Indy
23/04/2017 14:35

Diretor da McLaren revela que Alonso vai ter De Ferran como 'professor' nas 500 Milhas de Indianápolis

Zak Brown, diretor-executivo da McLaren, afirmou durante a primeira entrevista coletiva dele e de Fernando Alonso nos Estados Unidos que Gil de Ferran, duas vezes campeão da Indy e vencedor das 500 Milhas de Indianápolis em 2003, será uma espécie de mestre de Alonso em Indianápolis
Warm Up
PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
 

A chegada oficial de Fernando Alonso aos Estados Unidos para assuntos ligados às 500 Milhas de Indianápolis aconteceu no começo da tarde desta domingo (23) com a entrevista coletiva realizada por Alonso e Zak Brown, o diretor-executivo da McLaren. Tudo isso no circuito de Barber, no estado norte-americano do Alabama. E durante a entrevista, Brown revelou mais uma das muitas novidades que a tradicional esquadra inglesa tem apresentado: Gil de Ferran, vencedor da Indy 500 e um dos pilotos brasileiros de maior sucesso nos Estados Unidos, será uma espécie de professor de Fernando na aprendizagem em Indianápolis.
 
Brown não deu muitos detalhes ainda, mas soltou a notícia durante a coletiva. De Ferran é bicampeão da Indy, além de vencedor das 500 Milhas em 2003. E agora irá trabalhar quase que como um guia de alguém que também é bicampeão: só que da F1. "Trouxemos Gil de Ferran para ajudar Fernando a conhecer bem Indianápolis", contou durante a entrevista.

Depois, Brown explicou que a falta de capacidade para lutar por vitórias na F1 em 2017 fez com que Alonso, McLaren e Honda se vissem numa posição incomum. A da possibilidade de fazer algo como permitir que o piloto-estrela da equipe perdesse uma das provas mais tradicionais do Mundial para correr em outra equipe, noutra categoria. No fim das contas, ninguém está insatisfeito.
Fernando Alonso e Michael Andretti nos boxes da equipe em Barber, no Alabama (Foto: IndyCar)
"O desejo de Fernando, nosso e Honda de ganharmos juntos criou uma janela bem pequena de oportunidade na qual pulamos. A McLaren acredita que a 500 Milhas de Indianápolis é uma grande corrida - eu pessoalmente estou envolvido toda a minha vida, então estou muito animado de estar aqui. E tivemos tempo de fazer isso propriamente. Quando eu liguei para Mark [Miles, presidente da Indy] e depois Michael [Andretti], foi ótimo que ele já estava com a produção do carro avançada, porque precisamos ser competitivos. Queremos andar na frente do pelotão", comentou.
Gil de Ferran já se encontrou com seu 'aluno' Alonso neste domingo em Barber (Foto: Indy)
Zak afirmou que não pretende que isso seja uma viagem única para a McLaren. Voltar à Indy 500 já irrigou a animação da equipe de forma tamanha que o futuro se tornou fruto de discussão. Se será com Alonso novamente, ele não sabe - até porque o contrato de Fernando termina neste ano. Mas a porta para voltar está escancarada.
 
"Quero trazer a McLaren aqui mais regularmente. Faríamos isso com Fernando de novo? Claro. Com o problema de Mônaco e Indy no mesmo fim de semana, temos que esperar para ver o que vai acontecer em 2018 e se vamos estar brigando pelo título [da F1]. Estamos tentando dar a Fernando e Stoffel Vandoorne um carro competitivo", encerrou.

Na mesma entrevista, Alonso deixou aberta a porta para uma tentativa futura dele próprio. Ele não correrá o campeonato da Indy, mas as 500 Milhas apetecem bastante o bicampeão.
 
Gil de Ferran possui uma relação de longa data com a Honda (Foto: Divulgação)
PADDOCK GP #74 DEBATE: QUAIS OS PILOTOS COM POTENCIAL DE FUTURO CAMPEÃO MUNDIAL DE F1?



Últimas Notícias
sábado, 17 de fevereiro de 2018
Rali
MotoGP
MotoGP
F1
F1
F1
F1
F1
F1
F1
MotoGP
MotoGP
sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018
Endurance
Copa Grande Prêmio
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook