Endurance
19/06/2017 15:23

Trio de Piquet comete irregularidades nos boxes e é desclassificado em Le Mans. Negrão herda pódio na LMP2

O carro #13 de Nelsinho Piquet, David Hanson e Mathias Beche foi modificado de forma irregular. A tampa do motor foi customizada de forma que a Rebellion tivesse acesso a uma parte problemática do motor durante pit-stops. Assim, a equipe evitou que o motor morresse nas paradas, mas sem precisar destapar o motor
Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
 Nelson Piquet Jr. (Foto: José Mário Dias)

A alegria do pódio conquistado por Nelsinho Piquet, David Hansson e Mathias Beche foi breve. O carro do trio, o Rebellion #13, acabou desclassificado das 24 Horas de Le Mans por conta de infrações cometidas nos boxes: a equipe modificou um equipamento homologado para evitar que o motor morresse na saída dos boxes.
 
De acordo com os comissários, “uma entrada foi customizada pelo competidor no lado direito da tampa do motor”. Assim, a Rebellion conseguiu acesso a uma área problemática do motor sem a necessidade de retirar a tampa do motor em cada pit-stop. Como o carro não havia sofrido nenhum dano por acidentes de corrida, a manobra da escuderia não foi aceita.
Piquet perdeu o pódio conquistado em Le Mans (Foto: José Mário Dias)

A desclassificação vem após uma corrida digna de aplausos do trio do #13. Piquet, Hansson e Belche ficaram em terceiro na classificação geral das 24 Horas de Le Mans e em segundo entre os carros LMP2.
 
Com a desclassificação, outro brasileiro vai ao pódio. André Negrão, companheiro de Nelson Panciatici e Pierre Ragues no Alpine #35, sobe para terceiro entre os LMP2. Além disso, a equipe Jackie Chan consegue dobradinha na classe – o trio Alex Brundle, David Cheng e Tristan Gommendy surge em segundo.
 
O CANADÁ É PARA HAMILTON O QUE MÔNACO FOI PARA SENNA?