F1
25/03/2017 04:08

Hamilton espanta 'fantasma' da Ferrari e abre temporada 2017 com pole-position do GP da Austrália

Na hora da verdade na F1, prevaleceu mesmo o favoritismo de Lewis Hamilton. A Ferrari até ameaçou com Sebastian Vettel, mas o tricampeão mundial conseguiu a primeira pole da temporada neste sábado na Austrália, confirmando a força da Mercedes nesta abertura de campeonato
Warm Up
FERNANDO SILVA, de Sumaré

 

Lewis Hamilton é o primeiro pole-position da temporada 2017 do Mundial de F1. O tricampeão do mundo espantou o 'fantasma'  da Ferrari, que despontava como forte candidata à posição de honra depois de Sebastian Vettel ter quebrado o recorde do circuito de Albert Park mais cedo, no terceiro treino livre. Mas, na hora da verdade, prevaleceu a força da Mercedes e o favoritismo de Hamilton, que quebrou o recorde da pista uma vez mais e assegurou a pole do GP da Austrália, ao marcar 1min22s188, na tarde deste sábado (25) em Melbourne. No entanto, Vettel conseguiu provar que a Ferrari começa 2017 realmente perto da Mercedes, podendo assim sonhar com tempos de vitória nesta nova temporada.

Foi a pole de número 62 da carreira de Hamilton. Assim, o britânico fica a apenas três de igualar seu grande ídolo no esporte, o também tricampeão Ayrton Senna. Caso conseguisse a pole, Vettel quebraria o jejum de um ano e meio sem largar na frente — a última foi no GP de Singapura de 2015. O tetracampeão vai partir da segunda colocação, conseguindo a façanha de superar a outra Mercedes, de Valtteri Bottas, que vai largar em terceiro, com o compatriota Kimi Räikkönen fechando a segunda fila do grid.

Max Verstappen, da Red Bull, conseguiu o quinto melhor tempo e vai largar ao lado da grande surpresa da classificação, Romain Grosjean. Felipe Massa, com a Williams, parte da sétima posição, seguido por Carlos Sainz. A Toro Rosso realmente andou muito bem e também encaixou Daniil Kvyat no top-10, em nono, enquanto Daniel Ricciardo, que bateu no Q3, fecha o rol dos dez primeiros.
Lewis Hamilton abre a temporada 2017 da F1 na pole-position do GP da Austrália (Foto: AFP)
Saiba como foi o treino classificatório do GP da Austrália de F1

McLaren, Williams e Renault amargam eliminação no Q1

Era chegada a hora da verdade na F1. Depois de oito dias de pré-temporada e da sexta-feira de treinos livres na Austrália, a sessão classificatória em Melbourne finalmente mostraria ao mundo do esporte o real nível das equipes neste começo de temporada da F1. A Mercedes dominou o primeiro dia de trabalho no circuito Albert Park, mas Sebastian Vettel surpreendeu e quebrou o recorde da pista no terceiro treino livre, neste sábado, de modo que havia grande expectativa sobre o que cada um poderia apresentar nos minutos seguintes.

A sessão começou com o céu nublado, mas sem chuva, embora a meteorologia apontasse chance de 51% de o treino ser disputado com a pista molhada. Logo os carros ganharam a pista para o início do Q1, a primeira fase do treino classificatório. Fernando Alonso foi o primeiro piloto a marcar tempo, registrando 1min27s745. Mas logo Vettel assumia a liderança do treino com 1min25s733, com o alemão usando pneus supermacios.
Valtteri Bottas em ação no treino classificatório em Melbourne (Foto: Mercedes)
As Mercedes também estavam na pista. Bottas e Hamilton, os dois com pneus ultramacios, já procuravam tempo para se garantir no Q2. O finlandês subia para primeiro no Q1 com 1min24s514. Lewis foi 0s021 mais lento que seu companheiro de equipe na primeira volta rápida. Sergio Pérez aparecia em quarto e Massa vinha em quinto, enquanto a Williams se preparava para colocar Lance Stroll na pista após trocar o câmbio do carro do canadense. 

Hamilton continuava na pista e, na sequência de voltas com os ultramacios, se colocou na frente ao registrar 1min24s191, garantindo presença na segunda parte do treino. A McLaren, por sua vez, voltava a enfrentar problemas com o fluxo de combustível do carro de Stoffel Vandoorne. Ricciardo também completava suas voltas rápidas e assumia a quinta posição no Q1, superando Massa. E seu companheiro de equipe, Lance Stroll, finalmente ia à pista, mas já estava ameaçado de eliminação na primeira fase do treino.

O Q1 se encaminhava para o fim com alguns pilotos bem ameaçados de eliminação: Vandoorne e Jolyon Palmer nem tinham tempo registrado. Esteban Ocon lutava para estar entre os 16 primeiros, assim como Kevin Magnussen, Stroll e a dupla da Sauber, formada por Marcus Ericsson e o suplente Antonio Giovinazzi, que andava à frente do sueco. Quem não tinha problemas era Räikkönen, que subia para segundo e se colocava entre Hamilton e Bottas. Vettel era o quarto, enquanto Romain Grosjean surpreendia com o sexto tempo.
Antonio Giovinazzi foi eliminado no Q1, mas fez bom trabalho em Melbourne na sua estreia na F1 (Foto:Sauber F1 Team)
No fim das contas, Magnussen acabou sendo eliminado da classificação e frustrou a Haas. Além do dinamarquês, Giovinazzi, Vandoorne, Stroll e Palmer, que levou 1s1 do canadense, caíram na primeira fase do treino classificatório em Melbourne. 

Bottas surpreende Hamilton; Alonso é eliminado

A Mercedes não tardou a liberar logo seus pilotos à pista com pneus ultramacios. Diante de nuvens cada vez mais carregadas, indicando uma grande chance de chuva no Q3, Bottas foi o primeiro a marcar tempo na segunda fase do treino: 1min23s215, novo recorde de Albert Park. Em seguida, Hamilton passou 0s036 mais lento que seu novo companheiro de equipe. Atrapalhado pelo tráfego na sua primeira volta rápida, Vettel foi superado até por Räikkönen ao marcar 1min23s458. Todos estavam na pista com pneus ultramacios.
Sergio Pérez ficou fora do Q3 na Austrália (Foto: Sahara Force India)

Garantidos no Q3, Bottas e Hamilton voltaram aos boxes, assim como a dupla da Ferrari. Ricciardo aparecia em quinto, seguido por Max Verstappen. Aos outros, restava a luta por uma vaga na fase final da classificação. A chuva se aproximava cada vez mais de Albert Park. Antes, Massa tratou de subir para o sétimo lugar do Q2, 1s680 atrás do líder. A dupla da Toro Rosso vinha logo atrás, com Carlos Sainz à frente de Daniil Kvyat, enquanto Sergio Pérez fechava o top-10. E Fernando Alonso, que vinha apenas em P14, reclamava da falta de potência do motor Honda.

Mesmo tendo praticamente garantida a sua ida ao Q3, Vettel deixou os boxes da Ferrari para fazer mais uma tentativa. O alemão até fez uma boa primeira parcial, mas perdeu rendimento na sequência da sua volta. Embora tenha melhorado seu tempo, 1min23s401, continuava em quarto lugar, astrás de Bottas, Hamilton e Räikkönen. No fim das contas, foram eliminados Pérez, Hülkenberg, Ocon, Alonso e Marcus Ericsson. 

Ricciardo decepciona torcida em casa e Hamilton garante pole

Com a ameaça da chuva, os pilotos classificados ao Q3 logo foram à pista. Mas Räikkönen já reportava algumas gotas na viseira do seu capacete. Bottas logo marcou o primeiro tempo, 1min22s798, mas foi batido em 0s002 por Vettel. Só que Hamilton chegou para marcar a pole provisória e cravar 1min22s496, novo recorde do circuito de Albert Park. 

Até que Daniel Ricciardo, piloto da casa, cometeu um erro e bateu na curva 14, destruindo a traseira do seu RB13 antes mesmo de ter volta cronometrada. A direção de prova interrompeu o treino com bandeira vermelha. O cronômetro foi travado em oito minutos para o fim da classificação. Decepção geral do público local nas arquibancadas em Melbourne.
Lewis Hamilton comemora a pole-position na primeira etapa da temporada 2017 da F1 (Foto: Divulgação)
A sessão foi liberada pouco tempo depois, e os pilotos partiram para a última tentativa. Hamilton buscava a pole, enquanto Bottas e Vettel tentavam o bote final. Mas o britânico não apenas manteve a pole, como melhorou seu próprio tempo ao marcar 1min22s188, assegurando a primeira posição de honra da temporada 2017 da F1. Vettel também melhorou seu tempo e superou Bottas no fim, se colocando em segundo. Mercedes e Ferrari na primeira fila do primeiro GP do ano.

GRANDE PRÊMIO transmite todas as atividades do GP da Austrália de F1 neste fim de semana. Acompanhe tudo AO VIVO e em TEMPO REAL, com a estreia do livetiming.

F1, GP da Austrália, Melbourne, grid de largada:

1 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES   1:22.188   14
2 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI   1:22.456 +0.268 17
3 77 VALTTERI BOTTAS FIN MERCEDES   1:22.481 +0.293 13
4 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI   1:23.033 +0.845 19
5 33 MAX VERSTAPPEN HOL RED BULL TAG HEUER   1:23.485 +1.297 18
6 8 ROMAIN GROSJEAN FRA HAAS FERRARI   1:24.074 +1.886 17
7 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES   1:24.443 +2.255 16
8 25 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT   1:24.487 +2.299 16
9 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO RENAULT   1:24.512 +2.324 16
10 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL TAG HEUER       10
11 27 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES   1:25.081 +2.893 13
12 14 NICO HÜLKENBERG ALE RENAULT   1:25.091 +2.903 12
13 31 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA   1:25.425 +3.237 15
14 9 ESTEBAN OCON FRA FORCE INDIA MERCEDES   1:25.568 +3.380 16
15 11 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI   1:26.465 +4.277 15
16 36 ANTONIO GIOVINAZZI ITA SAUBER FERRARI   1:26.419 +4.231 8
17 20 KEVIN MAGNUSSEN DIN HAAS FERRARI   1:26.847 +4.659 7
18 2 STOFFEL VANDOORNE BEL McLAREN HONDA   1:26.858 +4.670 6
19 30 JOLYON PALMER ING RENAULT   1:28.244 +6.056 7
20 18 LANCE STROLL CAN WILLIAMS MERCEDES P +5 1:29.000 +6.812 7
      Q1 107%   1:30.084 +7.896  


PADDOCK GP #70 FAZ PRÉVIA DE ABERTURA DAS TEMPORADAS DE F1 E MOTOGP E LEMBRA PACE



Últimas Notícias
domingo, 21 de janeiro de 2018
Indy
F1
Rali
Rali
F1
sábado, 20 de janeiro de 2018
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Nascar
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook