F1
21/10/2017 05:30

Na Garagem: Há 10 anos, Räikkönen aproveita revés de Hamilton e é campeão

Um ponto. Apenas um ponto separava Kimi Räikkönen e Lewis Hamilton no final da temporada 2007 da F1. Com apenas este ponto de vantagem o finlandês conquistou seu primeiro título na categoria, em uma temporada marcada pela desavença entre a dupla da McLaren e o caso de espionagem da Ferrari e do time inglês
Warm Up
NATHÁLIA DE VIVO, de São Paulo
A data é 21 de outubro de 2007. Neste mesmo dia, há exatos dez anos, Kimi Räikkönen fazia o improvável, ia contra todas as apostas e enfim conquistava seu primeiro título na F1. A glória, que havia lhe escapado em duas oportunidades em anos anteriores, agora estava em suas mãos. O triunfo também marcava o último caneco conquistado pela Ferrari na categoria até o momento.

O palco em que o homem de gelo escreveu em definitivo seu nome no livro da história da categoria foi Interlagos. Não bastando tudo, o cenário ainda anotava a primeira vitória de Kimi no circuito brasileiro.

Aquele ano marcava o sétimo do finlandês no certame mundial, e ele estava em sua terceira equipe desde que fez sua estreia, em 2001. Depois de passagens por Sauber e McLaren, esse era seu primeiro campeonato com as cores vermelhas do time italiano substituindo o alemão Michael Schumacher.
O pódio do GP do Brasil (Foto: Divulgação)
A temporada de 2007 ainda ficou marcada por dois fatos de enorme importância para a história da F1: o escândalo de espionagem que envolveu a Ferrari e a McLaren, causando a exclusão da escuderia inglesa do Campeonato de Construtores, e o tenso clima da dupla de pilotos do time baseado em Woking, que foi determinante para a perda do título daquele campeonato.

Na etapa de encerramento daquele ano, quem saiu da pole-position foi Felipe Massa. O companheiro de equipe de Kimi fez uma volta certeira na classificação com o tempo de 1min11s931 e bateu Hamilton, que largou em segundo. No terceiro posto apareceu o finlandês, com Alonso sendo o quarto. Do quarteto, apenas o brasileiro não estava na briga pelo título.

As coisas começaram a dar errado para o inglês ainda na largada. Assim que foi autorizada a saída, Massa não viu problemas em manter a ponta, enquanto Kimi aproveitou para abocanhar a segunda colocação já na primeira curva. Logo atrás, Fernando assumiu a terceira posição e quando seu companheiro tentou dar o troco, acabou escapando da pista e caindo para oitavo.

Aquele era só o começo das complicações que Lewis viveria naquela tarde. Após começar a reconquistar terreno nos giros seguintes, o grande revés veio na oitava volta, quando seu carro apresentou problemas na caixa de câmbio. Isso acabou fazendo-o cair para o final do grid, para 18º, o obrigando a fazer uma prova de recuperação.
Kimi comemora o título (Foto: Divulgação)
Apesar da boa escalada de pelotão e prova impecável, o novato Hamilton cruzou a linha de chegada apenas na sétima colocação o que, com a vitória de Räikkönen, era insuficiente para conquistar o título. Quem ficou em segundo foi Massa, que ajudou seu escudeiro a sagrar-se campeão ao deliberadamente cometer um erro nos boxes, enquanto Alonso completou o pódio.

Com o resultado da prova, o finlandês terminou o ano somando 110 pontos e conquistando seis vitórias. Ele fechou com apenas um tento a mais que Lewis e Fernando. Na McLaren, apesar do empate de sua dupla, foi o inglês quem ficou com o vice-campeonato, por ter um segundo lugar a mais que o espanhol.

O título ainda tornou Kimi Räikkönen o terceiro piloto finlandês a sagrar-se campeão da F1. Antes, quem havia atingido a marca era Keke Rosberg, em 82, e Mika Häkkinen, em 98 e 99.

RITMO DE FESTA

PADDOCK GP CHEGA À EDIÇÃO 100 COM HISTÓRIAS IMPERDÍVEIS DE EDGARD MELLO FILHO
 

Últimas Notícias
domingo, 21 de janeiro de 2018
Indy
F1
Rali
Rali
F1
sábado, 20 de janeiro de 2018
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Nascar
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook