F-E
10/07/2017 10:59

Renault e.dams anuncia Gasly como substituto de Buemi para rodada dupla da F-E em Nova York

Será Pierre Gasly o piloto responsável por assumir os carros de Sébastien Buemi na rodada dupla da F-E no Brooklyn. Gasly, campeão da GP2 e primeiro na linha sucessória da Red Bull, tentará manter a Renault no controle do campeonato de Construtores
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

A Renault e.dams definiu enfim quem será o piloto que assume o carro da equipe na rodada dupla de Nova York. Pierre Gasly, campeão da GP2 em 2016 e primeiro piloto na linha sucessória da Red Bull na F1, foi o escolhido e vai estrear no campeonato dos bólidos elétricos. Gasly terá Nicolas Prost ao seu lado e o objetivo de auxiliar a Renault e também o ausente Sébastien Buemi a conquistarem os títulos de Construtores e Pilotos.
 
O motivo da entrada de Gasly no lugar de Buemi é o conflito de datas entre F-E e WEC. Neste fim de semana, dos dias 15 e 16 de julho, a F-E estará em Nova York enquanto o WEC corre em Nürburgring. Como o contrato com a Toyota tem prioridade ao da Renault, Buemi não estará na competição em que lidera o campeonato.
 
Passando uma temporada na Super Formula japonesa enquanto espera que a marca dos energéticos abra uma vaga para ele na F1, Gasly terá dias bastante complexos para conseguir chegar a Nova York e acelerar o carro azul. Tudo isso porque os compromissos com a Red Bull e com a Super Formula, respectivamente na sexta e segunda-feira na Inglaterra e no Japão, apertam o calendário.
 
"Estou muito animado para correr em Nova York. Será uma experiência novíssima e uma grande experiência e desafio de entrar num carro da F-E por apenas um fim de semana", afirmou. "Haverá muito o que aprender num período curto. Agradeço a e.dams e a Renault pela oportunidade. Estou ansioso para descobrir o carro da F-E no Brooklyn", seguiu.
Pierre Gasly (Foto: GP2 Media)
"Vou chegar lá na sexta-feira à noite às 23h30, porque antes preciso estar no simulador da Red Bull, então provavelmente é a pior preparação que eu já tive por um fim de semana. E vou direto para o Japão depois da corrida no domingo para um dia de teste na Super Formula. Serão 48 horas movimentada", seguiu.
 
Quem visivelmente ainda não está de bem com todo o imbróglio do conflito de datas é o chefe Jean-Paul Driot. É compreensível, visto que o campeonato, especialmente o de Pilotos, entra em grande interrogação.
 
"É um momento muito frustrante e difícil de aceitar que fomos forçados a isso", comentou. "A situação é ruim porque mesmo sem esse conflito ganhar o campeonato não é certeza. Apesar desse atraso, espero que, com a ajuda não contabilizável de Pierre Gasly, possamos defender as chances de defender as chances de vitória em Montreal", continuou.
 
Rob Leupen, diretor de equipe da Toyota no WEC, confirmou que o piloto - Buemi, no caso - não tem escolha na decisão sobre onde deveria correr. "A decisão foi tomada totalmente por nós, não é algo que o piloto possa escolher. Deve ser dito claramente que Sébastien tem nossa mesma motivação de vencer os dois campeonatos e está determinado a voltar ao topo do pódio em Nürburgring", encerrou.  
 
A rodada dupla de Nova York é a penúltima etapa da temporada, que termina em outra rodada dobrada, em Montreal. Buemi tem 33 pontos de vantagem para Lucas Di Grassi na liderança, enquanto a Renault guarda 59 tentos de frente para Audi ABT.

POSTURA DA GLOBO NA CORRIDA DO MILHÃO DA STOCK CAR MOSTRA DESPREZO PELO AUTOMOBILISMO


Últimas Notícias
sexta-feira, 19 de janeiro de 2018
MotoGP
Rali
Outras
MotoGP
F1
F1
F1
F-E
F1
F1
F1
F1
quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
F1
Rali
Rali
Galerias de Imagens
Facebook