F1
15/04/2016 13:01

Confira declarações dos pilotos após sexta-feira de treinos livres para GP da China, terceira etapa do Mundial 2016 de F1

Kimi Räikkönen saiu da sexta-feira (15) atípica no autódromo de Xangai como o mais rápido - e, surpresa, à frente de Sebastian Vettel no segundo lugar. As Mercedes precisam se preocupar com o sábado
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

Dá para se dizer que esta sexta-feira (15) foi um dia atípico de atividades da F1 na China. As duas Mercedes se viram atrás das duas Ferrari ao fim da tarde e vão para o sábado sabendo que enfrentam uma ameaça que ao menos parece real pela primeira fila.
 
Foi Kimi Räikkönen quem deu um salto enquanto o time de Maranello tentava projetar como será o treino classificatório. O veterano campeão mundial imprimiu um ritmo mais forte que o de Sebastian Vettel, que passaram logo antes e saiu o mais rápido do dia. Nenhum dos dois, porém, parecia muito animado.

As Mercedes seguiram de perto com a formação predominante na temporada até aqui: Nico Rosberg à frente de Lewis Hamilton. E Daniel Ricciardo colocou uma Red Bull à frente da Toro Rosso de Max Verstappen no top-6. Aliás, Max abriu um quarteto que foi invertendo Toro Rosso e Force India. Nico Hülkenberg foi sétimo com Carlos Sainz Jr logo atrás e Sergio Pérez na sequência. Valtteri Bottas fechou o top-10.
Kimi Räikkönen liderou a sexta-feira de treinos livres em Xangai (Foto: Getty Images)
As McLaren seguiram, com Fernando Alonso na frente de Jenson Button, Daniil Kvyat, Felipe Massa, Jolyon Palmer, Romain Grosjean, Pascal Wehrlein, Marcus Ericsson, Rio Haryanto, Felipe Nasr, Esteban Gutiérrez e, sem tempo, Kevin Magnussen fecharam a tabela do TL2. 
 
O treino classificatório que define o grid de largada para o GP da China começa às 4h (de Brasília) dste sábado. O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL.

Confira as declarações:

RED BULL
 
Daniel Ricciardo (quarto no TL1 e quinto no TL2): "Olhando os tempos de volta, estamos satisfeitos, mas acredito que ainda há mais para conseguir em termos de equilíbrio. Caso encontremos o que procuramos, estaremos muito mais próximos de onde queremos estar. Acredito que a maioria dos caras estão lutando com esse quesito, pois estamos relativamente competitivos. Mas o carro estava um pouco complicado, e acredito que esteja assim para todos. Vimos alguns dos caras rodando nesta manhã, e talvez o vento tenha alguns grandes efeitos aqui. As simulações de corrida no fim, com os pneus macios, estão promissoras, e o ritmo não parece ruim. Se chover amanhã nos daria um pouco mais de chance. Eu diria que um top-5 é alcançável para nós".
 
Daniil Kvyat (sexto TL1 e 13º no TL2): "Pneus trabalham anormalmente aqui, então precisamos entender o que fazer para extrair o máximo para amanhã, é nosso objetivo. Não foi tão ruim, mas eu não tive uma só volta limpa para ser honesto. Eu batalhei muito com o composto macio, apenas não funcionou para mim, e temos um pouco de trabalho para ficarmos preparados para a classificação. A previsão do tempo para amanhã é chuva, o que mudará as coisas novamente. Teremos que esperar e ver o que a tarde trará".
 
TORO ROSSO
 
Max Verstappen (décimo no TL1 e sexto no TL2): "O TL1 foi difícil, porque não conseguíamos fazer uma long run por culpa das bandeiras vermelhas. Saíamos, voltávamos, saímos e voltávamos de novo. Mas foi bom recuperar a confiança na pista, ver o que havia de novo e ter um primeiro entendimento do carro. Para o TL2, pudemos fazer muita coisa e, mesmo que ainda haja muito por fazer para amanhã, podemos ficar satisfeitos".
 
Carlos Sainz Jr. (sétimo no TL1 e oitavo no TL2): "Hoje foi outra sexta-feira tranquila para nós. Não tivemos problemas no carro, o que fez com que pudéssemos completar nosso programa. O TL1 foi bem interrompido por causa das bandeiras vermelhas, mas o TL2 foi bom. Terminei o dia feliz. Creio que serpa um GP desafiador para todos, e estou ansioso para o resto do fim de semana, especialmente a classificação de volta ao velho formato".
 
FORCE INDIA
 
Nico Hülkenberg: (nono no TL1 e sétimo no TL2): "Estou muito satisfeito com hoje. Há muito trabalho para ser feito, claro, mas cumprimos o aprendizado com os pneus e tentamos fazer coisas diferentes no carro. O desgaste do pneu é sempre alto aqui e nós vimos isso novamente hoje, então vai ser um grande fator na corrida. Também vimos o quão perto todo mundo está na tabela de tempos, então vai ser um grid muito apertado".
 
Sergio Pérez: (11º no TL1 e nono no TL2): "As condições da pista não foram as melhores hoje porque o vento soprou forte durante as sessões, e foi difícil ser consistente. Também perdemos algum tempo na manhã por conta das interrupções com bandeira vermelha. Acho que o principal tópico do dia é o desgaste [dos pneus] e temos de tentar e aprender sobre como melhorar isso hoje à noite e também melhorar o equilíbrio do carro".
Sergio Pérez durante o primeiro treino livre para o GP da China (Foto: Getty Images)
WILLIAMS
 
Valtteri Bottas (13º no TL1 e décimo no TL2): "Foi um começo de dia difícil com o problema que tivemos no treino livre 1, mas o time fez um bom trabalho entre as sessões para arrumar os problemas, e acredito que entender o que aconteceu. A simulação de corrida nesta tarde foi consistente, mas precisamos esperar até amanhã na classificação para determinar nossa velocidade. Acredito que podemos ter um bom final de semana, apenas precisamos trabalhar duro".
 
MCLAREN
 
Jenson Button (oitavo no TL1 e 12º no TL2): "Acredito que todos estão brigando um pouco com os pneus e superaquecimento, as pressões mínimas estão muito altas, então está difícil para todos. Também, os pneus aquecem muito rápido, o que torna-se um problema para resolver. Ainda existe espaço para melhorar o ajuste, mas acredito que conseguimos ser um pouco mais competitivos do que parecemos. Agradeceria uma classificação molhada para misturar as coisas. Se for seco amanhã, acredito que seríamos sacados na porta do top-10, e caso esteja bagunçado, você pode cometer um erro e se dar mal, ou pode acertar e se dar muito bem. Eu iria para o risco".
 
RENAULT
 
Jolyon Palmer (17º no TL1 e 15º no TL2): "Hoje passamos por quase toda nossa programação e fizemos bons progressos no segundo treino, então isso é encorajador. A aderência estava muito baixa de manhã, mas logo foi aumentando ao longo do dia, então os tempos logo começaram a baixar para todos. Para nós, temos muitos dados para analisar tanto em simulações de corrida quanto de classificação. Trabalharemos durante a noite para ver se conseguimos melhorar para amanhã".
 
Kevin Magnussen (sem tempo no TL1 e TL2): "Eu tive um problema de suspensão no carro, e isso acabou afetando o pneu. Foi relativamente fácil de controlar já que estava indo reto, não uma curva, então foi tranquilo. No entanto, consegui dar algumas poucas voltas de manhã para colher dados, o que é sempre útil, mas tenho muito trabalho para amanhã em termos do que posso aprender do traçado e do carro. Talvez chova, e nosso carro está para o seco, então não tem sido o melhor final de semana para nós".
Kevin Magnussen durante o primeiro treino livre para o GP da China (Foto: Getty Images)
HAAS
 
Romain Grosjean (14º no TL1 e 16º no TL2): "Não foi um dia ideal para a equipe. Esteban teve muitos problemas. Tivemos de testar uma nova asa dianteira, mas a pista estava muito difícil de entender. Não conseguimos fazer todo o trabalho de forma adequada. O carro está bem difícil de guiar. Não é tão fácil. A noite hoje vai ser bem longa, com os caras tentando analisar o que a gente poderá fazer melhor para amanhã. Agora, nós não estamos onde achamos que podemos. Precisamos entender isso e trabalhar com isso. Hoje doeu por ver que somos uma equipe nova e não temos dados de anos anteriores. Testamos algumas coisas diferentes, mas nada parece ser o correto agora".
 
Esteban Gutiérrez (sem tempo no TL1 e 21º no TL2): "Foi um dia muito difícil. Vai ser muito importante analisar todos os dados durante a noite para resolver os problemas e preparar para amanhã e o restante do fim de semana. A equipe está trabalhando duro, e estou otimista de que vamos virar o jogo. Estou muito ansioso para voltar à pista amanhã".
 
MANOR
 
Pascal Wehrlein (18º no TL1 e 17º no TL2): "O segundo treino livre foi bom, mas o primeiro foi um pouco bagunçado por causa das duas bandeiras vermelhas, cada uma em um jogo dos pneus. Nesta tarde fizemos simulações de corrida e classificação, tentamos algumas coisas com o ajuste e tudo parecia ter trabalhado bem, sem problemas. O ponto principal é que a degradação dos compostos é muito alta, no dianteiro esquerdo é muito notável. Todos estão brigando muito, então veremos o que amanhã trará. Precisamos melhorar ainda mais o equilíbrio do carro e olhar nossa temperatura, mas até o momento tudo parece bastante similar com a sexta-feira no Bahrein. Estou bastante otimista".
 
Rio Haryanto (16º no TL1 e 19º no TL2): "Hoje foi principalmente sobre preparação para a corrida e entendimento das escolhas de pneus. Foi um bom dia e a simulação de corrida durante os últimos quarenta minutos gerou bons dados para observarmos durante a noite. É bom ver que nós estamos próximos do que estávamos no Bahrein. Amanhã parece que choverá, o que não tivemos desde a sexta-feira na Austrália. O que seria interessante, pois irá misturar as coisas um pouco, e espero que de uma maneira positiva para nós".
 
SAUBER
 
Marcus Ericsson (15º no TL1 e 18º no TL2): "Foi um dia decente hoje. Dei muitas voltas seguindo o cronograma, especialmente com os pneus macios e médios. Conseguimos algumas boas informações para o final de semana. Ainda precisamos encontrar um pouco de desempenho. Vamos ver como será com os compostos supermacios amanhã. Para agora, temos que olhar o ajuste do carro para ter certeza que estaremos ainda mais competitivos na classificação".
PADDOCK GP #24 FALA SOBRE F1, MOTOGP, INDY E STOCK




Últimas Notícias
sexta-feira, 19 de janeiro de 2018
Rali
Copa Grande Prêmio
MotoGP
Rali
Outras
MotoGP
F1
F1
F1
F-E
F1
F1
F1
F1
quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
F1
Galerias de Imagens
Facebook