Endurance
04/05/2018 17:41

Fittipaldi tem fraturas em ambas as pernas e passa por duas cirurgias após acidente em Spa-Francorchamps

Em um primeiro momento, o time médico que atende Pietro Fittipaldi em um hospital na Bélgica verificou as fraturas expostas na perna esquerda e uma luxação na perna direita. Mas novos exames identificaram ruptura de ligamento e fratura no tornozelo do pé direito, revelou o pai do piloto ao GRANDE PRÊMIO
Warm Up
VICTOR MARTINS, de São Paulo
EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba


Após o grave acidente que sofreu durante a classificação das 6h de Spa-Francorchamps, nesta sexta-feira (4), Pietro Fittipaldi foi diagnosticado com duas fraturas na perna esquerda e precisou ser submetido a uma cirurgia emergencial.  Ao GRANDE PRÊMIO, Gugu da Cruz, pai do piloto, revelou que o procedimento teve duração de três horas. Mas garantiu que Pietro está bem.
 
 "Ele sofreu duas fraturas bem no meio da perna, entre o joelho e o pé — na tíbia e no perônio", explicou Da Cruz.

Uma nova avaliação na perna direita indicou também que há uma fratura e uma ruptura de ligamentos na região do tornozelo, além de ruptura dos ligamentos do joelho, o que requereu uma segunda operação na sequência.
Pietro Fittipaldi bateu na Eau Rouge (Foto: Reprodução/Twitter)
Segundo Gugu, após a operação, Pietro será levado à UTI — Unidade de Tratamento Intensivo — do Centro Hospitalar Universitário de Liege. "É apenas um procedimento padrão. Ele está bem, consciente e vai se recuperar", disse.

As previsões iniciais de recuperação, ainda de acordo com o pai de Pietro, eram de pelo menos oito semanas, mas com a descoberta do problema no pé direito, "deve demorar um pouco mais".

O carro da DragonSpeed sofreu uma pane elétrica e se apagou na saída da Eau Rouge e na subida da Raidillon, onde os pilotos conseguem alcançar velocidades acima dos 300 km/h. O brasileiro de 21 anos, então, perdeu a frente do carro e bateu de forma violenta na barreira de proteção do lado interna da temida curva. A sessão foi imediatamente paralisada pela direção de prova com bandeira vermelha, para o atendimento ao piloto e aos reparos no circuito. Fittipaldi foi levado para o centro médico da pista belga e, em seguida, para o hospital onde está.

Mais cedo, a FIA emitiu um comunicado em que dizia que Pietro não havia perdido a consciência e que seu estado não provoca risco de vida, mas que havia, sim, suspeita de fraturas nas duas pernas, o que agora foi confirmado e compromete quase que totalmente a sua temporada, que se divide em WEC, Indy e Super Fórmula. Fittipaldi participaria dias atrás do Programa de Orientação aos Novatos, o ROP, no Speedway para seu primeiro contato com Indianápolis, mas a equipe não conseguiu aprontar o carro a tempo.

Desta forma, Fittipaldi não participa das 500 Milhas no fim do mês em uma data 25 anos posterior à última vitória de seu avô, Emerson.
GUIA WEC 2018/19
WEC abre Super Season histórica duas edições das 24h de Le MansAlonso inicia jornada pela Tríplice Coroa e encara temporada cheiaToyota representa ‘missão impossível’ para equipes independentes
 


Últimas Notícias
sábado, 26 de maio de 2018
Indy
Indy
Copa Truck
Indy
F1
F1
Copa Truck
F1
F1
F1
Copa Truck
F2
F2
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook