F1
19/02/2018 17:43

Ferrari volta ainda mais ao passado e desenha carro completamente vermelho para 2018, revela jornal

Desde 1969, ano em que Chris Amon e Pedro Rodríguez guiaram um problemático carro, que a Ferrari não tinha um carro tão vermelho como o de 2018. A informação é do jornal 'Corriere della Sera', que afirma que a marca italiana vai acompanhar a patrocinadora Phillip Morris e se livrar da cor branca
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

A Ferrari vai voltar para os velhos tempos no que diz respeito à pintura do carro para a temporada 2018. Após anos com detalhes na cor branca e outras cores ao longo do chassi, a nova Ferrari será monocromática: terá cor vermelha de cabo a rabo, apenas com um espaço cinza onde serão colocados os números - #5 para Sebastian Vettel e #7 para Kimi Räikkönen. 
 
A informação foi dada pelo jornal italiano 'Corriere della Sera'. O jogo de cores, vermelho e cinza, já foi adotado pela Ducati em sua nova Desmosedici para a temporada 2018 do Mundial de MotoGP. Será o fim dos espaços brancos que aparecem nos modelos da Ferrari desde 1970.
 
O novo projeto gráfico é conectado a questões de patrocinadores. Primeiro, a saída do banco Santander, que tem logo vermelho com fundo branco. E, mais importante, uma nova estratégia visual da companhia de cigarros Phillip Morris. A nova intenção da velha parceira da Ferrari é explorar mais um tom mais parecido com fumaça. Daí o fim do branco, que tem sido o tradicional dos cigarros por décadas.
 
Sem grandes mudanças de regulamento para 2018, a mudança no jogo de cores é esperada como a grande diferença daquele que será uma evolução do SF70H - além das cores, claro, o Halo. Uma outra mudança está na aproximação entre os eixos das rodas dianteiras e traseiras, assim como a Mercedes trouxe no ano passado.
Chris Amon com a Ferrari de 1969 (Foto: Reprodução/Twitter)

Em questão gráfica, a comparação é com a Ferrari 312 do Campeonato Mundial de 1969. Chass. Naquele ano, o branco apareceu apenas no escape do motor 12 cilindros dos carros guiados por Chris Amon e Pedro Rodríguez. Os resultados de pista, porém, não foram bons: Amon, que mais pontuou, só cravou pontos em uma corrida, o GP da Holanda, onde ficou no terceiro posto. No ano passado, a Ferrari já tinha voltado a 1975 e reeditado uma parte do design.
 
A apresentação do novo carro da Ferrari será na próxima quinta-feira, 22 de fevereiro, enquanto a pré-temporada se inicia quatro dias depois. 

Últimas Notícias
segunda-feira, 18 de junho de 2018
Endurance
Outras
MotoGP
MotoGP
MotoGP
F1
MotoGP
Endurance
F1
F1
F1
F1
F1
domingo, 17 de junho de 2018
MotoGP
Endurance
Galerias de Imagens
Facebook