F1
29/07/2017 10:00 - Atualizada 29/07/2017 11:39

Vettel ensaia reação após revés na Inglaterra, bate rival Hamilton e crava pole do GP da Hungria

Sebastian Vettel comprovou o bom desempenho exibido pela Ferrari nos treinos livres e garantiu a pole-position do GP da Hungria. De quebra, conseguiu uma grande vitória perante o rival, Lewis Hamilton, na tentativa de se recuperar do revés sofrido na Inglaterra. Substituto de Felipe Massa, Paul di Resta ainda superou uma Sauber e vai largar em 19º
Warm Up, de Hungaroring
FERNANDO SILVA, de Sumaré

Sebastian Vettel impediu a festa de Lewis Hamilton na Hungria e, duas semanas depois de sofrer um duro revés no GP da Inglaterra, vai largar na pole-position do GP da Hungria, última etapa da temporada da F1 antes das férias de verão. Com direito a novo rercorde da pista na tarde deste sábado (29), 1min16s276, o tetracampeão garantiu uma posição crucial para lutar pela vitória neste domingo na luta contra o rival para seguir na ponta do Mundial de Pilotos.

Hamilton, aliás, dececpionou. O maior vencedor do GP da Hungria não conseguiu andar bem em praticamente momento algum do fim de semana, em que pese ter feito um bom tempo no Q2. No fim, o tricampeão foi superado por Kimi Räikkönen, que completou a dobradinha da Ferrari na Hungria, enquanto Valtteri Bottas completou o top-3. Hamilton vai largar apenas em quarto, enquanto Max Verstappen fecha o top-5. Daniel Ricciardo larga em sexto, enquanto Nico Hülkenberg, punido em cinco posições, vai partir em P12. Outro punido, por obstruir a passagem de Lance Stroll, foi Daniil Kvyat, que perdeu três colocações e vai largar em 16º.

Aniversariante do dia, Fernando Alonso parte assim na sétima posição, seguido pelo companheiro de McLaren, Stoffel Vandoorne. Carlos Sainz e o contestado Jolyon Palmer completam a quinta fila do grid.

Substituto de Felipe Massa no cockpit da Williams, Paul di Resta não fez feio. Chamado de última hora, o escocês ainda superou uma Sauber e vai largar em 19º no seu retorno à F1 quase quatro anos depois da última largada no Mundial, no GP do Brasil de 2013.

O GP da Hungria acontece neste domingo às 9h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO, em TEMPO REAL e 'in loco' com o jornalista Flavio Gomes no circuito e Hungaroring.
Sebastian Vettel vai largar na pole-position do GP da Hungria (Foto: AFP)
Saiba como foi o treino classificatório do GP da Hungria

Fora da sequência do fim de semana do GP da Hungria em razão de uma labirintite viral, Felipe Massa deu lugar a Paul di Resta no cockpit da Williams. O escocês era o grande foco da transmissão oficial da F1 no começo da sessão antes de cumprir uma grande missão, já que, até então, jamais havia pilotado o FW40, apenas feito testes no novo carro em trabalhos no simulador.

A sessão começou bem intensa, com a dupla da Mercedes marcando os primeiros tempos do Q1. Hamilton anotou 1min17s905, marca ainda muito distante do 1min17s017, novo recorde estabelecido durante a manhã por Sebastian Vettel. Mas a Ferrari deu o troco em seguida ao encaixar Räikkönen em primeiro com 1min17s382, seguido de perto pelo tetracampeão. Na segunda volta rápida, Vettel tomou a ponta, com Kimi e Hamilton vindo na sequência.

Com um carro que costuma andar bem na Hungria, Verstappen pulou para segundo e ficou a apenas 0s022 do tempo de Vettel. Nico Hülkenberg andava bem também, em sétimo, seguido de perto por Alonso, outro que encaixava um fim de semana muito bom até o momento em Budapeste.
Paul di Resta não fez feio em seu retorno à F1 neste sábado (Foto: Williams/Twitter)
Di Resta não fez feio e até superou o tempo de Marcus Ericsson, mas a falta de prática com o novo carro pesou. Assim, o escocês foi eliminado do Q1, embora tenha feito tempo dentro do limite de 107%. Além do reserva da Williams, foram eliminados Pascal Wehrlein, Ericsson, Lance Stroll (só 0s7 mais rápido que Di Resta) e Kevin Magnussen. Sergio Pérez, da Force India, escapou por um detalhe da eliminação. O mexicano fez o mesmo tempo do piloto da Haas, mas passou ao Q2 por ter feito primeiro a sua marca.

O Q2 começou com o confronto direto entre Mercedes e Ferrari. Hamilton chegou a colocar seu carro prateado na ponta com 1min17s194, mas Vettel acabou com a festa do rival ao quebrar o próprio recorde: 1min16s802. Räikkönen vinha em terceiro, seguido por Bottas, enquanto Ricciardo fechava o top-5. Até que Verstappen, novamente como fizera no Q1, encaixou outra grande volta e voltou ao segundo lugar, 0s226 atrás da marca de Vettel, que despontava como favorito à pole.
Fernando Alonso voltou a colocar a McLaren no Q3, assim como Stoffel Vandoorne (Foto: McLaren)
Hülkenberg continuava com um ótimo desempenho na pista e alcançava a sexta posição, superando até Daniel Ricciardo. Alonso e Vandoorne se encaixavam ali no top-10, enquanto a briga pela última vaga no Q3 ficava entre Esteban Ocon, Jolyon Palmer e Carlos Sainz. Daniil Kvyat, Romain Grosjean e Sergio Pérez, com uma Force India que ainda não se achou na Hungria, estavam na bolha entre os eliminados da sessão.

Lá na frente, porém, nada estava definido. Porque Hamilton estava disposto a mostrar a força da Mercedes e garantir a pole 68 a carreira. Assim, o britânico voltou à pista para mais uma tentativa de volta rápida e bateu Vettel ao cravar 1min16s693. Bottas, por sua vez, não conseguiu melhorar sua posição e seguiu em quinto. Entre os 'ceifados', caíram Palmer, Ocon, Kvyat, Pérez e Grosjean. A dupla da McLaren conseguiu avançar ao Q3, assim como Carlos Sainz.

No começo do Q3, Hamilton errou em sua tentativa de volta rápida, enquanto Vettel fez o contrário e cravou o novo recorde de Hungaroring ao passar em 1min16s276. Bottas aparecia em segundo, 0s355 atrás do alemão, seguido por Verstappen, Ricciardo e Räikkönen. Lewis, assim, tinha duas chances para tentar evitar a pole do rival na Hungria.

O tricampeão do mundo bem que tentou, mas não conseguiu pasar o alemão na primeira volta, ficando bem atrás. No fim das contas, Vettel confirmou a pole-position na Hungria com 1min16s276, com Räikkönen em segundo, completando a dobradinha da Ferrari. Bottas em terceiro e Hamilton apenas em quarto, dececpionando quem esperava vê-lo igualar o recorde de poles de Michael Schumacher na F1.

F1 2017, GP da Hungria, Hungaroring, grid de largada: 

1   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari   1:16.276    
2   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari   1:16.444 +0.168  
3   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes   1:16.530 +0.254  
4   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes   1:16.693 +0.417  
5   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer   1:16.797 +0.521  
6   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer   1:16.818 +0.542  
7   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Honda   1:17.549 +1.273  
8   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Honda   1:17.894 +1.618  
9   55 Carlos SAINZ JR ESP Toro Rosso Renault   1:18.311 +2.035  
10   27 Jolyon PALMER ING Renault   1:18.415 +2.139  
11   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes   1:18.495 +2.219  
12   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault P+5 1:17.468 +1.192  
13   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes   1:18.639 +2.363  
14   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari   1:18.771 +2.495  
15   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari   1:19.095 +2.819  
16   26 Daniil KVYAT RUS Toro Rosso Renault P+3 1:18.538 +2.262  
17   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes   1:19.102 +2.826  
18   94 Pascal WEHRLEIN ALE Sauber Ferrari   1:19.839 +3.563  
19   40 Paul DI RESTA ESC Williams Mercedes   1:19.868 +3.592  
20   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari   1:19.972 +3.696  
          Tempo 107%   1:21.615 +5.339  
                   
Recorde Sebastian VETTEL ALE Ferrari   1:16.276 29/07/2017  
Melhor volta Michael SCHUMACHER ALE Ferrari   1:19.071 15/08/2004  

CASO VÁ BEM EM TESTE, KUBICA DEVE VIRAR TITULAR DA RENAULT JÁ A PARTIR DO GP DA BÉLGICA


Últimas Notícias
domingo, 21 de janeiro de 2018
Indy
F1
Rali
Rali
F1
sábado, 20 de janeiro de 2018
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Rali
Nascar
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook