F1
13/11/2015 10:47

Polícia de Mônaco revela que Hamilton bateu em três carros após “festas pesadas e pouco sono”

Lewis Hamilton bateu em três carros estacionados na madrugada da última terça-feira em Mônaco. O campeão foi testado, mas nenhum traço de álcool foi encontrado. O próprio Hamilton culpou seu estilo de vida digno de James Hunt - e o cansaço que o acompanha - como o culpado pela batida
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

Três carros estacionados foram as vítimas do acidente que Lewis Hamilton sofreu no início de semana e que, junto de uma febre alta, fizeram com que o tricampeão mundial atrasasse em um dia sua chegada a São Paulo para o GP do Brasil em Interlagos.
 
A informação é do jornal inglês 'The Telegraph'. Segundo a publicação, Hamilton dirigia seu supercarro, o Pagani Zonda, na madrugada da última terça-feira (10) de Monte Carlo, mais ou menos às 3h30 locais. Apesar de ser, segundo o piloto, resultado de seu estilo de vida digno de um James Hunt dos dias modernos, nenhuma evidência de álcool foi encontrada no corpo de Lewis.
Hamilton caminhando em Interlagos (Foto: Reprodução/Twitter)

Um porta-voz da polícia de Mônaco falou ao jornal sobre o que aconteceu. "O pé de Hamilton escapou nos pedais de freio e embreagem e seu veículo acertou três carros estacionados. Ele foi testado para álcool, mas o resultado foi negativo", declarou.

Foi o próprio Hamilton quem divulgou a notícia da batida por meio de sua conta no Instagram, ainda na noite da quarta-feira. No Brasil, embora primeiramente tivesse sido dito que ele não falaria no assunto, Lewis acabou não guardando segredo por muito tempo.
 
"Foi resultado de festas pesadas e pouco descanso por uma semana e meia", disse o campeão. "Eu estou um pouco cansado. Não tenho parado e estou tentando encaixar o treinamento ao mesmo tempo e sem dormir muito", falou.

De acordo com Hamilton, não vir ao Brasil nunca foi uma opção. "Eu nunca considerei não ir a uma corrida", disse. Desde a última etapa do Mundial, duas semanas atrás, o GP do México, Lewis deu uma festa de aniversário para sua mãe e participou de tantos outros eventos.
 
"Essa festa [organizada para a mãe] foi incrível, não poderia ter ido melhor. Eu não me sinto tão mal quanto eu pareço. Os últimos dois dias eu tenho passado basicamente dormindo. Nem acreditei no quanto eu dormi e ainda dormi no voo para cá", falou o tricampeão, que voa em um jato particular.
Imagem do acidente de Lewis Hamilton em Mônaco (Foto: Reprodução/Instagram)
A história do dia do aniversário da mamãe Hamilton, bem antes do dia da batida, ainda não para por aí. Lewis contou que horas depois do evento ainda foi ao famoso museu de cera Madame Tussauds em Monte Carlo para uma sessão de fotos. Só que ainda estava bêbado do dia anterior.
 

"Depois, fui numa sessão de fotos no Madame Tussauds no dia seguinte. E eu fiquei imaginando o motivo de eu ter marcado para o dia seguinte, porque eu tinha que fazer fotos parecendo bem. Não foi muito divertido, porque foi apenas algumas horas após a noite e eu ainda estava muito...", contou.
 
O cansaço de uma vida excêntrica eventualmente cobra algum preço, mesmo que para um atleta como Lewis. Embora tenha passado toda a carreira dizendo aos quatro cantos o quanto admira e quer emular Ayrton Senna, Hamilton tem uma personalidade muito mais parecida àquela de Hunt. 
 

Quer ganhar um super kit do GRANDE PRÊMIO no GP do Brasil de F1? Então participe do 'Traz mais um no GP'.É simples:...

Posted by Grande Prêmio on Quinta, 12 de novembro de 2015
PADDOCK GP COM FELIPE MASSA: ASSISTA JÁ



Últimas Notícias
sexta-feira, 20 de abril de 2018
MotoGP
Stock Car
Indy
MotoGP
Indy
Stock Car
MotoGP
MotoGP
F1
F1
MotoGP
Copa Truck
Stock Car
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook