light, e neste ano optou pelo Marcas, na qual integra a equipe JLM, sendo companheiro de equipe de Orige. Primo de Júlio Campos, Raphael acelera com um Chevrolet Cruze, mas teve de lidar com o aprendizado e a maior experiência do colega campeão. Mas a sorte estava ao seu lado nesta tarde.
 
Campos venceu sua terceira corrida num espaço de uma semana. No sábado passado, Raphael triunfou nas duas provas da rodada de Curitiba da Sprint Race. “É bom demais, não sei nem o que dizer”, comemorou o jovem piloto, emocionado.
Raphael Campos festeja sua primeira vitória no Brasileiro de Marcas (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar/Vipcomm)
Raphael lembrou que não vou uma jornada fácil ainda que tenha terminado 13s905 à frente do segundo colocado, Enrico Bucci. “Perdi o freio no meio da corrida e tive de vir ‘bombando’ o pedal para ter freio até o fim da corrida. E o Vicente estava muito rápido. Só de conseguir andar perto dele já era um feito”, contou.
 
Com um Renault Fluence da Desenfreados Racing, Bucci fechou logo atrás, enquanto Guilherme Reischl, estreante na categoria com um Chevrolet Cruze da JLM, completou o pódio. Márcio Basso, da mesma equipe, foi o quarto colocado, à frente do Ford Focus de Roberto Hofig. Vicente Orige ainda terminou em sexto e na mesma volta do líder. Eduardo Serratto, Nicolas Salmini e Leonardo Cruz não completaram.
 
A corrida derradeira do fim de semana em Curitiba está marcada para 14h30 deste domingo e vai contar com transmissão ao vivo pelo canal por assinatura BandSports.
CEDO DEMAIS?

ALONSO ENTRA NO ‘MODO EMPOLGOU’ ANTES DO TEMPO