F1
22/07/2017 15:23

Grato, Ocon diz que sem Mercedes estaria “fritando hambúrgueres no McDonald's”. Mas declara amor à Ferrari

Esteban Ocon tem uma gratidão com Toto Wolff e a Mercedes que é bem maior do que colocá-lo na F1: é manter o jovem francês na carreira. Mesmo assim, porém, Ocon tem na Ferrari o seu maior sonho
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

Piloto da F1 de crescimento meteórico. Seis meses de Manor, confirmação na Force India e uma temporada que coloca Esteban Ocon no rol de grandes promessas do Mundial. Não fosse a Mercedes, porém, nada disso teria sido possível. Se Toto Wolff nunca tivesse aparecido, a carreira de Ocon hoje seria outra bem diferente do esporte a motor. Quem afirma é o próprio piloto francês.
 
Em entrevista para o jornal italiano 'La Gazzetta dello Sport', Ocon afirmou que Wolff salvou a carreira dele. Campeão da F3 Euro contra Max Verstappen, Felix Rosenqvist e Tom Blomqvist em 2014, Ocon não tinha uma família com tanto dinheiro assim. Segundo ele, não seria suficiente para bancar uma carreira cara como a do automobilismo. E então entrou a Mercedes.
 
"Entre 2014 e 2015, chegou Toto Wolff para me ajudar. Se não fosse a intervenção dele na minha carreira, eu teria acabado fritando hambúrgueres no McDonald's", afirmou. "Sem dinheiro eu não iria continuar competindo", garantiu.
 
Mesmo com toda a gratidão do mundo para com Wolff e a Mercedes, Ocon não esconde qual seu maior sonho em termos de meta de trabalho. Quer ser piloto da Ferrari um dia e seguir os passos de seu ídolo, Michael Schumacher. A marca de Maranello é diferente aos olhos de Esteban.
Esteban Ocon no GP da Áustria (Foto: Force India)
"Desde pequeno o meu ídolo é Michael Schumacher e meu sonho é poder repetir o que ele fez. Sonho com ser piloto da Ferrari, já que a equipe tem algo de especial na minha cabeça. No fim de 2014, fiz uma prova em Fiorano com eles e está na minha memória como um sonho. Sim, algum dia quero ser piloto da Ferrari", encerrou.
 
Em seu primeiro campeonato completo na F1, Ocon tem 43 pontos nas primeiras dez etapas - e apenas não pontuou em uma etapa. Ocupa o oitavo posto do Mundial de Pilotos, nove pontos atrás do companheiro Sergio Pérez.
 
GRANDE FORMA DE BOTTAS NA F1 MOSTRA QUE PREVISÕES ESTAVAM ERRADAS: "NEM A PRÓPRIA MERCEDES ACREDITAVA"


Últimas Notícias
sexta-feira, 19 de janeiro de 2018
MotoGP
Rali
Outras
MotoGP
F1
F1
F1
F-E
F1
F1
F1
F1
quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
F1
Rali
Rali
Galerias de Imagens
Facebook