F1
09/04/2017 07:04

14º, Massa revela dificuldades com temperatura dos pneus no GP da China: “Parecia que estava pilotando no gelo”

Os pneus foram vilões para Felipe Massa. Sofrendo com a falta de aderência numa corrida em que “tudo deu errado”, o brasileiro só perdeu posições, sendo o penúltimo dentre os que terminaram o GP da China
Warm Up / VITOR FAZIO, de Porto Alegre
 Felipe Massa (Foto: AFP)
 

Felipe Massa não vai querer lembrar o GP da China deste domingo (9). O brasileiro, que pintava como um forte candidato aos pontos antes da prova, teve um dia que foi de mal a pior. Sem se entender com o FW40 e as baixas temperaturas dos pneus, o brasileiro foi apenas o 14º - penúltimo dentre os que viram a bandeira quadriculada.
 
“Fico muito desapontado, tudo deu errado para nós”, lamentou Massa. “O carro estava destracionando demais no começo, aí tivemos cinco voltas lentas atrás do safety-car e os pneus ficaram completamente frios. Não conseguia andar direito, parecia que estava pilotando no gelo. Isso foi o pior, perdemos muito tempo e muitas posições. Depois tentamos arriscar ao parar antes dos outros para passar os outros e manter o ritmo, mas não tinha como”, contou.
Felipe Massa (Foto: Williams)
As últimas voltas foram particularmente deprimentes: com pneus gastos e frios, Massa despencou do décimo lugar para 14º rapidamente. Foi um resultado muito diferente daquele que se esperava de uma escuderia que parece ser a quarta melhor em 2017.
 
“Precisamos levar adiante o que fizemos na Austrália e na classificação daqui. Agora vamos concentrar no GP do Bahrein”, concluiu.
 
Além de Massa, a Williams também teve um dia ruim com Lance Stroll. O canadense se enroscou com Sergio Pérez ainda na primeira volta e ficou atolado na brita de Xangai.

O GRANDE PRÊMIO transmite todas as atividades do GP da China de F1 neste fim de semana. Acompanhe tudo AO VIVO e em TEMPO REAL, com o novo livetiming.



PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP