F1
24/07/2015 13:29

Hamilton sobra e fecha sexta-feira de treinos livres na frente na Hungria. Dupla da Red Bull bate Rosberg

Lewis Hamilton não deixou pedra sobre pedra neste primeiro dia de treinos livres visando o GP da Hungria. Depois de dominar a primeira sessão, o líder do campeonato não teve dificuldades para se colocar à frente dos rivais na tarde desta sexta-feira, despontando como grande favorito à vitória no circuito magiar. Utilizando asa dianteira velha da Williams, Felipe Massa terminou em 10º
Warm Up / FERNANDO SILVA,  de Sumaré
 Hamilton não escondeu a tristeza pela morte de Jules Bianchi (Foto: AP)
Lewis Hamilton comprovou nesta sexta-feira (24) que é o grande favorito à vitória no GP da Hungria, décima etapa da temporada 2015 do Mundial de F1. Depois de liderar com tranquilidade o primeiro treino livre do fim de semana, o britânico não teve dificuldades para repetir o feito à tarde. Com 1min23s949, estabelecido com pneus macios, o líder do campeonato assegurou a melhor volta do dia. 

A grande surpresa ficou por conta do desempenho muito bom por parte da Red Bull. A escuderia taurina, que vive às voltas com a falta de desempenho e confiabilidade do motor Renault, conseguiu colocar seus dois pilotos no top-3. Destaque para o ótimo segundo lugar de Daniil Kvyat, apenas 0s351 atrás de Hamilton. Daniel Ricciardo, dono de uma vitória brilhante em Budapeste em 2014, fechou o rol dos três primeiros, mas teve de lidar com uma nova quebra de motor na fase final da sessão. Entretanto, Helmut Marko, consultor da Red Bull, disse que a unidade de força seria utilizada pelo australiano apenas nesta sexta.

Nico Rosberg teve de se contentar com o quarto lugar na sessão, ficando a distantes 0s719 do tempo de Hamilton. Kimi Räikkönen foi o mais rápido com a discreta Ferrari. O finlandês fechou em quinto. Carlos Sainz Jr. apareceu na sequência com um bom rendimento por parte da Toro Rosso. Sebastian Vettel, quase 0s6 atrás de Kimi, foi o sétimo. Bom treino da McLaren, que colocou Fernando Alonso em oitavo e Jenson Button em 12º. Valtteri Bottas repetiu a nona melhor colocação da manhã, enquanto Felipe Massa, usando uma asa dianteira mais antiga em relação ao finlandês, completou o top-10. Felipe Nasr, por sua vez, terminou o dia em 14º.
Dono da sexta-feira em Hungaroring, Hamilton acelera por Jules Bianchi no fim de semana (Foto: AP)
Confira como foi o segundo treino livre do GP da Hungria de F1: 

A segunda sessão teve a ausência confirmada de Sergio Pérez. Devido ao acidente sofrido pela manhã, a Force India não teve tempo de deixar o carro do mexicano pronto para o segundo treino em Hungaroring. A escuderia de Silverstone também deixou Nico Hülkenberg de fora para investigar as condições da suspensão do seu carro para evitar algo parecido com o ocorrido com 'Checo'.

Os primeiros tempos registrados à tarde foram da dupla da Manor Marussia. E enquanto as Mercedes faziam testes aerodinâmicos — e vinham com tempos bem mais lentos —, restava à Ferrari a liderança momentânea do treino com Sebastian Vettel, marcando 1min27s877, tempo apenas 0s007 mais rápido em relação a Carlos Sainz Jr. A Toro Rosso mostrava ter condições de fazer uma boa jornada no circuito magiar.


Mas quando a Mercedes decidiu acelerar pra valer, não teve pra ninguém. Em sua primeira volta rápida, Hamilton destruiu em 1s380 o tempo de Vettel e subiu para a liderança, ainda usando pneus médios (brancos). Em seguida, foi a vez de Rosberg melhorar bem sua marca, mas não o bastante para desbancar seu companheiro de equipe, ficando em terceiro. Entre a dupla da Mercedes estava o surpreendente Daniil Kvyat, 0s198 atrás do britânico. Contudo, logo Nico tratou de colocar a realidade de volta à pista ao regressar ao segundo posto.

Mas Lewis sequer deixou Rosberg se aproximar. Depois de o alemão ficar apenas 0s036, o britânico deu a resposta com um ótimo 1min25s613, enfiando mais de 0s5 sobre o companheiro de equipe. A Red Bul voltava a se destacar, mas com Ricciardo, que conseguiu superar Rosberg na sequência.

Restando poucos minutos para o fim do primeiro terço do treino, Kimi foi o primeiro a deixar os boxes com pneus macios. O finlandês marcou 1min25s134, um ganho enorme (quase 2s4) em relação ao 1min27s512 estabelecido com os compostos médios. Mas o tempo estabelecido por Räikkönen foi apenas 0s479 mais rápido em relação a Hamilton, que ainda tinha de ir para a pista com os macios.
Nico Rosberg bem que tentou, mas não foi páreo para Hamilton (Foto: AP)
Aí a Mercedes voltou ao topo, mas com Rosberg. O alemão cravou 1min24s668, o primeiro a andar abaixo de 1min25s nesta sexta-feira. Porém, na sequência, foi a vez de Lewis voltar à primeira posição. Depois de assinalar a melhor parcial em dois dos três setores da pista, o britânico derrubou a marca de Nico em 0s7, enfiando uma enormidade de diferença para seu companheiro de equipe. Em seguida, Kvyat repetiu o bom desempenho com os pneus macios e voltou ao segundo lugar.

Os taurinos vinham em ótima performance, aliás. Além de Kvyat em segundo, Ricciardo colocava outro carro da Red Bull em terceiro. Sainz Jr., da Toro Rosso, era o sexto. Quem destoava era Verstappen, que sem usar os pneus macios, estava parado nos boxes. O holandês estava em 16º. E a McLaren estava bem longe de dar vexame, com Fernando Alonso em oitavo, enquanto Jenson Button ocupava o 11º lugar.

No terço final da sessão, os pilotos, em sua maioria, trataram de abordar o acerto dos respectivos carros em configuração de corrida, fazendo com que os tempos de volta fossem bem mais altos. As simulações foram feitas tanto com os pneus médios como os macios, avaliando principalmente o comportamento dos compostos em termos de desgaste nos long-runs.
Motor de Daniel Ricciardo quebra na parte final do segundo treino livre na Hungria (Foto: Reprodução)
Durante as simulações, alguns pilotos tiveram de lidar com a falta de equilíbrio dos seus carros. Sainz Jr., por exemplo, reclamou que seu STR10 estava saindo de frente, enquanto Romain Grosjean acabou rodando na penúltima curva do circuito. Por outro lado, as simulações de Ricciardo eram muito elogiadas pela Red Bull, destacando que o ritmo do australiano era melhor, inclusive, que o de Hamilton, indicando um bom salto de qualidade dos taurinos no fim de semana.

Mas o bom momento de Daniel terminou depois que o motor Renault do seu carro quebrou. Aí, a direção de prova optou por interromper o treino com bandeira vermelha, quando faltavam 21 minutos para o fim da sessão, para remover o carro do australiano. Ou seja, a boa perspectiva que o piloto poderia ter no fim de semana foi pelos ares junto com a fumaça da sua unidade de força.

A sessão foi retomada restando poucos minutos para o fim. Foi o bastante para Max Verstappen, com apenas algumas voltas rápidas com os pneus macios, subir para o 11º lugar, desbancando Jenson Button. Mas ninguém conseguiu desbancar o domínio de Hamilton, que fechou o dia como começou, na frente em Hungaroring.

F1, GP da Hungria, Hungaroring, treino livre 2:

1 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:23.949   36
2 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT 1:24.300 +0.351 29
3 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT 1:24.451 +0.502 16
4 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:24.668 +0.719 34
5 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:25.134 +1.185 30
6 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT 1:25.599 +1.650 37
7 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:25.660 +1.711 36
8 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:25.752 +1.803 31
9 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:25.881 +1.932 35
10 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:25.920 +1.971 31
11 33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT 1:25.935 +1.986 19
12 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:25.994 +2.045 32
13 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS MERCEDES 1:26.090 +2.141 36
14 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:26.379 +2.430 36
15 8 ROMAIN GROSJEAN FRA LOTUS MERCEDES 1:26.442 +2.493 39
16 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:26.831 +2.882 29
17 98 ROBERTO MERHI ESP MANOR MARUSSIA FERRARI 1:29.113 +5.164 29
18 28 WILL STEVENS ING MANOR MARUSSIA FERRARI 1:29.115 +5.166 28
19 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES      
20 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES      
    TEMPO 107% TL2   1:29.825 +5.876  
               
RECORDE SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT 1:18.773 31/07/2010  
MELHOR VOLTA MICHAEL SCHUMACHER ALE FERRARI 1:19.071 15/08/2004  
               
    Condições do tempo   SOL ar: 31-32ºC | pista: 51-52ºC