F1
13/07/2017 13:24

Vettel é escolhido para conduzir primeiro teste de pista e guia Ferrari com Shield no TL1 do GP da Inglaterra

A FIA vai testar o Shield – novo elemento que tem como objetivo ampliar a segurança do piloto dentro do cockpit – nesta sexta-feira (14) em Silverstone. E Sebastian Vettel e a Ferrari foram os escolhidos para o primeiro contato com o recurso
Warm Up
Redação GP, de Curitiba

Sebastian Vettel vai ser o primeiro piloto do grid da F1 a testar o Shield, a nova solução da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) para ampliar a proteção do cockpit dos carros. O tetracampeão vai começar a avaliação da peça nesta sexta-feira (14), durante os minutos iniciais da primeira sessão de treinos livres do GP da Inglaterra, em Silverstone.
 
"Vou testá-lo amanhã e veremos por quanto tempo", disse o líder do campeonato aos jornalistas nesta quinta-feira. "Eu vi no computador, mas não a peça real. Na verdade, vou ver só mais tarde. Então, teremos de esperar pelo treino de amanhã", completou.
Sebastian Vettel vai ser o primeiro a testar Shield na F1 (Foto: Ferrari)

A FIA vem trabalhando em uma série de alternativas para proteger a cabeça do piloto dentro do habitáculo em forma de evitar acidentes como os que aconteceram com Felipe Massa, em 2009, Jules Bianchi, em 2015, e Justin Wilson, na Indy. A ideia é que o Shield possa substituir o Halo, elemento que tinha a preferência até então da entidade.
 
Na verdade, o progresso do Shield avançou mais rapidamente do que o imaginado inicialmente, abrindo caminho para um teste neste mês de julho. A proteção vem sendo desenvolvida pela empresa italiana Isoclima, que também trabalha com outros campeonatos. A FIA espera lançar mão do elemento já a partir de 2018. 

Só que alguns chefes da F1 já se preocupam com os prazos para a introdução do elemento. Christian Horner, chefe de equipe da Red Bull, contesta os prazos dados pela FIA e entende que é preciso uma quantidade maior de testes com o Shield e introduzir nos carros só em 2019, tendo assim mais tempo para desenvolver a peça com base no feedback dos pilotos. “Há todo o tipo de questão a respeito. Não tenho certeza de que o Shield tenha passado pela mesma quantidade de testes que o Aeroscreen e o Halo, e o efeito catastrófico [no caso de grandes peças acertando o dispositivo] tem de ser levado em consideração”, alertou o dirigente em entrevista publicada pela revista ‘Autosport’. 

A Ferrari já instalou o Shield em seu carro durante a tarde desta quinta-feira. 
A Ferrari instalou o Shield nesta quinta-feira no carro de Sebastian Vettel (Foto: Reprodução/Twitter)
A Ferrari instalou o Shield nesta quinta-feira no carro de Sebastian Vettel (Foto: Reprodução/Twitter)
MORBIDELLI VÊ ROSSI COMO INSPIRAÇÃO E DIZ QUE CONSELHO O TORNOU MAIS AGRESSIVO NAS CORRIDAS


Últimas Notícias
domingo, 24 de junho de 2018
F1
Indy
Indy
F1
Indy
F1
F1
F3
Indy
F1
F1
F1
F1
F1
Indy
Galerias de Imagens
Facebook