FE
09/05/2015 14:55

Buemi resiste a leve pressão e vence eP de Mônaco. Di Grassi e Piquet protagonizam disputa forte e vão ao pódio

Sébastien Buemi venceu o eP de Mônaco com certo controle, apesar de ter de se livrar de Lucas Di Grassi em dado momento da prova, e se tornou o primeiro vencedor de duas provas na história da categoria. Lucas Di Grassi e Nelsinho Piquet protagonizaram grande batalha e ficaram no pódio
Warm Up / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
 Grande acidente marcou a largada do ePrix de Mônaco (Foto: Reprodução/Twitter)
Sébastien Buemi até sofreu um ataque forte de Lucas Di Grassi assim que voltou dos boxes, mas na maior parte do tempo controlou a corrida sem grandes sustos. O suíço, assim, venceu a primeira etapa da F-E na Europa, em Mônaco, neste sábado (9), e se tornou único vencedor de duas etapas até aqui na categoria.

Depois da troca de farpas entre entre Nelsinho Piquet e Di Grassi após a classificação, os dois protagonizaram a melhor disputa da corrida, com Nelsinho passando Jérôme D'Ambrosio logo no início e atacando Lucas nas provas finais. Mesmo com um leve toque e Piquet usando o fanboost, Di Grassi se manteve à frente e segue líder do campeonato da F-E.

A prova foi marcada por um grande acidente na largada, quando Nicolas Prost espremeu Daniel Abt, que deixou Bruno Senna sem saída. O piloto da Mahindra foi catapultado ao ar, onde quase capotou. Por sorte, nada mais sério. Outros pilotos sofreram com danos colaterais. Jaime Alguersuari também abandonou, enquanto Loïc Duval e Abt ainda duraram algumas voltas. Vitantonio Liuzzi, Salvador Durán e Jean-Éric Vergne ficaram bem para trás. Vergne ainda coletou os dois pontos da melhor volta.
VIU ESSA? SENNA DECOLA EM ACIDENTE DA F-E EM MÔNACO
No quarto lugar, Sam Bird até tentou a sorte para cima de Piquet na volta final, após a China do brasileiro ficar um pouco para trás. D'Ambrosio, regular, foi quinto. Nicolas Prost foi sexto, enquanto Stéphane Sarrazin, Scott Speed, Charles Pic e António Félix da Costa encerraram o top-10.

A F-E volta rapidamente, em dois sábados (23), para o eP da Alemanha.

Confira como foi o eP de Mônaco:

A corrida começou mais que elétrica - explosiva. Sébastien Buemi segurou a ponta, assim como Lucas Di Grassi, Jérôme D'Ambrosio e Nelsinho Piquet. Mas a explosão foi atrás. Uma série de toques terminou com Bruno Senna decolando.
 
Nicolas Prost tentou forçar para cima de Daniel Abt, que chegou em Senna e o catapultou para o alto. O carro chegou a ficar de lado e quase capotou. O efeito colateral também pegou Jean-Éric Vergne e Jaime Alguersuari, que tantavam fugir da confusão. Mas apenas Senna e Alguersuari deixaram a corrida de vez.
 
A relargada se deu na terceira volta, após limpeza rápida na pista. E Piquet se apressou em ir à caça de D'Ambrosio. Na primeira tentativa, o belga se segurou. Mas em seguida, Piquet fez uso do fanboost com o qual foi agraciado e tomou a terceira colocação.
Mostrando que há possibilidade de ultrapassagem, Félix da Costa passou fácil por Scott Speed pela 11ª posição e tentando chegar à zona de pontuação.

No alto da tabela, Di Grassi se mantinha próximo a Buemi, conseguindo ter um certo controle sobre as atitudes que poderia tomar para atacar o suíço da e.dams.
 
Após 15 das 47 voltas, era bem possível notar os danos que o acidente da largda teve em boa parte do pelotão. Loïc Duval, Vergne, Salvador Durán e Abt estavam na pista voltas atrás da liderança. Com 19 voltas, Abt e Duval resolveram abandonar.
 
Também na 19, um pedaço do carro de Heidfeld se soltou sem motivo aparente, forçando mais uma bandeira amarela. 
 
Com 20 voltas, o eP monegasco era de longe o mais parado desde a abertura da temporada, na China.
Mas Di Grassi resolveu que era hora de atacar Buemi antes de parar e trocar os carros. O brasileiro foi aos boxes com 25 voltas, quando tinha apenas 10% de bateria. Prost, Sarrazin, Félix da Costa e Heidfeld foram junto.
 
Mesmo com apenas 6% de bateria, Buemi e Piquet optaram por não ir aos boxes na 26. Foram apenas na 27%, quando a bateria estava virtualmente inútil.
 
Buemi conseguiu voltar na frente, com Di Grassi e Piquet se aproximando muito depois de tudo o que aconteceu. O piloto da Audi ABT chegou no suíço, tentou passar por fora, mas Buemi segurou a liderança.
 
Quem se deu bem na volta dos boxes foi Bird, que conseguiu tomar o quarto lugar de D'Ambrosio. E com uma Virgin bem veloz, atacando Piquet. Na volta 30, os dois quase atropelaram o lento carro de Duval durante a disputa na St. Devote. Nelsinho guardou o posto.

Enquanto os dois brigavam, D'Ambrosio também chegou para a baila e bem de perto.
 
Na caça da liderança, Di Grassi reclamou com Trulli, retardatário, que ficou tempo demais na frente no segundo colocado. O brasileiro ainda usava bem mais energia em comparação a Buemi.
 
Capengando desde voltar dos boxes com o segundo carro logo no começo da pista, Vergne resolveu que era hora de dar o bote na possibilidade dos dois pontos. Despejou a potência, usou o fanboost que tinha guardado e anotou a volta mais rápida.
 
Atrás, na briga pelo fim da zona de pontuação, Pic levava uma passada dupla de Speed e Félix da Costa.
 
Só que Nelsinho começou a impor ritmo e foi para cima de Di Grassi. Na volta 39, Piquet, ainda com um fanboost a ser usado, chegou de vez.  Bem no início da 42, Piquet usou o fanboost, mas não conseguiu passar. Não apenas pelas farpas do começo do dia, mas também porque valia a liderança do campeonato essa briga era importante. E de novo na 43, Nelsinho tentou, tocou levemente e deixou Di Grassi respirar um pouco.

Depois disso, não conseguiu atacar de novo. Na frente, e com boa vantagem, Buemi recebeu a bandeirada com o primeiro vencedor de múltiplos ePs. Di Grassi foi segundo; Nelsinho resistiu a um ataque de Bird e foi terceiro. D'Ambrosio, Prost, Sarrazin, Speed, Pic e Félix
da Costa fecharam o top-10.

F-E, eP de Mônaco, Classificação Final:

1 SÉBASTIEN BUEMI SUI E.DAMS 47 voltas  
2 LUCAS DI GRASSI BRA AUDI ABT +2.154  
3 NELSINHO PIQUET BRA CHINA +4.634  
4 SAM BIRD ING VIRGIN +4.801  
5 JÉRÔME D'AMBROSIO BEL DRAGON +5.881  
6 NICOLAS PROST FRA E.DAMS +11.032  
7 STÉPHANE SARRAZIN FRA VENTURI +26.472  
8 CHARLES PIC FRA CHINA +49.538  
9 ANTONIO FÉLIX DA COSTA POR AMLIN AGURI +52.658  
10 NICK HEIDFELD ALE VENTURI +52.936  
11 JARNO TRULLI ITA TRULLI +58.984  
12 SCOTT SPEED EUA ANDRETTI +1:14.138  
13 KARUN CHANDHOK IND MAHINDRA +1 volta  
14 VITANTONIO LIUZZI ITA TRULLI +11 voltas NC
15 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA ANDRETTI +14 voltas NC
16 SALVADOR DURÁN MEX AMLIN AGURI +19 voltas NC
17 LOÏC DUVAL FRA DRAGON +23 voltas NC
18 DANIEL ABT EUA AUDI ABT +33 voltas NC
19 BRUNO SENNA BRA MAHINDRA +47 voltas NC
20 JAIME ALGUERSUARI ESP VIRGIN +47 voltas NC