F1
27/05/2017 10:15

Räikkönen tira zica e acaba com maior jejum da história da F1 entre duas poles: quase nove anos

Kimi Räikkönen enfim vai voltar a alinhar na pole-position em uma corrida de F1. A espera foi longa, a maior de todas. Com a melhor marca conquistada neste sábado em Mônaco, o finlandês acaba com um jejum que já durava quase nove anos
Warm Up
EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba
VICTOR MARTINS, de São Paulo
 

Enfim, Kimi Räikkönen espantou a zica e se livrou de um incômodo jejum que já durava quase nove anos. O finlandês da Ferrari conquistou o direito de voltar a alinhar na posição de honra do grid da F1 neste sábado (27) no treino classificatório do GP de Mônaco, a sexta etapa da temporada. Räikkönen não largava da pole-position desde o GP da França de 2008, disputado no dia 21 de junho. A prova daquele ano em Magny-Cours também marcou a então última vez em que a Ferrari alinhava seus dois carros na primeira fila do grid, jejum que foi quebrado por Sebastian Vettel e Räikkönen no último GP da Rússia.
 
Ainda, Kimi é o piloto que mais tempo levou na história do Mundial para cravar uma pole novamente: 8 anos, 11 meses e seis dias ou 3.262 dias. Antes do nórdico, Mario Andretti era quem guardava a ingrata marca. O pai de Michael Andretti havia levado 8 anos e 18 dias entre as poles do GP dos EUA de 1968 e o do Japão de 1976.
 
Naquele longínquo 2008, Räikkönen defendia o título conquistado um ano antes em uma temporada em que a Ferrari também vinha forte, na luta contra a McLaren, especialmente. E em Magny-Cours – oitava etapa daquele campeonato —, o ferrarista cravou 1min16s449 para ficar com a primeira posição do pelotão.

A marca foi apenas 0s041 mais veloz do que a registrada por Felipe Massa, que alinhou ao lado do então companheiro de Ferrari, depois de ter sido o mais rápido nas duas primeiras partes da classificação. A pole também foi a de número 200 da equipe italiana. 
Kimi Räikkönen celebra pole em Magny-Cours (Foto: Ferrari)

A corrida, entretanto, foi nada do que esperava Kimi. O finlandês liderou boa parte da corrida, registrando, inclusive, a volta mais rápida da prova, mas teve seu rendimento comprometido após sofrer uma falha do sistema de escapamento, o que permitiu a Massa pular para a ponta e vencer a corrida francesa, assumindo a liderança do Mundial. Ainda assim, Räikkönen cruzou a linha de chegada na segunda posição.

Agora, o campeão de 2007 tem a chance de voltar a vencer na F1 ao sair da pole no Principado. Räikkönen terá a seu lado na primeira fila o companheiro, Sebastian Vettel, que lidera também o campeonato.

O GP de Mônaco, sexta etapa da temporada 2017 do Mundial de F1, acontece neste domingo (28), e o GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades em Sóchi AO VIVO e em TEMPO REAL.
GENIAL, ALONSO FOI ESPETACULAR NA CLASSIFICAÇÃO EM INDIANÁPOLIS E ENTRA NO PÁREO PELA VITÓRIA

Últimas Notícias
sábado, 20 de janeiro de 2018
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Nascar
F1
F1
F1
Rali
Rali
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook