F-E
10/07/2017 10:59

Renault e.dams anuncia Gasly como substituto de Buemi para rodada dupla da F-E em Nova York

Será Pierre Gasly o piloto responsável por assumir os carros de Sébastien Buemi na rodada dupla da F-E no Brooklyn. Gasly, campeão da GP2 e primeiro na linha sucessória da Red Bull, tentará manter a Renault no controle do campeonato de Construtores
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

A Renault e.dams definiu enfim quem será o piloto que assume o carro da equipe na rodada dupla de Nova York. Pierre Gasly, campeão da GP2 em 2016 e primeiro piloto na linha sucessória da Red Bull na F1, foi o escolhido e vai estrear no campeonato dos bólidos elétricos. Gasly terá Nicolas Prost ao seu lado e o objetivo de auxiliar a Renault e também o ausente Sébastien Buemi a conquistarem os títulos de Construtores e Pilotos.
 
O motivo da entrada de Gasly no lugar de Buemi é o conflito de datas entre F-E e WEC. Neste fim de semana, dos dias 15 e 16 de julho, a F-E estará em Nova York enquanto o WEC corre em Nürburgring. Como o contrato com a Toyota tem prioridade ao da Renault, Buemi não estará na competição em que lidera o campeonato.
 
Passando uma temporada na Super Formula japonesa enquanto espera que a marca dos energéticos abra uma vaga para ele na F1, Gasly terá dias bastante complexos para conseguir chegar a Nova York e acelerar o carro azul. Tudo isso porque os compromissos com a Red Bull e com a Super Formula, respectivamente na sexta e segunda-feira na Inglaterra e no Japão, apertam o calendário.
 
"Estou muito animado para correr em Nova York. Será uma experiência novíssima e uma grande experiência e desafio de entrar num carro da F-E por apenas um fim de semana", afirmou. "Haverá muito o que aprender num período curto. Agradeço a e.dams e a Renault pela oportunidade. Estou ansioso para descobrir o carro da F-E no Brooklyn", seguiu.
Pierre Gasly (Foto: GP2 Media)
"Vou chegar lá na sexta-feira à noite às 23h30, porque antes preciso estar no simulador da Red Bull, então provavelmente é a pior preparação que eu já tive por um fim de semana. E vou direto para o Japão depois da corrida no domingo para um dia de teste na Super Formula. Serão 48 horas movimentada", seguiu.
 
Quem visivelmente ainda não está de bem com todo o imbróglio do conflito de datas é o chefe Jean-Paul Driot. É compreensível, visto que o campeonato, especialmente o de Pilotos, entra em grande interrogação.
 
"É um momento muito frustrante e difícil de aceitar que fomos forçados a isso", comentou. "A situação é ruim porque mesmo sem esse conflito ganhar o campeonato não é certeza. Apesar desse atraso, espero que, com a ajuda não contabilizável de Pierre Gasly, possamos defender as chances de defender as chances de vitória em Montreal", continuou.
 
Rob Leupen, diretor de equipe da Toyota no WEC, confirmou que o piloto - Buemi, no caso - não tem escolha na decisão sobre onde deveria correr. "A decisão foi tomada totalmente por nós, não é algo que o piloto possa escolher. Deve ser dito claramente que Sébastien tem nossa mesma motivação de vencer os dois campeonatos e está determinado a voltar ao topo do pódio em Nürburgring", encerrou.  
 
A rodada dupla de Nova York é a penúltima etapa da temporada, que termina em outra rodada dobrada, em Montreal. Buemi tem 33 pontos de vantagem para Lucas Di Grassi na liderança, enquanto a Renault guarda 59 tentos de frente para Audi ABT.

POSTURA DA GLOBO NA CORRIDA DO MILHÃO DA STOCK CAR MOSTRA DESPREZO PELO AUTOMOBILISMO


Últimas Notícias
domingo, 24 de junho de 2018
F1
Indy
F1
F1
F3
Indy
F1
F1
F1
F1
F1
Indy
F1
Indy
F1
Galerias de Imagens
Facebook