F1
07/10/2017 04:04

Hamilton sobra, bate recorde da pista de Suzuka e passa a ter pole em todos os circuitos da F1

Com direito a novo recorde, Lewis Hamilton confirmou o melhor ritmo da Mercedes em Suzuka e conquistou mais uma importante pole-position. O inglês voou neste sábado (7) para garantir, pela décima vez na temporada 2017, o direito de largar da posição de honra do grid. Sebastian Vettel vai completar a primeira fila, enquanto Felipe Massa parte da oitava colocação
Warm Up / EVELYN GUIMARÃES,  de Curitiba
 Lewis Hamilton (Foto: AFP)



Pela décima vez em 2017, a posição de honra do grid da F1 será ocupada pelo Mercedes #44 de Lewis Hamilton. O líder do campeonato foi velocíssimo durante a classificação deste sábado (7) em Suzuka e cravou a 71ª pole da carreira, agora para o GP do Japão. E a performance do tricampeão ainda o ajudou a acrescentar mais uma marca em seu já bem-sucedido currículo: Hamilton já havia saído na ponta em todas as pistas que atualmente recebem o Mundial, com exceção da icônica Suzuka. Agora não mais. E com direito a recorde.

E Hamilton sobrou na pista nipônico. Na fase final da classificação, o inglês baixou suas marcas duas vezes e ficou com a pole ao passar em 1min27s319. A marca foi 0s332 mais rápida que a de Valtteri Bottas, em teoria o segundo colocado do grid. Porém, como a Mercedes precisou trocar a caixa de câmbio do carro, o #77 vai cair cinco posições no grid. E sai em sétimo.

Dessa forma, quem larga neste domingo ao lado do tricampeão é o rival direito pelo título, Sebastian Vettel. O alemão, na verdade, não conseguiu andar na cola do inglês, ficou a quase meio segundo, mas terá a vantagem de sair na primeira fila.

Logo atrás dos protagonistas, está a Red Bull, com Daniel Ricciardo à frente de Max Verstappen - ambos ficaram 1s atrás de Hamilton. Kimi Räikkönen ficou com o sexto melhor tempo, mas também foi punido e parte em 11º amanhã. Esteban Ocon, Sergio Pérez, Felipe Massa e Fernando Alonso completaram o top-10. Mas suas posições de largada serão outras: Ocon, Pérez e Massa saem, respectivamente, do quinto, sexto e oitavo lugares do grid.

O GP do Japão tem largada às 2h (de Brasília), com transmissão da TV Globo.
Lewis Hamilton é pole em Suzuka (Foto: AFP)
Confira como foi a classificação do GP do Japão de F1

Antes mesmo do início da classificação da F1 em Suzuka já se sabia que alterações nas posições de vários pilotos seriam necessárias, isso porque muita gente precisou trocar peças de motor e caixa de câmbio antes da definição do grid. E esse foi o caso de Carlos Sainz (20 posições por mudança de motor), Fernando Alonso (35 também pela troca da unidade de potência), Jolyon Palmer (20 lugares por novos elementos do motor), Valtteri Bottas e Kimi Räikkönen (cinco cada), ambos pela alteração da caixa de câmbio. 
 
Dito tudo isso, os pilotos saíram para a primeira fase da classificação com pista seca. E os dois protagonistas da temporada foram logo ao trabalho. Lewis Hamilton e Sebastian Vettel iniciaram suas voltas rápidas usando os pneus macios. A dupla ainda dividia o circuito com o duo da Toro Rosso, da Sauber, Esteban Ocon, Felipe Massa, Stoffel Vandoorne e Lance Stroll – todos esses com os supermacios. 
 
E o tricampeão abriu as atividades em 1min29s507. Vettel passou 0s265 atrás. Os dois ainda foram seguidos por Ocon, Vandoorne, Gasly, Stroll, Marcus Ericsson e Pascal Werhlein. Ainda nestes primeiros minutos Valtteri Bottas veio à pista. O finlandês, diferente do colega de Mercedes, já saiu com os supermacios. Mas acabou perdendo a volta depois de um erro na curva Degner. O #77 escapou de frente e por pouco não estampou o muro de proteção. Ainda assim, Bottas foi capaz de voltar à pista com os compostos vermelho e pulou lá para a segunda colocação.
 
Enquanto isso, a Red Bull também já entrava na brincadeira. Usando os supermacios, Max Verstappen surgiu na ponta com 1min29s181. Mas Hamilton não demorou a superar a marca do holandês. O britânico passou em 1min29s047, para retomar a liderança. Assim, a ordem era Hamilton, Verstappen, Bottas, Vettel, Ricciardo, Räikkönen, Pérez, Ocon, Hülkenberg, Massa, Palmer, Alonso, Sainz, Vandoorne e Magnussen. A zona de eliminação, por outro lado, tinha os seguintes nomes: Grosjean, Gasly, Stroll, Ericsson e Wehrlein.

Interessante perceber que somente o tricampeão da Mercedes e o alemão da Ferrari optaram pelos macios. Todo o resto do grid preferiu os supermacios neste Q1. 
Romain Grosjean escapou da pista e foi parar na barreira de pneus (Foto: Reprodução/TV)

Aí, quando restavam pouco mais de 1min para o fim da fase inicial, Grosjean saiu à pista para uma última tentativa de volta rápida, mas acabou perdendo o carro entre as curvas 5 e 6 e foi parar na barreira de pneus, provocando um estrago grande na Haas. A direção de prova, então, não teve alternativa a não ser chamar a bandeira vermelha, que acabou por encerrar antecipadamente o Q1.
 
Dessa forma, os eliminados foram o próprio Grosjean, além de Gasly, Stroll, Ericsson e Wehrlein. Pouco antes do fim, a direção também informou uma investigação de um incidente entre Pérez e Stroll. O canadense se queixou de ter sido bloqueado pelo piloto da Force India durante a abertura de uma volta rápida.

Mercedes, Ferrari e McLaren em tática de corrida

A parte intermediária da classificação começou com certo atraso por conta dos reparos depois do acidente com o francês da Haas. Mas, finalmente, quando os carros foram à pista, Hamilton foi o primeiro a sair e já veio com os supermacios. Em cima deles, o inglês cravou 1min27s819 – estabelecendo um novo recorde para o circuito japonês. 
 
Quem seguia o britânico era Kimi Räikkönen. Mas o finlandês, em clara estratégia para a corrida, optou por fazer suas voltas com os pneus macios. Por isso, o campeão de 2007 não conseguiu ir além de 1min29s. Já Vettel também optou pelos vermelhos e se colocou em segundo, andando 0s6 acima do desempenho do líder do campeonato. Bottas – na mesma tática do compatriota da Ferrari –, Verstappen, Ricciardo, Räikkönen, Ocon, Pérez, Massa e Vandoorne ocupavam as posições do top-10. 
 
Na bolha estava Fernando Alonso, que tinha pouco menos de um décimo de desvantagem para o companheiro de McLaren, que se via em décimo. Nico Hülkenberg, Jolyon Palmer, Kevin Magnussen e Sainz completavam a zona provisória da degola.
 
Por isso, na parte final, a pista se encheu. Alonso entrou no top-10, tirando o companheiro Vandoorne do Q3 – a diferença entre os dois foi de apenas 0s040. Ocon, Pérez e Massa também surgiram bem e asseguravam vaga na fase decisiva da classificação. Vettel também melhorou sua marca e reduziu a diferença para Hamilton, que ficou mesmo com o tempo registrado ainda no início da sessão.
Fernando Alonso foi ao Q3, mas vai largar do fundo do grid (Foto: McLaren)
E os eliminados: Vandoorne, Hülkenberg, Magnussen Palmer e Sainz.

Hamilton implacável

A fase final da classificação começou com Hamilton já na pista. O inglês foi seguido pelo companheiro Bottas, os carros da Red Bull e da Ferrari. De cara, Lewis cravou 1min27s345 e deixou claro que ninguém tiraria a pole dele neste sábado. Valtteri já se colocou em segundo, à frente dos ferraristas. Aí vieram as segundas tentativas de giros cronometrados. E o tricampeão se mostrou implacável, virando 1min27s319 para selar a pole, a décima de 2017 e a 71ª da carreira. 

A largada do GP do Japão acontece às 2h (de Brasíli) neste domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades da F1 no Japão AO VIVO e em TEMPO REAL, com livetiming e gráfico interativo.

F1 2017, GP do Japão, Suzuka, treino classificatório, final:

1   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes   1:27.319   18
2   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari   1:27.791 +0.472 19
3   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer   1:28.306 +0.987 13
4   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer   1:28.332 +1.013 12
5   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes   1:29.111 +1.792 16
6   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes P +5 1:27.651 +0.332 17
7   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes   1:29.260 +1.941 17
8   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes   1:29.480 +2.161 16
9   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda   1:29.778 +2.459 11
10   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari P +5 1:28.498 +1.179 15
11   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault   1:29.879 +2.560 10
12   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari   1:29.972 +2.653 11
13   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari   1:30.849 +3.530 5
14   10 Pierre GASLY FRA Toro Rosso Renault   1:31.317 +3.998 7
15   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes   1:31.409 +4.090 6
16   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari   1:31.597 +4.278 7
17   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari   1:31.885 +4.566 7
18   30 Jolyon PALMER ING Renault P +20 1:30.022 +2.703 10
19   55 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault P +20 1:30.413 +3.094 11
20   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda P +35 1:30.687 +3.368 13
          Tempo 107%   1:33.431 +6.112  
                   
Recorde Lewis HAMILTON ING Mercedes   1:27.319 07/10/2017  
Melhor volta Kimi RÄIKKÖNEN FIN McLaren Mercedes   1:31.540 09/10/2005  
 
 
HÁ ESPERANÇA?

MESMO COM RESULTADO RUIM, VETTEL GANHA FORÇA NA MALÁSIA