F1
26/11/2017 14:11

Alonso admite que teve medo de quebra em corrida final com Honda, mas valoriza pontos e diz: “Quero que 2018 chegue logo”

Fernando Alonso encerrou o ciclo com a Honda nos pontos neste domingo (26) em Abu Dhabi. O espanhol destacou a briga que teve com Felipe Massa. Mas disse feliz por fechar a temporada novamente no top-10. Agora, Alonso só pensa em 2018
Warm Up / EVELYN GUIMARÃES,  de Curitiba
 Fernando Alonso (Foto: McLaren)

Fernando Alonso conseguiu o que queria. Depois de se classificar em 11º no grid, a meta do espanhol era fechar a corrida derradeira da temporada 2017 nos pontos. E foi exatamente o que fez neste domingo (26) em Abu Dhabi. O bicampeão chegou a protagonizar uma disputa com Felipe Massa, venceu e terminou a etapa em Yas Marina na nona colocação. E isso também o fez encerrar a parceria com a Honda com um bom resultado e longe do fantasma de um abandono por falhas de confiabilidade.
 
Agora, o asturiano nem esconde a ansiedade pela pré-temporada de 2018, quando a McLaren vai passar a usar os motores da Renault, após três anos de fracasso com as unidades japoneses. "Estou feliz por terminar o ano com um bom resultado. A classificação não foi tão boa assim, mas a corrida foi uma pequena recompensa após três temporadas de dificuldades", contou o piloto.
Fernando Alonso terminou a corrida final com a Honda na nona colocação (Foto: McLaren)

"Estava com pressa. E estava em um grupo bem interessante, com Felipe à frente e Carlos se aproximando da gente. Então, tentamos passar Felipe e esquecer um pouco da Renault atrás. No fim, conseguimos permanecer à frente", acrescentou.
 
Fernando admitiu que chegou a pensar no pior durante a prova. "Tive um pouco de medo de terminar esse ano com um abandono, ou por um problema no carro ou algum incidente, qualquer coisa que me deixasse com um gosto amargo na boca. De qualquer forma, foi uma corrida normal. Tentamos chegar nos pontos. Agora, só temos de desejar sorte à Honda e ao projeto da McLaren com a Renault", completou.
 
"Na verdade, eu quero que 2018 chegue logo. Mas sei que temos pela frente alguns meses até o início da nova temporada, que vai ser ainda maior que essa. Agora, temos de preparar o carro e ver como o motor Renault vai se adaptar. Então, espero que não haja nenhuma complicação", emendou Alonso.

A F1 agora sai de férias e volta no fim de fevereiro com a primeira sequência de testes coletivos de pré-temporada em Barcelona. Depois, no último fim de semana de março, o GP da Austrália trará a corrida de abertura da temporada 2018.
“CHORAVA COMO UM BEBÊ”

FÉLIX DA COSTA REVELA TRISTEZA APÓS PERDER CHANCE NA F1