F1
06/09/2016 10:18

Lauda vê Vettel com dificuldades para ser piloto principal da Ferrari e pede mudança: “Precisa ser a âncora para o sucesso”

Niki Lauda pode ser dirigente da Mercedes na atualidade, mas suas conexões com a Ferrari são grandes demais para esquecer. E, avaliando a escuderia e seu principal piloto, Sebastian Vettel, Lauda foi claro em opinar que os problemas em Maranello são crônicos e que Vettel está aquém do que o time espera dele
Warm Up
Redação GP, Rio de Janeiro

Hoje presidente não-executivo da Mercedes, mas uma lenda na Ferrari, por onde venceu dois títulos mundiais de Pilotos na década de 1970, Niki Lauda não se furta em dar opinião quando perguntado sobre o time por onde fez história. E, para Lauda, Sebastian Vettel está tendo dificuldades em seu segundo ano ao manche ferrarista.
 
Em entrevista concedida à edição dominical do jornal alemão 'Die Welt', Lauda avalia que os velhos problemas de relaxamento e pressão, vindo de desde de seus tempos por lá, seguem existindo.
 
"Parece para mim que os bem conhecidos e fundamentais problemas da Ferrari ainda existem", falou. "O problema na Ferrari é muito emocional. Se vai bem, são relaxados e casuais, o que é ruim para o sucesso contínuo; se vão mal, há uma pressão execrante de dentro e fora, criando uma pressa e consertos rápidos", avaliou.
 
Ainda mais interessante é a avaliação que faz de Vettel. Lauda crê que Vettel chegou muito bem em Maranello, mas não segue no mesmo ritmo passados quase dois anos. O tricampeão vê Vettel sem ser o piloto que a Ferrari esperava que ele fosse.
Niki Lauda (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
"Sebastian chegou como um sopro de esperança para a Ferrari, um tipo de salvador como Michael Schumacher foi. No início funcionou bem, mas no momento Sebastian está tendo uma certa dificuldade nesse papel. Não saberia dizer o motivo exatamente, mas vemos que Kimi Räikkönen é muitas vezez mais rápido, o que significa, para mim, que Sebastian é mais fraco", seguiu. 
 
"Ele certamente não está no papel que espera de si mesmo e que a Ferrari espera dele. Isso precisa mudar. A Ferrari precisa de Vettel como a esperança e âncora para o sucesso", encerrou.
 
Vettel ocupa o quarto posto do Mundial de Pilotos de 2016, com 143 pontos. Sete tentos atrás, o companheiro Räikkönen é o quinto colocado. À frente dos dois, além das duas Mercedes, está Daniel Ricciardo.
 
PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS



Últimas Notícias
domingo, 24 de junho de 2018
F1
Indy
Indy
F1
Indy
F1
F1
F3
Indy
F1
F1
F1
F1
F1
Indy
Galerias de Imagens
Facebook