Indy
06/01/2016 13:55

Ex-piloto da Indy nos anos 2000, Herb é condenado a 25 anos de prisão por abuso sexual infantil

Jon Herb, piloto da Indy entre 2000 e 2007, vai passar 25 anos na cadeia para pagar pelos abusos sexuais cometidos contra crianças nos últimos anos. Herb foi condenado por causa de fotos suas em relações sexuais com uma menina de 4 anos – material descoberto por sua esposa
Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
 Nos anos 2000, Herb era figura frequente na Indy (Foto: Getty Images)
O piloto Jon Herb, figura recorrente no grid da Indy nos anos 2000, recebeu nesta quarta-feira (6) sua sentença após o escândalo de posse de pornografia infantil que estourou em 2013. Julgado por abuso sexual de menores, Herb passará 25 anos na cadeia.
 
O escândalo começou quando a esposa de Herb descobriu uma série de atividades suspeitas no computador de sua casa. O notebook do marido tinha um histórico de acessos a sites de pornografia infantil. E pior: uma pasta continha um total de 243 fotos e três vídeos de Jon tendo relações sexuais com uma criança de 4 anos de idade.
Nos anos 2000, Herb era figura frequente na Indy (Foto: Getty Images)
O advogado de Herb chegou a alegar que seu cliente apresentava uma leve desordem mental, justificando o crime. Ao seu perguntado pelo júri sobre quais remédios eram utilizados por Jon, a alegação foi desfeita.
 
A carreira de Herb na Indy sempre foi bastante apagada. Totalizando 16 largadas, o ex-piloto participou de apenas duas Indy 500, mas sem ir além do 27º lugar. Somando todas participações, seu melhor resultado foi um nono lugar em 2001, no Texas.

VÍDEO: câmera flagra acidente grave e atropelamento de espectadores no Dakar...

Publicado por Grande Prêmio em Quarta, 6 de janeiro de 2016