F1
19/03/2015 17:00

Barrichello resgata disputa interna na Ferrari e dispara: “Dos sete títulos de Schumacher, um deveria ser meu”

Em entrevista ao programa 'Agora É Tarde', da TV Bandeirantes, Rubens Barrichello falou sobre os anos de convivência com Michael Schumacher na Ferrari e cravou: “Dos sete títulos de Schumacher, um deveria ser meu”
Warm Up / Redação GP,  de Curitiba
 Barrichello e Schumacher se desafiam em corrida de kart (Foto: Getty Images)
A parceria com Michael Schumacher na Ferrari parece ser uma fase da carreira de Rubens Barrichello ainda mal resolvida. O brasileiro parece não ter deixado para trás as ordens da equipe italiana e a tumultuada convivência com o heptacampeão. Dono do título em 2014 da Stock Car, Barrichello voltou a avaliar o período em que dividiu os boxes vermelhos com o alemão e entende que pelo menos uma das taças conquistadas pelo ex-piloto deveria ser sua, dado o auxílio que prestou a Michael nas disputas de título.

"Dos sete títulos de Schumacher, um deveria ser meu", afirmou Rubens durante sua participação no programa 'Agora É Tarde', da Band, que vai ar nesta quinta-feira (19).
Em 2002, Barrichello conquistou o vice-campeonato (Foto: getty Images)
Entre os anos de 2000 e 2005, Schumacher e a Ferrari dominaram amplamente a F1, com o alemão vencendo cinco de seus sete títulos na F1. Barrichello, no mesmo período, foi duas vezes vice-campeão, mas em nenhum momento chegou a disputar o Mundial com o então companheiro de equipe.

E um dos momentos mais polêmicos vivido entre ambos foi a famosa ordem de equipe da Ferrari no GP da Áustria em 2002. Rubens liderava a prova co folga, mas precisou abrir caminho para o colega. E o fez na última volta da curva final do autódromo austríaco. Barrichello voltou a lembrar o episódio.

"Eu não ia deixá-lo passar, mas recebi uma informação da equipe da Ferrari que me fez pensar. Então, tirei o pé do acelerador", contou o recordista de GPs na F1.

O paulista de 42 anos também falou sobre a imagem que tem no Brasil e a fama de lento, hoje exibida em propagandas protagonizadas por ele. Rubens disse que não se importa. "Eu não ligo, mas quando falam da minha família, me incomoda", admitiu Barrichello.