F1
22/11/2016 11:22

Vaga de Nasr na Sauber para temporada 2017 tem briga entre quatro pilotos. E Wehrlein surge como favorito

Enquanto Felipe Nasr ainda espera uma definição do Banco do Brasil, Pascal Wehrlein agora surge como favorito ao segundo cockpit da Sauber para 2017. De acordo com informações da revista ‘Autosport’, o chefe da Mercedes, Toto Wolff, se encontrou com Monisha Kaltenborn, no Brasil, para tentar cavar um lugar para o alemão
Warm Up
Redação GP, de Curitiba
 

De repente, a segunda vaga na Sauber ganhou mais concorrentes. De acordo com matéria da revista inglesa 'Autosport', Pascal Wehrlein entrou agora para a lista da equipe suíça e é um dos favoritos para ocupar o cockpit ao lado de Marcus Ericsson para a temporada 2017 da F1.
 
 
A instituição financeira estatal ainda não revelou seus planos com relação ao apoio ao brasileiro, porém, de acordo com reportagem da ‘Folha de S. Paulo’ no fim de semana, o banco optou por não renovar seu vínculo com a Sauber, o que coloca em risco a permanência do brasiliense no campeonato.
Pascal Wehrlein virou o candidato mais forte à vaga de Felipe Nasr na Sauber (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Segundo a publicação britânica, com o atraso da decisão do Banco do Brasil, Nasr caiu de posição na lista do time suíço, enquanto Wehrlein cresceu na preferência, apoiado pela Mercedes. Ainda, o chefe Toto Wolff teve um encontro, em Interlagos, com Kaltenborn, na tentativa de costurar um acordo para a contratação do jovem alemão.
 
Wehrlein se disse bastante desapontado com a decisão da Force India em fechar acordo com Esteban Ocon, seu atual companheiro na Manor. O francês foi o escolhido para substituir Nico Hülkenberg, que, por sua vez, vai defender a Renault no próximo ano.
 
Além de Pascal, o indonésio Rio Haryanto também está atrás da vaga da Sauber, assim como o mexicano Esteban Gutiérrez, que foi dispensado da Haas neste mês. Entende-se, entretanto, que Gutiérrez seja o piloto com menos chances na equipe de Hinwil.
 
Nasr segue tendo um bom relacionamento na Sauber e é seu desejo continuar no time. O brasileiro é o responsável pelos dois pontos conquistados pela esquadra neste ano, com o nono lugar no GP do Brasil. Se a escuderia mantiver a atual posição no Mundial de Construtores, o décimo lugar deve garantir uma premiação de aproximadamente US$ 20 milhões (cerca de R4 68 milhões). 
 
Também em Interlagos, a chefe da Sauber afirmou que a intenção da equipe é anunciar o segundo nome para 2017 antes do fim da temporada. A F1 disputa neste fim de semana, em Abu Dhabi, a derradeira prova do campeonato. 


Últimas Notícias
segunda-feira, 25 de junho de 2018
Mitsubishi
F1
Nascar
Motociclismo
F1
F2
F1
F1
domingo, 24 de junho de 2018
F1
Indy
Indy
F1
Indy
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook