F1
19/05/2017 14:56

Wehrlein revela que Sauber imaginou que retorno às corridas seria apenas no GP da Espanha: “Para mim, não fazia sentido”

Alemão sofreu grave acidente durante Corrida dos Campeões, em Janeiro. Por esse motivo, o piloto precisou se retirar do GP da Austrália e a equipe suíça pensou que ele ficaria de fora até a corrida em Barcelona
Warm Up
Redação GP, de Jacareí
 
Em Janeiro de 2017, Pascal Wehrlein sofreu um grave acidente na Corrida dos Campeões, realizada nos Estados Unidos. Como resultado, o piloto machucou as costas e na primeira corrida da temporada, na Austrália, deixou o carro depois dos treinos, sentindo desconforto ao guiar os exigentes carros da F1. A Sauber contou com os trabalhos de Antonio Giovinazzi por duas provas. O alemão só retornou ao cockpit no GP do Bahrein, mas antes disso, o time suíço achou que ele ficaria de fora por um total de quatro provas, como revelou o piloto ao ‘Motorsport.com’.
 
“A equipe achou que a minha primeira corrida seria em Barcelona. Para mim, isso não fazia sentido. Eu não poderia acreditar que teria que pular quatro corridas, então eu disse: antes de Barcelona”, disse.
Pascal Wehrlein (Foto: Sauber)

Todo o período de fisioterapia do piloto alemão foi junto do experiente Josef Leberer. Para Wehrlein, Josef foi fundamental para tornar possível seu retorno às pistas antes de quatro corridas e deve à ele sua rápida recuperação..
 
“Quando ele me disse coisas como que Barcelona seria minha primeira corrida, para mim foi uma grande motivação em dizer: ‘Não, não é Barcelona, é antes de Barcelona’. E Então para provar para eles que eu estava fazendo tudo certo. Eu me dediquei muito para voltar antes do que isso, e foi uma grande motivação para mim. Claro que ele me ajudou em tudo que pode com toda sua experiência. Acho que sem o suporte dele, eu provavelmente não estaria de volta ainda”, exaltou o alemão.
 
E está conseguindo provar isso nas pistas também. Logo em sua primeira corrida na temporada, no GP do Bahrein, o alemão conseguiu, até aquele momento, seu melhor resultado com um 11º lugar. Duas corridas depois, no GP da Espanha, Wehrlein pontuou pela segunda vez na carreira e conseguiu o melhor resultado de sua carreira na F1 com um oitavo lugar. A posição também foi a melhor da Sauber neste ano.
 
“Estou concentrado em todas as corridas com o máximo que eu posso fazer, o máximo de desempenho. Estou me sentindo muito feliz com o carro e na equipe. Está tudo bem”, completou.
 
MENINO THOMAS MOSTRA LADO HUMANO DA F1 E AQUECE ATÉ CORAÇÃO DO ‘HOMEM DE GELO’ RÄIKKÖNEN



Últimas Notícias
domingo, 25 de fevereiro de 2018
Nascar
F1
F1
F1
Endurance
Nascar
F1
F1
F1
MotoGP
F1
F1
Superbike
F1
Copa Grande Prêmio
Galerias de Imagens
Facebook