F1
24/02/2018 12:01

Chefe da Mercedes cita Ferrari e Red Bull como principais ameaças, mas diz que “é perigoso descartar alguém”

Apesar dos quatro anos de domínio da Mercedes, Toto Wolff segue cauteloso ao falar de favoritismo e ameaças para 2018. Segundo o austríaco, nenhuma equipe deve ser descartada da briga
Warm Up
Redação GP, de São Paulo

A Mercedes é a atual tetracampeã da F1, mas mantém o discurso de pés no chão. Chefe do time, Toto Wolff considera a Ferrari a maior ameaça, mas deixou bem claro que a Red Bull está na briga e, principalmente, que nenhum time deve ser imediatamente desconsiderado do páreo.
 
O austríaco lembrou que, antes da última temporada, pouco se falava da Ferrari e que, no fim das contas, os italianos ameaçaram bastante o domínio da Mercedes.
Toto Wolff colocou até McLaren e Williams na lista das potenciais rivais da Mercedes (Foto: Twitter)

"Se a mesma pergunta me fosse feita ano passado, diria que a Red Bull é nossa maior rival. Com tudo que aconteceu em 2017, agora é a Ferrari. Mas é muito perigoso você reduzir o número de rivais a um ou dois. Todo mundo precisa ser levado a sério", disse.
 
Toto demonstrou preocupação até com a McLaren, que sofreu bastante nos últimos anos, mas agora tenta a sorte com a Renault. Enquanto isso, citou também a renovada Williams, no primeiro projeto totalmente comandado por Paddy Lowe, ex-Mercedes.
 
"Estou bem curioso para ver o salto que a McLaren vai dar com a Renault. Acho que a equipe tem tudo para evoluir bastante. E aí tem a Williams com mudanças radicais... acho que todo mundo precisa ser considerado nesse momento", completou.


Últimas Notícias
domingo, 24 de junho de 2018
F3
F1
F1
DTM
Outras
F1
F2
sábado, 23 de junho de 2018
F1
Indy
Indy
F2
Indy
Indy
F1
Indy
Galerias de Imagens
Facebook