F1
15/04/2018 07:32

Gasly revela causa de acidente que mudou GP da China: falha de comunicação com Hartley ao cumprir ordem de equipe

Pierre Gasly foi avisado de que poderia passar Brendon Hartley – só faltou a Toro Rosso avisar o neozelandês de que o francês estava vindo. O resultado foi um acidente que mudou os rumos do GP da China, vencido por Daniel Ricciardo
Warm Up / Redação GP,  de Porto Alegre
 Pierre Gasly bateu em Brendon Hartley na China (Foto: Reprodução/TV)

Pierre Gasly cometeu o grave erro de causar um acidente com o companheiro Brendon Hartley durante o GP da China deste domingo (15). Mas o francês explica que tudo começou com uma “falha de comunicação”: Gasly foi avisado de que Hartley cederia posição através de ordem de equipe. Só faltou avisar o neozelandês, que não pôde evitar um acidente.
 
“Eles me falaram no rádio: ‘o Brendon vai te deixar passar no fim da reta’. Então esperei que ele me deixasse ir por dentro na curva”, recordou Gasly. “Achei que ele ia deixar espaço, mas quando percebi que ele estava contornando normalmente já era tarde e não pude fazer nada. Tentei frear, mas era muito tarde e nos tocamos”, lamentou.
 
“É uma pena porque bater no companheiro de equipe é a última coisa que você quer. Acho que só foi uma falha de comunicação. Eu esperava que ele fizesse uma coisa e ele esperava que eu fizesse outra”, seguiu.
Pierre Gasly bateu em Brendon Hartley na China (Foto: Reprodução/TV)

Esta não seria a primeira ordem de equipe da Toro Rosso no GP da China. Ainda nas primeiras voltas, Gasly recebeu autorização de passar Hartley, que enfrentava problemas.
 
“Nós trocamos posições no primeiro trecho da corrida porque estava com dificuldades nos ultramacios”, comentou Hartley. “Deixei ele passar e planejava fazer a mesma coisa quando me pedissem pela segunda vez. Minha impressão é de que ele pensou que eu estava abrindo caminho quando comecei a tangência, e não era o caso”, encerrou.
 
O acidente entre os pilotos da Toro Rosso foi fundamental para o GP da China. Gasly e Hartley deixaram a pista cheia de detritos, o que forçou o acionamento do safety-car. A intervenção, por sua vez, foi fundamental para Daniel Ricciardo mudar de estratégia e partir para a vitória.
 
”O IMPORTANTE NÃO É SÓ LEVAR DINHEIRO”

SETTE CÂMARA TRAÇA F1 COMO META E MIRA CARREIRA SÓLIDA