F1
16/07/2017 10:28

Soberano, Hamilton lidera de ponta a ponta, vence com folga na Inglaterra e vê Vettel fora do pódio

Diante da sua torcida, Lewis Hamilton não deu a menor chance aos rivais e venceu fácil em Silverstone, igualando o lendário Jim Clark e Alain Prost, com cinco triunfos na Inglaterra. Kimi Räikkönen terminou em terceiro e foi a única Ferrari no pódio, enquanto Valtteri Bottas superou Räikkönen e Sebastian Vettel, os dois com problemas nos pneus. Felipe Massa foi o décimo
Warm Up / FERNANDO SILVA,  de Sumaré
 Lewis Hamilton (Foto: AFP)


Lewis Hamilton viveu um fim de semana de sonho em Silverstone. Diante da sua torcida, quebrou o recorde da pista no traçado atual no sábado e, para coroar de êxito a jornada em casa, cravou uma vitória categórica. De ponta a ponta, o tricampeão do mundo venceu pela quinta vez o GP da Inglaterra e igualou duas lendas da F1: Jim Clark e Alain Prost. De quebra, ainda viu a diferença para o grande rival na luta pelo título, Sebastian Vettel, diminuir de forma significativa, para apenas um ponto (177 a 176).

Valtteri Bottas, com uma estratégia que se mostrou bem-sucedida, passou Vettel e no fim e garantiu um bom segundo lugar depois de ter largado em nono e passar também Kimi Räikkönen, os dois pilotos da Ferrari com problemas nos pneus. Mesmo tendo de fazer um pit-stop extra, Kimi ainda conseguiu terminar em terceiro, à frente de Max Verstappen. Daniel Ricciardo, depois de largar na última fila, fechou em quinto.

Sebastian Vettel, depois de ter o pneu furado na volta final, quando se encaminhava para terminar no pódio, ainda conseguiu salvar o sétimo lugar, atrás de Nico Hülkenberg e à frente de Esteban Ocon e Sergio Pérez, da Force India. Felipe Massa foi o décimo.
Lewis Hamilton sobrou e venceu fácil o GP da Inglaterra neste domingo (Foto: AFP)
Saiba como foi o GP da Inglaterra de F1

Antes mesmo da largada, um dos donos da casa ficou pelo caminho. Em péssima fase, Jolyon Palmer sofreu uma pane em sua Renault e teve de encostar na curva Stowe na volta de apresentação. Assim, a direção de prova precisou fazer um novo procedimento de largada para remover o carro do britânico. Quando a corrida começou pra valer, Hamilton partiu na frente e Räikkönen manteve o segundo lugar. Verstappen conseguiu passar Vettel, que tinha sua Ferrari soltando fumaça antes do apagar das luzes vermelhas.

Hülkenberg mostrou serviço e conseguiu se manter em quinto, apesar dos ataques de Ocon, que superou Pérez. O mexicano caiu de sexto para oitavo, sendo superado também por Bottas. E ainda na primeira volta, que teve Massa subindo para décimo, teve fogo nada amigo na Toro Rosso: Daniil Kvyat acertou o carro do seu companheiro de equipe, Carlos Sainz, que teve de abandonar. O acidente levou a direção de prova a acionar o safety-car.

O safety-car voltou ao pit-lane no fim da quarta volta. Hamilton não teve problemas para manter a liderança. Aliás, todas as posições no rol dos dez primeiros foram mantidas. Mais atrás, Ricciardo, que estava em 12º, caía para o fim da fila depois de ter cometido um erro. E Bottas passava Ocon na volta seguinte para assumir o sexto lugar.
Acertado por Kvyat, Sainz deixou a prova logo na primeira volta. Climão na Toro Rosso (Foto: Reprodução)
A corrida vinha em ritmo interessante, pelo menos no pelotão intermediário. 'Parceiros' na Sauber Marcus Ericsson e Pascal Wehrlein se estranhavam e tocavam roda, com o alemão levando a melhor no duelo. E Bottas já subia para quinto depois de passar Hülkenberg, outro que fazia uma boa prova. Fernando Alonso e Ricciardo, vindo de trás, disputavam a 13ª posição.

Hamilton, na volta 13, continuava sobrando e registrava seguidamente a melhor marca da prova, abrindo uma diferença segura de 4s para Räikkönen, enquanto Verstappen lidava com a pressão de Vettel na luta pelo quarto lugar. Os pilotos travaram um belíssimo duelo roda a roda, com a torcida britânica vibrando ao ver o holandês à frente. A disputa permitiu a Bottas chegar nos dois. Detalhe: o finlandês tinha pneus macios e contava com uma estratégia que indicava ser possível até um pódio.
Enorme disputa entre Vettel e Räikkönen em Silverstone (Foto: Reprodução)

Sem chance de passar Verstappen, Vettel antecipou seu primeiro pit-stop e colocou pneus macios na abertura da volta 19. O alemão voltou em sexto, atrás de Hülkenberg e à frente de Ocon. Max parou na volta seguinte e Bottas tinha pista livre depois de assumir o terceiro lugar. O trabalho da Red Bull foi pior que o da Ferrari, e o holandês retornou do pit-lane atrás de Vettel.

Com a parada de Kimi na volta 25, Bottas subiu para segundo. O 'Homem de Gelo' conseguiu voltar à frente de Vettel, mas com uma diferença bem menor, cerca de 4s. No giro seguinte, foi a vez do líder da prova trocar os supermacios pelos macios. Mas a vantagem era confortável o bastante para Hamilton voltar ainda em primeiro, com Bottas perto. Pouco depois, Kimi reclamava de alguma coisa solta dentro do cockpit, enquanto Kvyat enfrentava um problema na suspensão.

Massa estava em 11º, atrás dos dois carros da Force India, de Ocon e Pérez, que lutavam para chegar em Magnussen, oitavo. Ricciardo, que também ainda não tinha feito seu pit-stop, vinha em sexto, enquanto Alonso aparecia em 14º.
Fernando Alonso abandonou mais uma prova na temporada (Foto: McLaren)
Bottas finalmente fez seu pit-stop na volta 33, quando a Mercedes calçou seu carro #77 com pneus supermacios. Valtteri voltava em quarto, atrás de Vettel, mas por ter compostos mais rápidos, ainda tinha chance de lutar pelo pódio, apesar do tráfego à frente. Ricciardo também fazia sua parada na volta seguinte e retornava em décimo, enquanto Alonso deixava a prova. Novamente, pela falta de potência do motor Honda.

Ricciardo fazia grande corrida e subia para sétimo depois de passar as duas Force India e também Magnussen. Hamilton, por sua vez, seguia soberano na ponta, com quase 12s de frente para Räikkönen, enquanto Bottas lutava para se aproximar de Vettel e garantir um lugar no top-3, além de contribuir para Lewis reduzir a vantagem do alemão no Mundial.

Na volta 43, Bottas encostou de vez e colocou sua Mercedes lado a lado com a Ferrari do alemão. A primeira tentativa não deu certo, mas a ultrapassagem parecia questão de tempo. E aconteceu na volta seguinte, com a manobra sendo motivo de aplauso da torcida britânica. Nas voltas finais, porém, as duas Ferrari e Max Verstappen sofreram com problemas nos pneus. Primeiro foi Räikkönen, que teve de ir aos boxes para uma parada extra. Vettel assumiu a terceira posição, mas também teve um dos pneus furados. Assim, Bottas terminou mesmo em segundo, enquanto Kimi ainda conseguiu voltar para ser o terceiro. A jornada foi dura para Vettel, que terminou só em sétimo e viu a diferença para o triunfal Hamilton cair para apenas um ponto.

1   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes   51 voltas
2   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes +14.063  
3   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari +36.570  
4   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer +52.125  
5   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer +1:05.955  
6   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault +1:08.169  
7   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari +1.33.989  
8   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes +1 volta  
9   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes +1 volta  
10   19 Felipe MASSA BRA Williams Mercedes +1 volta  
11   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda +1 volta  
12   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari +1 volta  
13   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari +1 volta  
14   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari +1 volta  
15   26 Daniil KVYAT RUS Toro Rosso Renault +1 volta  
16   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes +1 volta  
17   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari +1 volta  
18   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda +17 voltas NC
19   55 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault +51 voltas NC
20   30 Jolyon PALMER ING Renault +51 voltas NL
               
               
Recorde Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:26.600 15/07/2017
Melhor volta Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:30.621 16/07/2017

MORBIDELLI VÊ ROSSI COMO INSPIRAÇÃO E DIZ QUE CONSELHO O TORNOU MAIS AGRESSIVO NAS CORRIDAS