F1
11/10/2017 13:34

Na briga por vaga em 2018, Kubica completa dia de teste “bem-sucedido” com carro de 2014 da Williams em Silverstone

Robert Kubica teve um dia importante em Silverstone. O polonês, que sonha em voltar ao grid da F1 em 2018, testou com o carro da Williams de 2014 na pista britânica e, de acordo com o time, teve desempenho satisfatório
Warm Up
Redação GP, de São Paulo

Robert Kubica teve um dia de teste "bem-sucedido" nesta quarta-feira (11) em Silverstone. Esta foi a definição dada pela Williams, que não esconde mais que o polonês é um dos três candidatos a ocupar uma vaga ao lado de Lance Stroll em 2018. Além de Kubica, Paul di Resta e o atual titular Felipe Massa também estão no páreo.
 
Kubica guiou o carro de 2014 da escuderia de Grove, o mesmo que havia sido utilizado por Stroll para ganhar quilometragem e conhecer melhor os circuitos que enfrentaria em seu ano de estreia pela F1. O polonês, aliás, ainda deve voltar ao bólido na próxima semana em Hungaroring, para mais um dia completo de testes. Di Resta é esperado para guiar na manhã seguinte.
 
Hungaroring, apesar de representar uma pista mais exigente fisicamente, já recebeu Kubica pouco tempo atrás. Ainda quando o polaco esperava assumir o lugar de Jolyon Palmer na Renault, os franceses deram a chance de Kubica guiar na pista húngara e o piloto também teve um dia que foi classificado como bem-sucedido.
Robert Kubica testou em Silverstone (Foto: Renault)

Apesar de dizer que deu tudo certo com o dia de testes de Robert na Inglaterra, a Williams preferiu guardar as informações acerca do número de voltas completadas e dos tempos dos giros rápidos que o polonês fez. 
 
Por mais que tenha divulgado que os três pilotos estão na briga por uma das vagas no grid de 2018, a Williams não tem pressa para revelar o escolhido, mas deve o fazer antes do fim do campeonato, que ainda tem quatro corridas pela frente.
 
Kubica já fez testes com a Renault neste ano, mas a equipe acabou fechando com Carlos Sainz Jr. para a próxima temporada, diminuindo as chances do polonês em voltar ao grid. Já Di Resta correu na Hungria pela Williams, após mal estar de Massa, e surpreendeu a equipe positivamente com a rápida readaptação.
 
’EXTRAORDINÁRIO’

DI GRASSI VÊ HAMILTON COMO UM DOS TRÊS MAIORES DA HISTÓRIA
 

Últimas Notícias
domingo, 18 de fevereiro de 2018
Nascar
F1
MotoGP
MotoGP
Nascar
MotoGP
Endurance
Rali
F1
MotoGP
MotoGP
sábado, 17 de fevereiro de 2018
Rali
MotoGP
MotoGP
F1
Galerias de Imagens
Facebook