F1
24/06/2018 14:10

Bottas alega que deu espaço a Vettel na primeira curva em Paul Ricard e lamenta acidente: “Comprometeu a corrida”

Valtteri Bottas lastimou por ter sido vítima de um erro cometido por Sebastian Vettel na primeira curva do GP da França. O finlandês largou em segundo, mas caiu para último por conta de um pneu furado e de uma avaria no assoalho. No fim das contas, seu desempenho ficou bastante comprometido, o que refletiu diretamente no sétimo lugar
Warm Up / FERNANDO SILVA,  de Sumaré
 000_16J737

O desfecho do treino classificatório do GP da França, no último sábado, mostrava que a Mercedes tinha totais condições de não apenas vencer neste domingo (24) em Paul Ricard, mas também emplacar uma dobradinha com Lewis Hamilton e Valtteri Bottas no pódio. Entretanto, a chance do 1-2 prateado virou pó logo na primeira curva. Hamilton partiu na frente e assim seguiu até confirmar a vitória, mas Bottas acabou sendo acertado por Sebastian Vettel.
 
Bottas teve o pneu traseiro esquerdo furado como resultado da colisão, além de um dano no assoalho do seu Mercedes. Valtteri e Vettel caíram para o fim do grid, mas o alemão tinha o carro mais inteiro e conseguiu empreender uma melhor reação. Seb cruzou a linha de chegada em quinto lugar, duas posições à frente do nórdico. Minutos depois, o tetracampeão reconheceu o erro.
Valtteri Bottas foi consolado por Lewis Hamilton após o revés neste domingo em Paul Ricard (Foto: Mercedes)
Em entrevista coletiva, Bottas, bem ao seu estilo, evitou criticar Vettel de forma áspera pelo erro cometido na primeira curva. “Nós vínhamos lado a lado até a zona de frenagem. Vinha por fora e acho que freei um pouco tarde e deixei espaço suficiente para ele ainda estar lá por dentro”.
 
“Ele simplesmente esparramou na curva e me acertou. Tive um furo no pneu e um considerável dano no assoalho, o que acabou comprometendo a corrida”, lamentou.

Mais tarde, Bottas falou à Mercedes sobre seu sentimento de decepção. “É uma pena porque tínhamos um carro bem forte hoje, como mostra o resultado de Lewis. Mas minha corrida acabou na curva 1. Estava do lado de fora e sabia que seguir naquela linha me colocaria por dentro na curva 2. Então, de repente, fui acertado por trás, tive um furo de pneu e o assoalho danificado. Depois disso, foi difícil porque o carro ficou bastante danificado e pude sentir a falta da traseira. Fiquei escorregando e tive de fazer um segundo pit-stop, o que infelizmente acabou sendo lento, o que me fez perder muito tempo.”
 
“Acho que hoje simplesmente não foi meu dia. De certa forma, isso resume minha temporada até agora. Mas há alguns pontos positivos. Nós estivemos fortes enquanto equipe, ainda que infelizmente não pudemos transformar isso em uma pontuação perfeita. Também fiz a volta mais rápida da corrida apesar das condições do carro. Tenho de seguir trabalhando duro e esperançoso de que a sorte vai virar em algum ponto. Acho que já está na hora”, complementou.
 
No entanto, Hamilton partiu em defesa do companheiro de equipe. “Não vi isso em detalhes. É decepcionante para a equipe porque nós tivemos a chance de conseguir uma dobradinha, esse era o objetivo final. Valtteri fez um trabalho sólido neste fim de semana, como ele tem feito o ano todo”.
 
Por fim, Hamilton aproveitou para alfinetar o rival Vettel. “Todos nós estávamos indo para a curva com toda a força, mas, no fim das contas, quando alguém destrói sua corrida por meio de um erro e ainda consegue voltar e terminar à sua frente é algo que não deveria acontecer. Você não deve terminar uma corrida à frente dele se você o tirou da corrida”, concluiu.
HISTÓRIA ESCRITA SEM BRILHO

REGULAMENTO TIRA BRILHO DE VITÓRIA DA TOYOTA EM LE MANS