F1
12/12/2015 08:00

Na Garagem: Brabham empurra carro para linha de chegada e é campeão da F1

O campeonato de 1959 da F1 foi decidido apenas na última corrida, com o australiano Jack Brabham precisando empurrar o carro para cruzar a linha de chegada e garantir o título mundial. A vitória ficou com Bruce McLaren, que se tornou o mais jovem vencedor de um GP — recorde superado por Fernando Alonso em 2003
Warm Up / RENAN DO COUTO,  de São Paulo
 Jack Brabham em uma demonstração de raça na reta de chegada (Foto: Forix/Rainer Nyberg)
A F1 já fez corridas em dezembro — e inclusive já coroou campeões. Um deles foi o australiano Jack Brabham, que, em 1959, conquistou o mundo pela primeira vez — não sem muito esforço.
 
Brabham liderava o campeonato com 31 pontos na chegada a Sebring, na Flórida, para o GP dos Estados Unidos. Stirling Moss, com 25,5, era o segundo, e Tony Brooks, com 23, também tinha chance.
 
Moss e Brabham, companheiros de Cooper, saíram na primeira fila, enquanto Tony Brooks abriu a segunda com a sua Ferrari — o grid era montado no sistema 3-2-3.
Jack Brabham em uma demonstração de raça na reta de chegada (Foto: Forix/Rainer Nyberg)
Moss manteve a ponta nas primeiras voltas, mas abandonou já na quinta volta com o câmbio quebrado. Dali em diante, Brabham basicamente precisava terminar a prova. Só a vitória interessava a Brooks, que não tinha um carro capaz de acompanhar os ponteiros.
 
Brabham seguiu na ponta até a última volta, com Bruce McLaren em segundo e outro carro da Cooper, pilotado por Maurice Trintignant, na cola. Foi quando a gasolina de Brabham acabou, deixando-o parado na reta dos boxes.


 
McLaren resistiu a Trintignant e venceu, tornando-se o mais jovem vencedor da história  de um GP de F1 — Troy Ruttmann tinha 22 anos e 79 dias quando ganhou as 500 Milhas de Indianápolis de 1952, parte do campeonato, porém não um GP. O neozelandês tinha 22 anos e 104 dias, e sua marca foi superada só em 2003 por Fernando Alonso no GP da Hungria. E, desde o GP da Itália de 2008, este recorde pertence a Sebastian Vettel.
 
Brooks passou em terceiro, sem somar os pontos necessários para ameaçar Brabham, que fez questão de cruzar a linha de chegada. O piloto, então com 33 anos, empurrou seu bólido até a bandeirada para fechar em quarto lugar. O lance foi registrado em vídeo:
 
Brabham seria bicampeão no ano seguinte e faria história em 1966 ao se tornar o primeiro — e até hoje único — piloto a conquistar um título com um carro da própria equipe. ‘Sir’ Jack morreu em maio de 2014 aos 88 anos.