F1
14/05/2018 06:53

Chefe da Haas defende atuação em Barcelona, critica punição e classifica Grosjean como “alvo fácil”

Chefe da Haas, Guenther Steiner defendeu a atuação de Romain Grosjean e classificou como “incidente de largada” a manobra do francês na curva três da pista catalã. Dirigente criticou a sanção imposta pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e avaliou que o piloto é um “alvo fácil”
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Romain Grosjean com a Haas quebrada (Foto: Reprodução/Twitter)

Chefe da Haas, Guenther Steiner saiu em defesa de Romain Grosjean após a polêmica no GP da Espanha. O dirigente criticou a punição imposta pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e avaliou que o piloto é um “alvo fácil”.
 
O incidente aconteceu na curva três do traçado de Barcelona, quando Grosjean se assustou com um movimento de Kevin Magnussen, tentou mudar a direção do carro e acabou perdendo a frente. Romain saiu da pista, mas quis evitar a brita, voltou de maneira atrapalhada, de lado e sem qualquer controle, enquanto ainda acelerava o carro.
Romain Grosjean de lado na pista (Foto: Reprodução/Twitter)
Nico Hülkenberg e Pierre Gasly não conseguiram evitar o choque e abandonaram a corrida. Sergey Sirotkin e Fernando, por outro lado, Alonso escaparam por muito pouco.
 
Apesar de a reação de Grosjean ter sido bastante critica, Steiner não acredita que o francês tinha muitas outras opções.
 
“Ele tentou sair do caminho, essa é a explicação dele”, disse Steiner. “Ele tentou atravessar a pista para sair e acertou dois”, seguiu.
 
“Ele estava virado e disse ‘tive de tomar uma decisão: fico parado ou atravesso?’. Ele atravessou e tirou dois”, recordou. “Se tivesse ficado parado, talvez tivesse tirado cinco, não sabemos. Nunca é uma boa posição para estar, no meio da pista, não importa o que você faça. Para mim, foi um incidente de largada”, ponderou. 
 
 
“Sim, não parece bom quando você acelera no meio da pista, mas é uma decisão tomada em milésimos de segundos e ele decidiu atravessar”, comentou. “Eu lamento por eles terem sido tirados, mas ele não tentou uma ultrapassagem para tirá-los ou saiu de frente em alguma coisa”, alegou.
 
“No momento em que a reputação dele não é das melhores para fazer coisas que não deveria estar fazendo, talvez ele seja um alvo fácil”, concluiu.


 
CAMINHO PARA VIRAR LENDA

TRÍPLICE COROA É O QUE SOBROU PARA CARREIRA DE ALONSO