F1
24/02/2016 12:00

Hülkenberg coloca Force India na ponta da manhã de quarta-feira em Barcelona. Renault reage, e Massa é sexto

Em uma manhã marcada por duas bandeiras vermelhas, Nico Hülkenberg exibiu a boa performance do novo carro da Force India e fechou o primeiro período na frente. Kevin Magnussen mostrou o poder de reação com a Renault e terminou em um bom segundo lugar, com direito a uma boa quilometragem. Nico Rosberg, com mais de 60 voltas, foi o terceiro. Felipe Massa foi o sexto, à frente de Felipe Nasr
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 De capacete verde, Nico Hülkenberg teve bom desempenho nesta manhã (Foto: Getty Images)


Nem Mercedes, tampouco Ferrari. A liderança parcial deste terceiro dia de pré-temporada da F1 em Barcelona foi da Force India de Nico Hülkenberg. O alemão guiou pela primeira vez o novo carro da equipe de Silverstone nesta quarta-feira (24) e não comprometeu, alcançando a marca de 1min25s286, comandando a tabela de tempos. Tal performance é um indicativo de crescimento de um time que evoluiu demais em 2015, terminando em quinto lugar no Mundial de Construtores. Logo na sequência, outra surpresa, considerando o desempenho da Renault nos dois primeiros dias de testes. Depois de um início de semana bastante complicado com Jolyon Palmer enfrentando problemas com o novo R.S.16, Kevin Magnussen, de volta à F1, imprimiu bom ritmo, garantiu quilometragem considerável ao ficar próximo das 60 voltas e fechou a manhã com o segundo tempo.

Assim como nos dois primeiros dias de atividades de pista, a Mercedes focou seu programa na busca da maior quilometragem possível. Depois de ter completado 308 voltas entre segunda e terça-feira, a escuderia bicampeã do mundo colocou Nico Rosberg na pista nesta manhã. O alemão completou 70 voltas, quase a distância completa de um GP da Espanha, e ficou com a terceira marca ao anotar 1min26s084, 0s070 mais lento que Magnussen. Mas, evidentemente, o tempo em si é pouco significativo diante do cronograma estabelecido pela Mercedes. Nesta fase, muito mais do que as voltas rápidas em si, são mais importantes a consistência e a confiabilidade do novo carro, e isso os alemães vêm mostrando neste início de 2016.

Carlos Sainz, com a nova Toro Rosso, foi o quarto colocado pela manhã. O espanhol terminou à frente de Daniil Kvyat, da Red Bull, e dos dois brasileiros da F1. Felipe Massa, em sua primeira vez guiando o novo carro da Williams nesta pré-temporada em Barcelona, foi o sexto, seguido pelo compatriota Felipe Nasr, que só vai ter o gostinho de pilotar o novo C35 da Sauber na semana que vem. Por enquanto, o jovem brasiliense trabalha no antigo C34 revisado para avaliar possíveis atualizações e os novos pneus da Pirelli. Destaque negativo para Kimi Räikkönen. Diferente de Sebastian Vettel, o finlandês sequer conseguiu completar voltas rápidas com a nova Ferrari por conta de uma falha no sistema de combustível, ficando a maior parte do tempo nos boxes.

Jenson Button completou 45 voltas com a nova McLaren-Honda MP4-31 e foi o oitavo pela manhã, terminando à frente da Haas de Romain Grosjean, com um desempenho muito consistente e livre de problemas até o momento. Já o primeiro indonésio da F1, Rio Haryanto, não teve uma performance de tamanho destaque até o momento, chegou a causar uma bandeira vermelha no fim da sessão, ficando em último lugar, desconsiderando Räikkönen, que praticamente não andou.
De capacete verde, Nico Hülkenberg teve bom desempenho nesta manhã, sendo o líder da sessão (Foto: Getty Images)
Saiba como foi a manhã do terceiro dia de testes em Barcelona

Com temperatura ambiente de 6º e 14ºC na pista, a F1 deu início ao terceiro dia de pré-temporada em Barcelona com a expectativa pela presença de vários pilotos pela primeira vez na pista no ano: casos de Felipe Massa, Felipe Nasr, Nico Hülkenberg, Kevin Magnussen, Daniil Kvyat, do novato Rio Haryanto e Kimi Räikkönen. Mas o finlandês teve de esperar bem mais por conta de uma pane no sistema de combustível da Ferrari que atrapalhou seus planos para esta manhã.
 
Rosberg, que de última hora foi escolhido pela Mercedes para abrir os trabalhos — Lewis Hamilton só vai à pista após o almoço —, deu novamente sequência à busca incessante por quilometragem com o novo W07 e, logo de cara, se colocou na ponta da tabela. Mas antes, o alemão tratou de realizar testes aerodinâmicos, com a escuderia bicampeã equipando o carro prateado com sensores laterais, bem como a Red Bull com Kvyat.
Pela primeira vez a bordo do novo RB12, Kvyat começou o dia fazendo testes aerodinâmicos (Foto: Getty Images)
Pouco depois, foi a vez de Hülkenberg assumir a liderança, mas por pouco tempo, já que Rosberg, em volta rápida, retomou a colocação. Até que veio a primeira bandeira vermelha do dia, causada por Carlos Sainz Jr. A roda traseira direita do seu Toro Rosso STR11 se soltou, fazendo o jovem espanhol ficar parado na saída do pit-lane.
 
Mas foi uma paralisação rápida. Logo os pilotos voltaram à pista. Rosberg já era o piloto com mais voltas completadas após quase uma hora de sessão, com 17 giros, contra dez de Hülkenberg e outros dez de Magnussen. Mas diferente dos dois primeiros dias, a Renault se mostrava mais promissora e sem tantos problemas. Por sua vez, Nasr seguia na pista para a realização de testes aerodinâmicos com a Sauber C34 de 2015.
 
Räikkönen continuava nos boxes, enquanto Massa, Kvyat e Kevin Magnussen aceleravam num stint com pneus médios. O mesmo fizeram Sainz, Jenson Button e Hülkenberg. O alemão vinha num bom ritmo e, perto de uma hora e meia de sessão, assumia a ponta do treino ao marcar 1min25s598. Com um bom stint, Nico melhorou pouco depois para anotar 1min25s286. Rosberg permanecia em segundo, 1s001 atrás.
Felipe Massa pela primeira vez a bordo do novo FW38 nos testes em Barcelona (Foto: Getty Images)
Dois pilotos particularmente, além de Räikkönen, demoraram para deixar os boxes: Haryanto e Kvyat, que só saíram à pista após mais de duas horas de sessão. Enquanto isso, tanto Nasr como Massa vinham num programa consistente e livre de problemas, o que é o mais importante nesta fase inicial — em que pese o fato de o piloto da Sauber ainda contar com o carro antigo.
 
Perto do fim da terceira hora do treino, Magnussen deu uma amostra da reação da Renault. O dinamarquês, que volta à F1 em 2016, assinalou a melhor marca no terceiro setor do circuito catalão, passou Rosberg e anotou 1min26s014, chegando a 51 voltas completadas, mais que as 41 cumpridas por Jolyon Palmer em oito horas de atividades de pista na última terça-feira. 
De volta à F1, Kevin Magnussen mostrou o poder de reação da Renault (Foto: Getty Images)
Depois de um bom tempo nos boxes, finalmente Räikkönen ganhou a pista para completar pra valer suas primeiras voltas com a nova Ferrari, mas voltou aos boxes pouco tempo depois. Já Rosberg continuava de forma incessante na pista e novamente ultrapassava a casa dos 60 giros em Barcelona.

Restando menos de meia hora para o fim da primeira parte do treino, Haryanto cometeu um erro ao rodar na curva 5 do circuito de Barcelona, ficando na brita. Assim, a direção de prova acionou pela segunda vez na manhã a bandeira vermelha para remover o MRT05 pilotado pelo indonésio e permitir as últimas voltas antes da pausa para o almoço.

Foi outra bandeira vermelha relativamente breve, possibilitando aos outros dez pilotos do grid mais alguns minutos de pista no primeiro período. Contudo, nada pareceu indicar que haveria um duelo como o ocorrido na terça-feira, entre Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo, ambos com pneus ultramacios. Assim, Hülkenberg caminhou para fechar a manhã na frente em sua primeira vez guiando pra valer o novo carro da Force India.

F1, Testes Coletivos, Barcelona, Dia 3:

1 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:25.286   37
2 20 KEVIN MAGNUSSEN FRA RENAULT 1:26.014 +0.728 63
3 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:26.084 +0.798 74
4 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO FERRARI 1:26.239 +0.953 66
5 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL TAG HEUER 1:26.497 +1.211 29
6 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:26.712 +1.426 57
7 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:26.840 +1.554 61
8 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:26.919 +1.633 45
9 8 ROMAIN GROSJEAN FRA HAAS FERRARI 1:29.955 +4.669 54
10 88 RIO HARYANTO INA MANOR MERCEDES 1:29.808 +4.522 25
11 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI     4
 
VEJA A EDIÇÃO #17 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA A F1 E A MOTOGP