F1
25/10/2014 11:03

Ecclestone confirma que Marussia também vai ficar de fora das etapas em Austin e em Interlagos

Bernie Ecclestone confirmou à agência de notícias 'Reuters' que tanto a Caterham quanto a Marussia não vão disputar os GPs dos EUA e do Brasil neste mês. Ambas, que têm a sede em Oxfordshire, região próxima a Silverstone, na Inglaterra, enfrentam problemas financeiros
Warm Up / Redação GP,  de Curitiba
 Max Chilton (foto: GettyImages)
Assim como a Caterham, a Marussia também não vai alinhar no grid de largada para os GPs dos EUA e do Brasil. A informação foi confirmada por Bernie Ecclestone na manhã de sábado (25).

A equipe verde atravessa uma fase de incerteza. Nesta semana, o time passou para as mãos de administradores legais, que agora tentam vender a esquadra. Por esta razão, a Caterham ganhou uma permissão de Ecclestone para se ausentar das duas próximas provas.
Bernie Ecclestone confirmou que a Marussia não corre em Austin e em Interlagos (Foto: Getty Images)
O mesmo deve acontecer com o time anglo-russo, que vem lutando financeiramente para se manter no grid. A Marussia ainda vive um drama depois que Jules Bianchi sofreu um sério acidente em Suzuka, no Japão, no início do mês, e ainda permanece internado em estado crítico, mas estável, de acordo com o último boletim médico. A esquadra correu com apenas um carro na etapa passada, em Sochi, na Rússia.

"Nenhuma dessas equipes está indo para os EUA", afirmou Ecclestone em entrevista à agência 'Reuters'.

Os carros da F1 precisam ser embarcados ainda neste sábado para a viagem até Austin. Após a etapa norte-americana, os equipamentos serão transportados diretamente para São Paulo, já que a corrida brasileira está marcada para a semana seguinte. 

Com a ausência das duas menores equipes, o grid de largada para as provas no Circuito das Américas e em Interlagos terá apenas 18 carros. É a primeira vez desde 2005 que isso acontece. Na última vez, a BAR havia sido suspensa por duas corridas devido a uma infração técnica.

Victor Martins: Faltou, fessôr 

A ausência de Marussia e Caterham mexe com o regulamento da F1, que não previa sequer a situação de ver um grid com 20 carros, que dirá com 18.

Leia o post aqui.