Endurance
21/06/2017 10:27

VÍDEO: Barrichello destaca participação na estreia em Le Mans, se “diverte à beça” e diz: “Foi um evento sensacional”

Em vídeo exclusivo ao GRANDE PRÊMIO, Rubens Barrichello resumiu como foi sua primeira participação nas 24 Horas de Le Mans, destacou o desenvolvimento em conjunto com a Dallara na evolução do chassi para a corrida e deixou no ar a possibilidade de voltar a Sarthe: “Vamos ver”
Warm Up / Redação GP,  de Sumaré
 Dono de tanta experiência e conquistas, Barrichello entra em Le Mans como um novato (Foto: Jérôme Fouquet)

Rubens Barrichello foi um dos grandes nomes da edição 85 das 24 Horas de Le Mans. Recordista de largadas no Mundial de F1, duas vezes vice-campeão do mundo e apaixonado pelas corridas, o brasileiro segue bastante competitivo e, aos 45 anos, é um dos principais pilotos da Stock Car. Campeão em 2014 e vice no ano passado, Barrichello enfrentou um novo desafio na carreira e liderou o Dallara-Gibson #29 da Racing Team Nederland em sua primeira aventura em Sarthe.
 
Barrichello fez parte da tripulação da equipe holandesa ao lado do experientíssimo Jan Lammers e do gentleman-driver Frits van Eerd, dono da equipe e patrocinador — ele é dono da rede holandesa de supermercados Jumbo, que também patrocina Max Verstappen na F1. O brasileiro foi responsável por passar as suas impressões à Dallara, neste primeiro ano da fábrica italiana na LMP2, e ajudou muito a melhorar o desempenho do chassi ao longo do mês.
Rubens Barrichello teve a chance de fazer pela primeira vez as 24h de Le Mans neste fim de semana (Foto: Racing Team Nederland/Facebook)
O conjunto terminou a prova em 13º na classificação geral e em 11º na LMP2, fruto sobretudo da defasagem de desempenho do chassi Dallara frente aos Oreca, que dominaram a classe nesta edição das 24h de Le Mans. No entanto, mais do que o resultado em si, Barrichello ficou bastante feliz por ter feito parte da terceira prova da ‘santíssima trindade’ do automobilismo ao lado das 500 Milhas de Indianápolis e do GP de Mônaco de F1.
 

“Le Mans foi super legal porque, desde o começo, apesar do trabalho de viagem, de fazer simulador, um monte de coisa... a hora em que sentei no carro, me diverti à beça”, destacou Barrichello, que resumiu. “Foi um evento sensacional”.
 
Às vésperas de deixar a França, Barrichello enviou um vídeo exclusivo ao GRANDE PRÊMIO e comentou sobre a sua primeira jornada em Le Mans. O piloto ainda deixou no ar a possibilidade de voltar a correr em Sarthe. “Vamos ver, muita gente falando para voltar para lá. Curti bastante. É muito cansativo, mas a verdade é que foi muito legal”.
 
 
NOVA DERROTA EM 2017 MOSTRA QUE TOYOTA E LE MANS SÃO COMO ‘ÁGUA E ÓLEO’