F1
12/08/2016 13:52

Chefe da Sauber diz que meta é encontrar patrocínio máster para restante de 2016 e quer negócios fora da F1

Monisha Kaltenborn, chefe da Sauber, agora tem outra missão após a venda da equipe. A meta a partir de já é conseguir um patrocínio máster para a escuderia suíça, que foi vendida no mês passado para o grupo financeiro Longbow
Warm Up
Redação GP, de Curitiba

Chefe da Sauber, Monisha Kaltenborn afirmou que vem trabalhando muito duro para garantir um patrocinador máster, na sequência da venda da equipe suíça. O time de Hinwil teve o futuro assegurado com a compra pelo grupo Longbow — o negócio serviu principalmente para aliviar a instabilidade financeira que atravessava a escuderia. Agora, a ideia é atrair um grande investidor para estampar a marca nos carros de Felipe Nasr e Marcus Ericsson.
 
"Estamos trabalhando muito duro para conseguir um patrocínio, mas não tem sido fácil. Se você apresentar novamente uma estabilidade financeira e exibir parceiros fortes, então tudo fica menos difícil. E ajuda muito", afirmou Kaltenborn em declaração ao site oficial da F1 nesta semana.
A chefe da Sauber Monisha Kaltenborn (Foto: Getty Images)

A dirigente revelou que o interesse da Longbow Finance pela Sauber se deu pelo potencial de desenvolvimento da engenharia. "A intenção agora é clara: antes de mais nada, vamos estabilizar a situação. E aí vamos fortalecer e fazer crescer o nosso setor de engenharia. Vamos ampliar o negócio com os serviços da nossa engenharia, para comercializar as tecnologias que temos, eles vão usar o nosso conhecimento", disse Monisha.
 
"Nós estamos nisso há muito tempo e eles viram um enorme potencial em tudo isso. Ver como uma companhia suíça interage com outra empresa da Suíça de alta tecnologia é algo único. E essa parte não depende de estarmos ou não na F1", completou.
 
A chefe, em seguida, ainda vislumbrou a possibilidade de ver a Sauber alçando voos ainda mais altos. E longe da F1. "Todo mundo sabe o tipo de estrutura que temos aqui. Estamos entre os líderes dos setores de aerodinâmica, simulação e desenvolvimento de software. Também somos fortes em tecnologia 3D. Nós já estamos no mercado com certas coisas, por isso a Longbow vê um grande potencial aqui", encerrou.
PADDOCK GP #41 ABORDA F1, MOTOGP, OLIMPÍADA E MORTE DE CLAUSON



Últimas Notícias
sexta-feira, 19 de janeiro de 2018
MotoGP
Rali
Outras
MotoGP
F1
F1
F1
F-E
F1
F1
F1
F1
quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
F1
Rali
Rali
Galerias de Imagens
Facebook