F1
10/11/2013 10:02

Räikkönen decide operar coluna e está fora das duas corridas finais da temporada 2013

Kimi Räikkönen vai perder as duas corridas finais da temporada 2013 por conta de uma cirurgia na coluna. O finlandês tem sofrido com dores severas nas costas e decidiu operar antes do fim do campeonato. O tempo de recuperação é estimado em quatro semanas
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Kimi Räikkönen quase nem correu em Yas Marina (Foto: Getty Images)

Kimi Räikkönen está fora das etapas finais (Foto: Getty Images)
Kimi Räikkönen vai perder as duas últimas corridas da temporada 2013, para se submeter a uma cirurgia na coluna na próxima semana. O finlandês foi o centro de uma disputa salarial com a Lotus durante o fim de semana da etapa de Abu Dhabi, mas o imbróglio parecia resolvido, especialmente com a chegada do grupo de investidor árabe Quantum, que deve proporcionar uma grande injeção financeira no time chefiado por Eric Boullier.

Räikkönen sofreu com dores nas costas durante o fim de semana da etapa de Cingapura e quase ficou de fora da corrida, mas agora o problema se agravou, e o piloto decidiu pela cirurgia. Ao invés de viajar para Austin, para a penúltima prova do Mundial no próximo domingo, Kimi vai a Salzburg, na Áustria, para operar as costas.

Em declaração ao site da revista inglesa 'Autosport', Steve Robertson, empresário do piloto da Lotus, confirmou que a campanha 2013 do Räikkönen chegou ao fim, porque se estima que o período de recuperação seja de quatro semanas.

A ideia inicial para a cirurgia, ainda de acordo com Roberston, era a de realizá-la depois do fim do campeonato, mas existia a chance de prejudicar o início dos trabalhos com a Ferrari, para onde o piloto volta em 2014.

"Em um mundo ideal, teria sido bom terminar a temporada com a Lotus. No entanto, devido à dor severa pela qual Kimi está passando, infelizmente não será possível", informou o agente do nórdico à publicação inglesa.

Ainda não está claro como a ausência de Räikkönen vai interferir em seus problemas financeiros com a Lotus, especialmente diante do iminente acordo da equipe com o grupo de investidores Quantum.

O time preto e dourado agora tem apenas alguns dias para decidir quem entrará no lugar do finlandês na prova norte-americana e na corrida em Interlagos, no fim de novembro. Davide Valsecchi, campeão da GP2 em 2012, é o reserva da escuderia.