F1
04/03/2016 18:34

FIA confirma classificação da F1 com sistema de 'dança das cadeiras' e aprova mudança no regulamento técnico para 2017

Depois de muito debate ao longo dos últimos dias, a FIA confirmou a introdução do diferenciado sistema de eliminação relâmpago para os treinos classificatórios da F1, com um piloto cortado a cada 90 segundos. Formato será introduzido já no GP da Austrália. A entidade também confirmou as mudanças no regulamento para 2017
Warm Up
Redação GP, de Porto Alegre
Agora é oficial: a FIA confirmou, nesta sexta-feira (4), a introdução do novo sistema de treino classificatório da F1. O formato – que prevê a eliminação do piloto mais lento a cada 90 segundos, até que sobrem apenas dois candidatos com chances de conseguir a pole-position – foi aprovado por unanimidade pelos representantes das equipes da categoria.
 
O radical formato estabelece que a primeira parte da classificação seja cumprida em 16 minutos. Após os primeiros sete minutos, o piloto mais lento será eliminado. Na sequência, a cada minuto e meio, o último colocado na tabela de tempos deixa a disputa, fazendo com que 15 restantes sigam para o Q2.
A F1 vai mudar bastante em 2016 (Foto: AP)
O Q2 terá 15 minutos, seguindo praticamente o mesmo mecanismo do Q1. Agora, porém, serão seis minutos até que a primeira eliminação aconteça. Depois, o tempo de 90 segundos para a próxima eliminação é mantido. Com mais sete pilotos ficando pelo caminho, os oito mais velozes chegam ao Q3.
 
Na parte derradeira da definição do grid, o tempo para a primeira eliminação cai para cinco minutos. Na sequência, o mecanismo dos 90 segundos entra em ação, até que restem os dois mais rápidos no minuto e meio final de disputa, onde será decidido o pole-position.
 
A medida, todavia, foi adotada nos acréscimos do segundo tempo: a temporada 2016 da F1 começa já em 20 de março, com a realização do GP da Austrália, em Melbourne. O curto prazo levou a FIA a considerar um sistema misto nos primeiros GPs do ano, mas a ideia foi abortada em seguida.
 
Além das novidades no treino classificatório, a entidade confirmou a introdução de um novo regulamento técnico em 2017, determinando que este deverá ser desenvolvido até 30 de abril de 2016.
 
As negociações visando um novo regulamento já vinham se desenrolando desde 2015, mas o pouco prazo até sua introdução faz com que as equipes precisem se reinventar para desenvolver carros completamente novos. A Williams, por exemplo, já abordou a insatisfação com o pouco tempo hábil.

Dentre as mudanças previstas para 2017 está a introdução do Halo, sistema pioneiro de proteção ao cockpit, já testado por Kimi Räikkönen e Sebastian Vettel. A peça, todavia, é vista com desconfiança pela comunidade da F1: enquanto Nico Hülkenberg e Lewis Hamilton reclamam da estética, o pai de Bianchi não o vê como efetivo.
 

Ignorados, os pilotos da F1 tem uma escolha: ou eles resolvem agir juntos ou vão fazer o que mais gostam reclamando...

Publicado por Grande Prêmio em Sexta, 4 de março de 2016

VEJA A EDIÇÃO #18 DO PADDOCK GP, QUE TRAZ BATTISTUZZI, ABORDA F1, INDY E STOCK CAR


Últimas Notícias
domingo, 24 de junho de 2018
F1
Indy
Indy
F1
Indy
F1
F1
F3
Indy
F1
F1
F1
F1
F1
Indy
Galerias de Imagens
Facebook