F1
26/08/2016 13:29

Red Bull aproveita 'refresco' da Mercedes para fazer dobradinha com Verstappen na frente do TL2 na Bélgica

A Mercedes preferiu não forçar o ritmo neste segundo treino livre do GP da Bélgica. Aí a segunda força do grid aproveitou para liderar a sessão desta tarde em Spa-Francorchamps, com direito a dobradinha: Max Verstappen, correndo em casa — o holandês vive na Bélgica e tem torcida maciça neste fim de semana —, liderou, seguido por Daniel Ricciardo. Nico Hülkenberg fechou o top-3. Os brasileiros foram mal
Warm Up
FERNANDO SILVA, de Sumaré

A Mercedes preferiu não mostrar todo o seu potencial neste segundo treino livre do GP da Bélgica de F1. Diferente da primeira sessão, pela manhã desta sexta-feira (26), quando liderou com folga pelas mãos de Nico Rosberg, no período da tarde o time que vem dominando a F1 nos últimos anos optou por trabalhar no desempenho do seu carro em ritmo de corrida tanto com Rosberg como com Lewis Hamilton. As melhores marcas foram alcançadas com pneus macios, no caso de Rosberg, e Hamilton o fez com os pneus experimentais, testados pela Pirelli neste fim de semana. Assim, sem a oposição direta da Mercedes, levou melhor a atual segunda força do grid, a Red Bull, e com direito a dobradinha.

Max Verstappen, que corre praticamente em casa neste fim de semana — o holandês é belga de nascimento, vive no país e conta com uma torcida maciça neste fim de semana — anotou 1min48s085 usando pneus supermacios. O piloto taurino foi 0s256 mais rápido que seu companheiro de equipe, Daniel Ricciardo, que manteve o bom desempenho do RB12 em Spa-Francorchamps. A terceira colocação ficou com Nico Hülkenberg, que comprovou a ótima forma da Force India, que já havia andado muito bem pela manhã, quando colocou Sergio Pérez em quarto.

O quarto colocado do período da tarde foi Sebastian Vettel, que foi 0s938 mais lento que Verstappen. O alemão foi seguido justamente por Pérez, enquanto a melhor Mercedes da sessão foi a de Rosberg, em sexto. Kimi Räikkönen veio na sequência, à frente de Romain Grosjean e de Jenson Button. Esteban Gutiérrez voltou a repetir o décimo lugar da manhã e colocou a segunda Haas no top-10 desta tarde na Bélgica. Hamilton, depois de a Mercedes trocar de novo o MGU-H — sistema de reaproveitamento de energia — e o turbcompressor, já sabe que vai perder 30 posições no grid, largando no fim da fila. Quem brilhou nesta tarde foi Pascal Wehrlein, que aferiu o 11º tempo com o carro da Manor, uma colocação pra lá de surpreendente.

Já os brasileiros foram mal, bem mal. Felipe Massa foi apenas o 17º, enquanto Felipe Nasr, que começou bem o treino com sua Sauber, fechou em último lugar.
VIVA O MUNDIAL DA F1 DE PERTO

Saiba como foi o segundo treino livre do GP da Bélgica

A tarde em Spa-Francorchamps começou com muito calor dentro e fora da pista. Os termômetros indicavam 31ºC de temperatura ambiente no início de um segundo treino livre que contou desde seu princípio com muitos carros deixando os boxes. A McLaren conseguiu trabalhar duro para colocar Alonso na pista depois que o espanhol ficou de fora do primeiro treino e teve de fazer a troca de motor — perdendo 35 posições no grid, tendo a certeza de que vai largar em último no domingo.

Hamilton também começou o segundo treino ciente de que perderia não apenas 15 posições, mas 30, uma vez que a Mercedes voltou a trocar o MGU-H e também o turbocompressor da sua unidade de potência. A Mercedes também optou por colocar o quinto motor de combustão interna ICE no seu motor.
Kimi Räikkönen chegou a liderar a sessão no começo da tarde em Spa (Foto: Ferrari/Twitter)
Lá na pista, os primeiros pilotos marcavam suas voltas rápidas. Valtteri Bottas liderava provisoriamente a tabela de tempos ao anotar 1min50s412 usando pneus macios, seguido por Kevin Magnussen e por um surpreendente Esteban Ocon, que ficou à frente de Pascal Wehrlein, seu companheiro de Manor no treino da manhã. Mas durou pouco a liderança da Williams, já que pouco depois Räikkönen colocou a Ferrari na frente. Com 1min49s815, o finlandês se colocou na ponta da tabela, seguido por Daniel Ricciardo, 0s257 atrás.

Mas a liderança de Kimi não durou muito tempo. Lewis Hamilton, em sua primeira volta rápida, não teve dificuldades para colocar a Mercedes na ponta ao cravar 1min49s782. Nico Rosberg completou um stint de cinco voltas e estava em sétimo, mas havia feito seu primeiro trecho usando pneus médios, enquanto o britânico usou os compostos macios.

Pouco depois, Jolyon Palmer enfrentou problemas com seu Renault, que ficou parado na área de escape, em um ponto perigoso. Aí a direção de prova acionou o safety-car virtual até que o britânico conseguisse ligar novamente o carro e voltar ao seu ritmo normal de treino. Por outro lado, a Sauber dava sinais de recuperação com seu novo pacote de atualizações. Felipe Nasr vinha em 13º após um stint com pneus macios. Já Felipe Massa aparecia em décimo lugar.
A tarde em Spa-Francorchamps foi de muito calor (Foto: Williams/Twitter)
Ainda antes da primeira meia hora de sessão, Esteban Ocon foi o primeiro a acelerar em Spa-Francorchamps com os pneus supermacios. O francês anotou o nono tempo provisório. Outro que havia melhorado bem sua marca era Räikkönen, que encostou em Hamilton e subiu para segundo, também com os supermacios. E Hamilton só durou na ponta até o fim da primeira meia hora. Aí Ricciardo fez uma volta voadora para registrar 1min49s133 e subir para a ponta, sendo seguido pelo seu companheiro de equipe, Max Verstappen, os dois usando pneus macios.

Mas durou muito pouco a liderança da Red Bull. Isso porque os dois carros da Force India assumiram a ponta. Primeiro foi Sergio Pérez, que registrou 1min49s100 , em seguida, foi a vez de Nico Hülkenberg melhorar a marca do mexicano em 0s443. Os dois usavam pneus supermacios, assim como Vettel, que ao fim da sua volta passou 'Checo' para assumir o segundo lugar.

A Mercedes, sem necessidade de se impor na tabela de tempos, deu sequência aos trabalhos com pneus médios. Hamilton relatava uma pequena vibração durante suas voltas rápidas em Spa-Francorchamps. Já a Manor continuava trabalhando com os supermacios e mostrava boa performance: Pascal Wehrlein subia para o oitavo lugar provisório ao anotar 1min49s716.
A Mercedes dedicou boa parte do seu trabalho aos pneus médios nesta tarde (Foto: Beto Issa)
A performance da Red Bull comprovadamente era melhor em Spa em relação ao treino da manhã. Tanto que Ricciardo, já com os pneus supermacios, subia de novo para a liderança com 1min48s341. A força taurina se comprovou pouco depois com Verstappen, que passou Ricciardo para virar o novo ponteiro da sessão da tarde na Bélgica, 0s256 mais rápido que o australiano.

E Max continuou na frente no terço final da sessão em Spa. As equipes programaram simulações em ritmo de corrida, de modo que os tempos variaram muito pouco. A Mercedes ainda tinha ritmo para mostrar com pneus macios. E o time prateado liberou seus pilotos para um stint final nesta tarde com os compostos amarelos, mas apenas para avaliar novamente a performance com tanque cheio. Assim, a liderança da sessão ficou mesmo com a Red Bull, e com direito a dobradinha.



F1 2016, GP da Bélgica, Spa-Francorchamps, treino livre 2:

1 33 MAX VERSTAPPEN HOL RED BULL TAG HEUER 1:48.085   27
2 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL TAG HEUER 1:48.341 +0.256 27
3 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:48.657 +0.572 30
4 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:49.023 +0.938 27
5 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:49.100 +1.015 27
6 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:49.161 +1.076 33
7 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:49.244 +1.159 30
8 8 ROMAIN GROSJEAN FRA HAAS FERRARI 1:49.419 +1.334 20
9 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:49.419 +1.334 23
10 21 ESTEBAN GUTIÉRREZ MEX HAAS FERRARI 1:49.648 +1.563 23
11 94 PASCAL WEHRLEIN ALE MANOR MERCEDES 1:49.716 +1.631 31
12 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:49.772 +1.687 30
13 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:49.782 +1.697 33
14 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO FERRARI 1:49.916 +1.831 25
15 9 MARCUS ERICSSON SUE SAUBER FERRARI 1:50.083 +1.998 27
16 77 VALTTERI BOTTAS FIN WILLIAMS MERCEDES 1:50.151 +2.066 19
17 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:50.157 +2.072 29
18 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO FERRARI 1:50.194 +2.109 25
19 20 KEVIN MAGNUSSEN DIN RENAULT 1:50.375 +2.290 34
20 30 JOLYON PALMER ING RENAULT 1:50.562 +2.477 32
21 31 ESTEBAN OCON FRA MANOR MERCEDES 1:50.659 +2.574 25
22 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:50.719 +2.634 24
               
RECORDE JARNO TRULLI ITA TOYOTA 1:44.503 29/08/2009  

PADDOCK GP #43 DEBATE INDY E MOTOGP E FAZ PRÉVIA DA F1



Últimas Notícias
sexta-feira, 20 de abril de 2018
MotoGP
Stock Car
Indy
MotoGP
Indy
Stock Car
MotoGP
MotoGP
F1
F1
MotoGP
Copa Truck
Stock Car
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook