F1
08/06/2017 12:27

Alonso reitera tricampeonato como maior prioridade, mas diz que só renova com McLaren “se vencer antes de setembro”

Feliz com sua experiência nas 500 Milhas de Indianápolis, Fernando Alonso entende que sua performance em maio mostrou que é possível ser competitivo e vencer em qualquer categoria em que esteja na pista. Mas reiterou que, no momento, seu foco está todo na F1 e, sobretudo, no terceiro título mundial. No entanto, Alonso sinalizou que só fica na McLaren se a equipe vencer neste ano
Warm Up
FERNANDO SILVA, de Sumaré

Fernando Alonso está de volta à F1. Depois de ter sido o grande protagonista do esporte a motor desde que anunciou a surpreendente decisão de correr nas 500 Milhas de Indianápolis, o bicampeão do mundo regressa ao paddock e volta a acelerar o seu McLaren-Honda MCL32 neste fim de semana em Montreal, palco do GP do Canadá de F1. O espanhol de 35 anos reiterou que a F1 continua sendo sua prioridade e que tem em mente apenas um objetivo: conquistar o tricampeonato mundial. Mas disse que só fica na McLaren se a equipe vencer nesta temporada, antes de setembro, num cenário muito improvável de acontecer em condições normais.
 
Em entrevista coletiva concedida nesta manhã de quinta-feira (8) no Canadá, Alonso foi novamente o centro das atenções estando ao lado de Lewis Hamilton — que alfinetou Alonso e a própria Indy semanas atrás — e de um ofuscado Jolyon Palmer.
 
“Estar na F1 e vencer meu terceiro título é minha maior prioridade. Acho que desenvolvi bem meu talento guiando carros de F1 ao longo desses 16 anos, e o melhor carro que eu posso guiar ainda é o F1”, garantiu o piloto, que não descarta voltar a se aventurar em outras categorias e desbravar novos horizontes no automobilismo, mas não agora.
Fernando Alonso indica que vai ser difícil renovar seu contrato com a McLaren (Foto: F1/Twitter)
“Em outro momento, vou entrar em outro carro, de outra categoria, com outros pneus, outras regras, e vou estar competitivo. Não me importo com o futuro, ainda amo as corridas e sei que posso correr em qualquer categoria, sei que posso vencer em qualquer categoria”, acrescentou.
 
Questionado sobre o que é preciso para continuar na McLaren, equipe na qual tem contrato até o fim desta temporada, Fernando foi taxativo: “Vencer. Se vencermos antes de setembro, vou tomar a decisão de ficar aqui”, salientou o piloto, indicando um cenário muito difícil de se tornar realidade. Alonso lembrou a entrevista concedida na quarta-feira por Zak Brown e também considerou que é preciso algo mudar. No caso, a troca de motor para outra fornecedora. "Todos na McLaren queremos vencer. Zak, eu, todos. É possível que aconteçam mudanças se as coisas não melhorarem", disse.

"Nunca se sabe, não dá para garantir 100 por cento o que vou fazer em junho, mas todos nós queremos vencer. Zak já falou ontem dos problemas com a Honda. Ele quer vencer e quer que a McLaren esteja na luta pelo título. Se em três anos não estamos nesta situação, as coisas têm de mudar, é o mesmo para mim e para a equipe. Mas até que não chegue ao verão, não posso dizer que estou 100 por cento seguro. Estou muito aberto sobre esta decisão que vou tomar depois do verão", acrescentou Alonso, ponderando sobre sua permanência na McLaren.

O espanhol garantiu que uma possível parceria entre a McLaren e a Mercedes não seria determinante para a sua decisão de continuar na equipe britânica. "Isso não vai ter nenhuma influência na minha decisão", salientou.

Segundo o noticiário do jornal espanhol 'AS', a McLaren determinou como data-limite para a Honda o GP da Bélgica, no fim de abril, para decidir sobre a permanência da aliança com a fábrica japonesa. Caso contrário, a ideia do time de Woking é reeditar a aliança com a Mercedes, que levou a McLaren a muitos títulos entre o fim dos anos 1990 e em 2008, com Lewis Hamilton. A última vitória da McLaren aconteceu há quase cinco anos, quando Jenson Button venceu o GP do Brasil no fim de 2012.
.
O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP do Canadá, sétima etapa da temporada 2017 da F1, com o novo livetiming.
A NOVA F1 SE APROXIMA MAIS DA INDY. E ÁUDIO EM MÔNACO É PROVA


Últimas Notícias
sexta-feira, 19 de janeiro de 2018
Rali
Copa Grande Prêmio
MotoGP
Rali
Outras
MotoGP
F1
F1
F1
F-E
F1
F1
F1
F1
quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
F1
Galerias de Imagens
Facebook