F1
23/09/2015 09:15

Chefe da Mercedes se preocupa com Ferrari e já não descarta ordens de equipe para garantir título em 2015

Mesmo pregando calma e dizendo que nada mudou na Mercedes, Toto Wolff se mostrou preocupado com o desempenho da Ferrari em Cingapura e agora não descarta lançar mão de ordens de equipe para garantir o título de Lewis Hamilton
Warm Up
Redação GP, de Curitiba
Depois da misteriosa queda de rendimento da Mercedes no GP de Cingapura, o chefe da esquadra alemã, Toto Wolff, pediu calma, mas também não excluiu completamente a chance do time lançar mão de ordens de equipe se a vantagem para o líder, Lewis Hamilton, cair vertiginosamente nesta fase final da temporada 2015, devido a uma eventual ascensão real da Ferrari no campeonato.
 
Durante o GP de Cingapura, realizado no último domingo (20), a Mercedes ficou longe da briga pela vitória e viu um desempenho assombroso da Ferrari, que venceu em Marina Bay com Sebastian Vettel e ainda colocou Kimi Räikkönen no pódio com o terceiro lugar.
Toto Wolff já fala em pensar em ordens de equipe (Foto: AP)
Embora já tenha dito que Hamilton e Nico Rosberg estão livres para decidir o Mundial, Wolff também não descartou uma mudança de estratégia. "Se a diferença for muito menor no final, então poderemos, sim, pensar nisso", disse o austríaco ao ser questionado pelo jornal alemão 'Bild' sobre possíveis ordens de equipe na restante da temporada 2015 da F1. 
 
Por outro lado, o dirigente preferiu pregar o discurso da calma. "A Mercedes precisa se manter calma agora. O carro é o mesmo. Não perdemos performance", completou o chefão da Mercedes.
 
No momento, restando seis etapas para o fim do campeonato, Hamilton tem 252 pontos, enquanto Rosberg soma 211, apenas oito pontos a mais que Vettel, o terceiro colocado.

Últimas Notícias
domingo, 24 de junho de 2018
F1
Indy
Indy
F1
Indy
F1
F1
F3
Indy
F1
F1
F1
F1
F1
Indy
Galerias de Imagens
Facebook