F1
16/06/2016 14:55

Ricciardo minimiza desobediência de Verstappen em Montreal e diz que “chance foi perdida” com safety-car virtual

Daniel Ricciardo minimizou a desobediência de Max Verstappen a uma orientação da Red Bull durante o GP do Canadá. Australiano avaliou que safety-car virtual atrapalhou a estratégia do time
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Daniel Ricciardo (Foto: Mark Thompson/Getty Images)
Daniel Ricciardo tratou logo de minimizar os rumores sobre um conflito com Max Verstappen. Os boatos surgiram após o caçula da F1 desobedecer a uma orientação da Red Bull durante o GP do Canadá.
 
Na prova de Montreal, Ricciardo vinha atrás do companheiro de equipe e afirmou pelo rádio que estava sendo segurado por Verstappen. Max, no entanto, manteve a posição. Pouco depois, o safety-car virtual acabou atrapalhando o australiano, que não conseguiu aquecer devidamente os pneus.
Daniel Ricciardo descartou problema com Max Verstappen após GP do Canadá (Foto: Dan Istitene/Getty Images)
Ainda assim, Ricciardo garante que não tem nenhum problema com o companheiro de Red Bull. Sétimo em Montreal, Daniel avaliou que sua performance na prova teve relação com a perda de aderência resultante da proximidade com Verstappen, mas minimizou a desobediência do holandês.
 
“Nós conversamos e eu estava falando pelo rádio, não estava ficando irritado nem nada, estava apenas dizendo que com ar limpo eu poderia ser mais rápido e, obviamente, você está basicamente dizendo ao time que acha que é mais rápido que o carro da frente, então, algumas voltas depois, eu disse: ‘Max também entendeu a mensagem de que ele está te segurando um pouco’”, contou. “Acho que o plano era inverter os carros ou, pelo menos, que ele facilitasse a minha vida se eu me aproximasse dele, e aí o safety-car virtual apareceu e isso realmente não fez as coisas acontecerem”, seguiu.
 
“Na relargada, eu realmente não estava tão rápido. Eu diria que, provavelmente quando me aproximei do Max, os pneus dianteiros sofreram um pouco e aí, na relargada, eles foram bem lentos para aquecer, levou um tempo para eu fazê-los funcionar outra vez”, explicou. “Digamos que a oportunidade foi perdida. Algumas coisas na corrida não funcionaram do meu jeito, mas é assim que é, é desse jeito. Acho que esse fim de semana nós vamos conseguir colocar tudo junto”, completou.
PADDOCK GP #33 ANALISA GP DO CANADÁ E FAZ PRÉVIA DO GP DA EUROPA