F-E
02/07/2016 15:58

Em eP monumental em Londres, Di Grassi segura Buemi no braço para abrir vantagem na decisão da F-E. Prost vence

Se alguém esperava uma corrida do domingo que fosse apenas perfumaria para um campeonato definido no sábado, vai ter que tentar de novo. Numa corrida excelente, Lucas DI Grassi e Sébastien Buemi mostraram porque disputam um título. A vantagem do brasileiro segue viva, mas diminuta. Sem esquecer da primeira dobradinha Prost-Senna desde o GP da Austrália de 1993
Warm Up
PEDRO HENRIQUE MARUM, Rio de Janeiro

Sébastien Buemi vai ter que continuar atacando Lucas Di Grassi até amanhã. E quem viu a primeira perna do eP de Londres deste sábado (2) pode até achar que é um uso literal da expressão. Buemi passou a corrida inteira na trilha do líder do campeonato, que fugia com habilidade. Até que passou a ser um confronto direto: Buemi na traseira de Lucas, atacando e tentando passar de todas as formas. Até Sam Bird aparecer do nada, em bandeira amarela, e separar os dois. Di Grassi sobrevive para contar a história e ainda abre a vantagem. Era de um, agora é de três pontos. E que o domingo chegue logo.

Londres se especializou em dar à F-E corridas extremamente emocionantes ainda que com menos ultrapassagens que o normal. Se faltou no geral, sobrou entre os líderes do campeonato. Di Grassi e Buemi partiram desde o começo, saindo de décimo e 13º, respectivamente. Na frente, sem discussão, sempre foram Nicolas Prost e Bruno Senna. Os dois sumiram e nunca correram riscos. É bom que se ressalte: desde o GP da Austrália da F1 de 1993 que não havia uma dobradinha Prost-Senna. Evidente que aquela tinha Alain e Ayrton, mas Nico e Bruno honraram o sobrenome que carregam.

Di Grassi sabia que precisava escapar o mais rápido possível de um Buemi que tinha o melhor carro da pista. Passou Loïc Duval, Buemi foi junto. Passou Nick Heidfeld, lá estava Seb. Foi para cima de Sam Bird, Buemi lá. Passou Daniel Abt, o rival junto. Passou Robin Frijns, e, adivinha? Buemi também. Depois o suíço foi para cima dele, e Lucas para cima de Jean-Éric Vergne. Desses, só quem passou alguém foi Vergne, que deu uma ajudinha para Turvey ir ao muro. O francês completou o pódio. Di Grassi foi quarto. Buemi acabou atrapalhado por um insano Bird, que o passou em bandeira amarela. Quando Buemi retomou o P5 era tarde demais para encarar Lucas outra vez.
Nicolas Prost foi o vencedor do eP de Londres neste sábado (Foto: Reprodução/Twitter)
António Félix da Costa, perdido num mar de coisas mais importantes, fez uma bela corrida e foi sexto. Bird, Heidfeld, Jérôme D’Ambrosio e Mike Conway fecharam o top-10. Os pontos da volta mais rápida ficaram com Nelsinho Piquet, que acabou ganhando os tentos da China na corrida. Turvey tinha um pódio encaminhado, mas terminou seu dia no muro.

Tudo o que aconteceu neste sábado em termos de horário será espelhado no domingo. A decisão do campeonato larga às 12h (de Brasília).

Confira como foi o eP de Londres 1:

Depois da chuva que bagunçou a classificação, o sol brilhante brindava o céu londrino para a largada do começo do final da temporada 2015/16 da F-E. Com tantos incidentes durante os treinos, a expectativa era de algum toque na largada, mas nada disso. Na maior ordem, Nicolas Prost e Bruno Senna seguraram as primeiras posições. Atrás, Lucas Di Grassi deixava o companheiro do WEC Loïc Duval para trás e assumia o nono lugar. Sébastien Buemi subia de 13º para 11º.

Em três voltas, os ponteiros do campeonato mostravam o porquê de o serem. Buemi passou Duval e ficou logo atrás de Lucas. Não se deu por derrotado, o piloto da Audi ABT, e passou Nick Heidfeld. Buemi fez o mesmo em seguida. Então, no quinto giro, Di Grassi passou pelo companheiro Daniel Abt e assumiu a sétima colocação.

Na frente, logo atrás de Lucas, as Virgin lutavam desesperadamente. O sangue ruim entre Jean-Éric Vergne e Sam Bird não é de hoje, mas impressionava como os dois se digladiavam sem a menor parcimônia. E, enquanto o faziam, Di Grassi encostava.

De peito para o vento, Prost ia amontoando voltas rápidas e, com sete voltas, abria 2s5 para Senna. O brasileiro da Mahindra, por sua vez, tinha uma vantagem ainda maior para o terceiro postado, Oliver Turvey, cerca de 4s6. Tirando os dois primeiros, os oito pilotos seguintes vinham em trenzinho.
Abt fez o que deu pra complicar a vida de Buemi (Foto: Reprodução/Twitter)
Eis que os vencedores do FanBoost foram anunciados na oitava volta das 33: Buemi, Di Grassi e Heidfeld. Os três teriam a potência extra a partir do momento que assumissem o segundo carro.

Di Grassi vinha para cima de Bird, enquanto o companheiro se defendia agressivamente de um mais veloz Buemi. Tanto fez que foi advertido por mudar a linha de defesa mais de uma vez. Outra igual, seria punido.

Numa corrida com poucas ultrapassagens, apenas os dois postulantes ao título de fato traziam emoção. Mas o faziam com gosto. No 13º giro, ainda bem antes das paradas para troca de carro, Di Grassi mergulhou na freada da entrada da chicane com muita classe e se livrou de Bird. Era o sexto e indo atrás de Vergne. Buemi, um tanto quanto desesperado, não conseguia passar Abt.

O desespero de Buemi o fez tentar por fora, não deu. Os dois tocaram pneu com pneu, Abt se deu melhor e ainda foi passar Bird. Mas tudo bem para o suíço: não demorou uma volta completa para que ele próprio deixasse a Virgin para trás.

E, na volta 17, abriu a janela para troca de carros. Senna e Turvey logo foram. Com vantagem, os dois desenharam a estratégia da forma mais cuidadosa possível. Bastante gente entrou, mas Di Grassi, Abt e Buemi entraram apenas na volta seguinte. Prost, diga-se, também. E foi nos boxes que Buemi enfim conseguiu passar Abt. Vergne também se deu bem e passou Frijns.

Uma volta na pista, e Di Grassi passou a Andretti de Frijns da forma como quis. Buemi colou e veio na sequência. Depois de largarem em P10 e P13, já ocupavam as posições cinco e seis. Só que, na volta 20, após os primeiros pingos da chuva que voltava caírem, Abt escorregou na pista e foi direto ao muro. Ainda voltou para a pista e tirou Frijns da prova. Primeiros abandonos do dia.
Di Grassi está mais perto do título (Foto: F-E)
Durante a estada do safety-car na pista, António Félix da Costa, num surpreendente sétimo lugar, avisava a Aguri no rádio que não se importava em quem estava à sua frente – neste momento, Buemi -: queria passar. E a bandeira verde chegou na 24ª volta. A enorme diferença que tinham os três primeiros colocados deixou de existir, pois.

Vergne, ameaçado, partia para cima de Turvey. Di Grassi fazia o mesmo atrás do francês. Buemi vinha à espreita. Na 26, Di Grassi arriscou e tocou em Vergne – danificando a asa dianteira. Buemi foi para dentro e investiu o FanBoost. Mas no lugar errado, não passou. E Lucas ainda cravou a volta mais rápida da prova – tirada dela logo em seguida por, e quem mais?, Nelsinho Piquet.

Incansável, Buemi seguia atrás e atacava. Quando perdeu um pouco o contato, culpa de um ataque mal ejambrado, sofreu o ataque de Bird. Era sob bandeira amarela já declarada por conta da batida de Turvey, que foi ao muro empurrado por Vergne. Mas durou tempo o suficiente para tirar de Sébastien qualquer chance de ultrapassar Di Grassi. A diferença que era de um ponto subiu para três.

Prost venceu, seguido por Senna. É a primeira dobradinha Prost-Senna desde que Ayrton venceu o GP da Austrália da F1 em 1993 com Alain logo atrás. Vergne cruzou em terceiro, com Di Grassi e Buemi em quarto e quinto. Félix da Costa foi sexto, seguido por Bird, Heidfeld, D'Ambrosio e Mike Conway.

F-E, eP de Londres 1:

1 NICOLAS PROST FRA E.DAMS 33 voltas  
2 BRUNO SENNA BRA MAHINDRA +5.244  
3 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA VIRGIN +8.195  
4 LUCAS DI GRASSI BRA AUDI ABT +8.914  
5 SÉBASTIEN BUEMI SUI E.DAMS +10.052  
6 ANTONIO FÉLIX DA COSTA POR AGURI +10.908  
7 SAM BIRD ING VIRGIN +10.986  
8 NICK HEIDFELD ALE MAHINDRA +11.264  
9 JÉRÔME D'AMBROSIO FRA DRAGON +12.106  
10 MIKE CONWAY ING VENTURI +12.456  
11 SIMONA DE SILVESTRO SUI ANDRETTI +13.079  
12 STÉPHANE SARRAZIN FRA VENTURI +15.918  
13 MA QING HUA CHI AGURI +38.400  
14 NELSINHO PIQUET CHN CHINA +52.028  
15 OLIVER TURVEY ING CHINA +3 voltas NC
16 LOÏC DUVAL FRA DRAGON +10 voltas NC
17 ROBIN FRIJNS HOL ANDRETTI +14 voltas NC
18 DANIEL ABT EUA AUDI ABT +14 voltas NC

PADDOCK GP #35 DEBATE MOTOGP, STOCK CAR E FAZ PRÉVIA DA F1 E FINAL DA F-E



Últimas Notícias
segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018
F1
F1
F1
F1
F1
Stock Car
F1
F1
MotoGP
F1
F1
F1
domingo, 18 de fevereiro de 2018
Nascar
F1
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook