F1
05/05/2016 11:33

Consultor da Red Bull vê Kvyat “muito inconsistente” e justifica rebaixamento como forma de amenizar pressão

Helmut Marko não se furtou a falar sobre a troca de Daniil Kvyat por Max Verstappen, oficializada nesta quinta-feira (5). O consultor da Red Bull considerou o piloto russo inconsistente e mais lento que Daniel Ricciardo nesta temporada. Outro fator apontado por Marko foi acalmar os ânimos também na Toro Rosso, levando em conta a rivalidade entre Verstappen e Carlos Sainz
Warm Up
Redação GP, de Sumaré
Consultor da Red Bull, Helmut Marko justificou a troca de Daniil Kvyat por Max Verstappen já a partir do GP da Espanha, oficializada na manhã desta quinta-feira (5). O jovem russo, de apenas 22 anos, foi o protagonista da polêmica na corrida do último domingo, em Sóchi, depois de ter acertado por duas vezes a Ferrari de Sebastian Vettel, causando não só a batida do tetracampeão, mas também danos ao carro do seu companheiro de Red Bull, Daniel Ricciardo, arruinando a corrida do time, nas palavras de Christian Horner. 
 
Mas para Marko, o rebaixamento de Kvyat para a Toro Rosso não se deve diretamente pelo que aconteceu na Rússia no fim de semana. 
 
“Esta é uma medida para, principalmente, tirar pressão de Daniil. Esta pressão existe nesta temporada e ele não está tendo o mesmo rendimento do ano passado. Ele vem sendo entre 0s3 e 0s5 mais lento que Ricciardo. Em 2015 ele estava ao mesmo nível”, comentou o ex-piloto e dirigente ao site ‘MotorSport Total’.
Marko culpou a inconsistência de Daniil Kvyat como motivo para trocá-lo por Verstappen a partir do GP da Espanha (Foto: Getty Images)
“Ele está sendo muito inconsistente e tendo muitos altos e baixos. Alguma vez vai bem, como se viu na China, mas ele mesmo se colocou muita pressão. O acidente em Sóchi é uma consequência da pressão interna que ele mesmo construiu. Não veio da nossa parte. Nossa vantagem agora é que podemos recuperar sua moral na Toro Rosso novamente”, disse.
 
A polêmica troca de Kvyat por Verstappen na Red Bull também serve, na visão de Marko, para acalmar os ânimos no time de Faenza. O consultor faz referência à recente rivalidade travada pelo holandês com seu, até ontem, companheiro de equipe, o espanhol Carlos Sainz.
 
“Por outro lado, houve um mal estar considerável na Toro Rosso entre Verstappen e Sainz. De modo que assim resolvemos vários problemas. E não descartamos Kvyat, levando em conta que ele ainda faz parte da equipe”, comentou.
Max Verstappen e Helmut Marko em Sóchi antes do GP da Rússia (Foto: Getty Images)
No fim da contas, Marko deixou claro que o rebaixamento de Kvyat não significa que o russo não faz mais parte dos planos e que a fase do piloto em Faenza é vista como crucial para recuperá-lo. 
 
“A Toro Rosso é uma boa equipe do meio do grid que unicamente tem de mostrar seu potencial, tanto o carro quanto os pilotos. Daniil deve entrar constantemente nos pontos”, encerrou.
PADDOCK GP #27 RELEMBRA COBERTURA DA MORTE DE AYRTON SENNA



Últimas Notícias
domingo, 24 de junho de 2018
Indy
F1
Indy
F1
F1
F3
Indy
F1
F1
F1
F1
F1
Indy
F1
Indy
Galerias de Imagens
Facebook