Indy
25/05/2018 15:08

Franzoni lamenta problema no pneu e diz que direção de prova mandou parar nos pits no fim da Indy 100

Victor Franzoni brigava pela vitória das 100 Milhas de Indianápolis da Indy Lights, mas começou a sofrer com instabilidade na pressão dos pneus. No fim das contas, com a direção de prova notando perigo de acidente, ordenou que o piloto da Juncos fosse aos boxes para trocar pneus
Warm Up, de Indianápolis
GABRIEL CURTY, de Indianápolis
PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro

A edição 2018 das 100 Milhas de Indianápolis da Indy Lights, nesta sexta-feira (25), começou bastante promissor para Victor Franzoni. O jovem piloto paulista contava com esta etapa para encostar na briga pelo título do campeonato. No fim das contas, no entanto, precisou para nos boxes quando disputava a vitória e viu tudo cair por água abaixo.
 
Em entrevista exclusiva concedida ao GRANDE PRÊMIO, Franzoni afirmou que a decisão de parar nos boxes não foi dele ou da Juncos: foi da direção de prova. 
 
Franzoni afirmou que um dos pneus passou a ter desequilíbrio de pressão durante a prova. Ainda que não afetasse o desempenho drasticamente, ainda representava uma ameaça de acidente. Ao menos foi como a direção de prova entendeu, mandando que fosse fazer a substituição do jogo de pneus. Terminou ficando na nona posição enquanto Colton Herta vencia.
 
"A corrida estava bem legal, a gente chegou a liderar umas duas ou três vezes, eu estava na briga", falou ao GP. "No meio da corrida eu notei que o carro começou a ficar meio estranho, e a equipe, que tem equipamento para checar a calibragem dos pneus, viu que estávamos perdendo muita pressão. A ordem da equipe era ficar [na pista] até não dar mais", relatou.
 
"Mesmo assim ainda estava dando para ficar ali perto, ainda estava competitivo e dava para ganhar, mas no fim o próprio evento falou que eu tinha que parar porque o pneu podia explodir e causar um acidente. E chegamos em último", explicou.
Victor Franzoni enfrentou problemas durante a Indy 100 da Lights (Foto: Indycar)
"Tínhamos um carro bem bom, acho que iríamos brigar pela vitória, mas paciência. A sorte não estava do nosso lado", lamentou.
 
Questionado pelo GP sobre o que a melhora da equipe significa olhando em frente, Franzoni afirmou que o carro está melhor mesmo, mas o tempo perdido obriga que vença todas as corridas. Ao menos se quiser pensar em título. 
 
"Oval é bem diferente das corridas normais, mas estamos evoluindo muito. A partir de agora, como eu tive um resultado ruim, somos obrigados a ganhar todas as corridas possíveis. Não basta só chegar em segundo ou terceiro. Agora começa um novo campeonato em que vale só vitória para recuperar. Precisamos dar uma boa mudada para ver no que dá", encerrou.

O GRANDE PRÊMIO cobre in loco a edição 2018 das 500 Milhas de Indianápolis com o repórter Gabriel Curty e com o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe o noticiário aqui


Últimas Notícias
domingo, 24 de junho de 2018
F3
F1
F1
DTM
Outras
F1
F2
sábado, 23 de junho de 2018
F1
Indy
Indy
F2
Indy
Indy
F1
Indy
Galerias de Imagens
Facebook