F1
26/08/2017 10:00

Hamilton espanta ameaça da Ferrari, iguala recorde histórico de Schumacher e larga na pole do GP da Bélgica

A boa forma da Ferrari, sobretudo de Kimi Räikkönen, no terceiro treino livre, chegou a indicar a equipe italiana como grande candidata à pole-position. Mas Lewis Hamilton confirmou o grande desempenho da Mercedes em pistas de alta e empatou em número de poles com Michael Schumacher, chegando a um total de 68 neste sábado em Spa-Francorchamps
Warm Up
FERNANDO SILVA, de Sumaré

No fim de semana do seu 200º GP no Mundial de F1, Lewis Hamilton alcançou uma marca histórica neste sábado (26). O tricampeão do mundo faturou a pole-position do GP da Bélgica e empatou com o recordista da estatística, Michael Schumacher, que largou na posição de honra em 68 oportunidades. Hamilton espantou a ameaça da Ferrari, que mostrou grande força no terceiro treino livre e encaixou 1-2 com Kimi Räikkönen e Sebastian Vettel, mas no fim prevaleceu o melhor rendimento da Mercedes em pistas de alta velocidade. O piloto anotou 1min42s533, novo recorde de Spa. Assim, Lewis só teve motivos para comemorar e fazer história outra vez.

Vettel não chegou a representar uma ameaça à pole de Hamilton. No entanto, na sua volta final, o tetracampeão conseguuiu encaixar volta boa o bastante para tirar Valtteri Bottas da primeira fila e garantir o segundo lugar do grid em Spa, deixando o finlandês em terceiro. Com problemas de vibração na sua Ferrari, Räikkönen decepcionou e foi apenas o quarto colocado, seguido pelas Red Bull de Max Verstappen e Daniel Ricciardo. Nico Hülkenberg colocou a Renault em sétimo, seguido pela Force India de Sergio Pérez. Esteban Ocon e Jolyon Palmer, de Force India e Renault, respectivamente, fecham o top-10.

Felipe Massa enfrentou outro dia difícil e, depois de tomar conhecimento da punição com perda de cinco posições no grid, foi eliminado ainda no Q1, assim como seu companheiro de Williams, Lance Stroll. Mas por conta da sanção, o brasileiro sai em 18º, em posição ainda a ser confirmada pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo).

A largada do GP da Bélgica está marcada para 9h (hora de Brasília) deste domingo, com transmissão ao vivo pela Rede Globo. O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todas as atividades da 12ª etapa da temporada por meio do novo livetiming.
Lewis Hamilton igualou Michael Schumacher em número de poles na F1 (Foto: AFP)
Saiba como foi a classificação do GP da Bélgica

Com o sol tímido dando as caras em Spa-Francorchamps, a perspectiva de chuva era muito pequena no momento em que teve início o Q1. Sem perder tempo, Lewis Hamilton foi o primeiro a deixar os boxes, puxando a fila usando pneus supermacios. Räikkönen, que vinha pouco atrás, reportava muitas vibrações na traseira da sua Ferrari.

Hamilton anotou 1min44s316, mas logo foi superado por Vettel, que cravou 1min44s275 e mostrou o quanto a Ferrari estava mesmo forte em Spa. Em seguida, Verstappen subia para terceiro, 0s260 atrás do tetracampeão, mas com os ultramacios, enquanto Räikkönen vinha em quarto, à frente de Bottas. Mas na segunda volta, Hamilton passou Vettel ao cravar 1min44s184 e voltar à ponta do Q1. Apenas as duplas de Ferrari e Mercedes tinham tempos registrados com os supermacios. Todos os demais 16 pilotos tinham marcas feitas com os ultramacios.

Nos minutos finais, restava mesmo saber quais os cinco pilotos eliminados da sessão. A dupla da Sauber era pule de dez, com Romain Grosjean, Daniil Kvyat e Lance Stroll ameaçados, além de Carlos Sainz e Massa, que aparecia em 15º, ali no limite. O brasileiro foi superado por Grosjean e tentou ao menos passar para o Q2, chegou a sair da 'zona da degola', mas logo voltou depois que Sainz vez grande volta e subiu para nono. Assim, o veterano dava adeus ao sábado na pista em 16º, assim como Kvyat, Stroll, Marcus Ericsson e Pascal Wehrlein.
Punido com a perda de cinco posições no grid, Felipe Massa foi eliminado ainda no Q1 (Foto: Williams)
Hamilton novamente puxou a fila na abertura do Q2, mas desta vez deixou os boxes com pneus ultramacios, como todos os outros oponentes. Na sua primeira tentativa, Lewis quebrou o recorde estabelecido pela manhã por Räikkönen e anotou 1min43s539. Kimi aparecia em segundo, 0s161 atrás, com Bottas em terceiro e Vettel só em quarto no início da segunda parte da classificação.

Vettel, aliás, era superado também por Verstappen, outro piloto que vinha tendo um bom fim de semana correndo em casa. Ricciardo vinha em sexto, seguido por Jolyon Palmer, que também encaixava boa performance com a Renault. Esteban Ocon, Sergio Pérez e Fernando Alonso fechavam o top-10 provisório.

Ainda restavam alguns minutos para as tentativas derradeiras de voltas rápidas. Curiosamente, os dois carros da Ferrari não deixaram os boxes, diferente de Hamilton e Bottas. Lewis foi arrasador e cravou 1min42s927, novo recorde de Spa, seguido pelo finlandês, mas distante 0s322 do seu companheiro de equipe. Via rádio, Alonso disparava novamente contra o motor Honda: "No power!". O bicampeão ainda tinha o décimo tempo, mas foi superado no fim por Ocon, fazendo companhia a Grosjean, Kevin Magnussen, Carlos Sainz e Stoffel Vandoorne no rol dos eliminados. E Palmer avançava ao Q3.

A alegria de Palmer durou pouco. O motor do britânico quebrou ainda durante sua volta de aquecimento e ficou pelo caminho, o que não invalida boa sua jornada em Spa. Por outro lado, Hamilton voava na pista ao marcar 1min42s907, melhor colocado, seguido por Räikkönen, Bottas e Vettel figurando só em quarto. Verstappen e Ricciardo vinham na sequência, mas tudo indicava que Hamilton era o favorito à pole.

Na sua última tentativa, Hamilton fez ainda melhor e brilhou em Spa ao cravar 1min42s553, marca imbatível e que levou o britânico a fazer história de novo. No fim, Bottas chegou a assumir o segundo lugar, mas Vettel desbancou o finlandês e garantiu um lugar na primeira fila. Promessa de uma grande largada neste domingo em Spa.

F1 2017, GP da Bélgica, Spa-Francorchamps, classificação, final:

1   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes   1:42.553   17
2   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari   1:42.795 +0.242 12
3   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes   1:43.094 +0.541 18
4   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari   1:43.270 +0.717 11
5   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer   1:43.380 +0.827 12
6   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer   1:43.863 +1.310 12
7   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault   1:44.982 +2.429 15
8   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes   1:45.244 +2.691 14
9   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes   1:45.369 +2.816 14
10   30 Jolyon PALMER ING Renault     ####### 10
11   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda   1:45.090 +2.537 11
12   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari   1:45.133 +2.580 12
13   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari   1:45.400 +2.847 12
14   55 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault   1:45.439 +2.886 12
15   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes   1:42.633 +0.080 5
16   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes P +5 1:47.629 +3.270 7
17   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari P +5 1:45.823 +4.661 6
18   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari P +5 1:47.214 +5.076 6
19   26 Daniil KVYAT RUS Toro Rosso Renault P +20 1:46.024 +3.471 6
20   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda P +65 1:45.441 +2.888 11
          Tempo 107%   1:49.732 +7.179  
                   
Recorde Lewis HAMILTON ING Mercedes   1:42.553 26/08/2017  
Melhor volta Sebastian VETTEL ALE Red Bull   1:47.563 30/08/2009  

RENOVAÇÃO COM RÄIKKÖNEN DIZ MUITO SOBRE O QUE É A FERRARI E SEU PENSAMENTO SOBRE A F1


Últimas Notícias
domingo, 21 de janeiro de 2018
Indy
F1
Rali
Rali
F1
sábado, 20 de janeiro de 2018
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Nascar
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook