F1
02/12/2015 12:21

Hamilton volta se queixar de mudança no carro da Mercedes e diz que perdeu meio segundo na parte final de 2015

Lewis Hamilton culpa a mudança feita pela Mercedes no carro prateado pela queda de rendimento na parte final da temporada 2015 da F1. Agora, o britânico busca trabalhar mais fábrica ara encontrar a raiz de seus problemas
Warm Up
Redação GP, de Curitiba
Lewis Hamilton acredita que terá de encontrar ao menos meio segundo durante a pré-temporada para conseguir fazer frente ao rival Nico Rosberg em 2016, se o alemão mantiver o mesmo nível de performance que demonstrou na arte final do campeonato deste ano.
 
O inglês revelou que, desde o GP de Cingapura, onde a Mercedes enfrentou grandes dificuldades e não foi páreo para a Ferrari, teve problemas ara encontrar o melhor acerto para o W06 #44. Isso porque a equipe prateada introduziu uma séria de mudanças para evitar nova derrota para os adversários italianos.
Lewis Hamilton é o grande campeão de 2015 na F1 (Foto: Getty Images)
Por outro lado, Rosberg se mostrou mais que confortável nessa nova configuração. O filho de Keke foi pole-position nas seis provas finais da temporada e ainda venceu os três GPs derradeiros de 2015, ainda que pese a conquista de Hamilton em Austin, quando assegurou o tricampeonato.
 
"Eu poderia apontar o problema, mas não vou falar o que é. Vamos dizer apenas que o acerto mudou muito", afirmou o britânico em entrevista ao site da revista inglesa 'Autosport'.
 
"Eu sei que o meu ritmo de corrida tem sido no geral muito bom, mas acho também que perdi meio segundo nisso tudo, então tenho de descobrir uma forma de voltar àquele desempenho em que posso tirar mais do carro", comentou.
 
"Durante todo o início do ano, e até Cingapura, o carro foi fenomenal, e eu me sentia totalmente confortável, mas a equipe entendeu que precisava fazer mudanças. Só que depois o carro não foi mais o mesmo. Não estava no ponto ideal e ficou mais ao estio de Nico", explicou Lewis.
 
Falando sobre o próximo ano, Hamilton deixou claro que precisa encontrar forma de se adaptar às mudanças. "Não preciso esperar por alterações, eu tenho de fazer a coisa funcionar."
 
"Nestes carros, você tem ferramentas muito diferentes para tudo e pode escolher qual usar, mas você nem sempre temos tempo para optar pelas corretas. Às vezes, você consegue e, às vezes, não", acrescentou.
 
Agora, Hamilton planeja dispensar mais tempo junto à Mercedes para descobrir a raiz do problema. "Durante as próximas semanas, e também no próximo, eu vou ficar um pouco mais na garagem. Mas não isso não tem a ver com o número de dias na fábrica, é sobre a compreensão dos dados e o trabalho com os engenheiros", finalizou o britânico de 30 anos.

 

Pior temporada em anos tem desfecho merecido e leva a pedido: F1, mude jáhttp://grandepremio.uol.com.br/f1/noticias/opiniao-gp-pior-temporada-em-anos-tem-desfecho-a-altura-e-leva-a-pedido-claro-f1-mude-ja

Posted by Grande Prêmio on Segunda, 30 de novembro de 2015
PADDOCK GP EDIÇÃO #9: ASSISTA JÁ




Últimas Notícias
domingo, 24 de junho de 2018
F1
Indy
Indy
F1
Indy
F1
F1
F3
Indy
F1
F1
F1
F1
F1
Indy
Galerias de Imagens
Facebook