Rali
21/01/2018 06:00

Peterhansel elogia bicampeão Sainz por “Dakar perfeito” e Al-Attiyah faz pedido: “Por favor, se aposente já”

Carlos Sainz recebeu vários elogios após conquistar o bicampeonato do Rali Dakar. Stéphane Peterhansel e Nasser Al-Attiyah, por exemplo, se renderam ao campeão - e o catari pediu que Sainz se aposente
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Stephane Peterhansel , Carlos Sainz e Cyril Despres (Flavien Duhamel/Red Bull Content Pool)

Aos 55 anos, Carlos Sainz confirmou o bicampeonato no Rali Dakar 2018 no último sábado (20). Por mais de 40 minutos, o espanhol se tornou o mais velho campeão do Dakar. Após o desfecho na cidade argentina de Córdoba, os rivais se renderam a ele. Mas com um pedido: se aposente.
 
A brincadeira veio de Nasser Al-Attiyah, vice-campeão deste ano e último vencedor fora da Peugeot, em 2014. O catari elogiou, mas fez um apelo para que o pai de Carlos Sainz Jr. deixe a cena a partir do ano que vem.
 
"[Sainz] fez um grande trabalho, mas, por favor, pare já. Não continue correndo, não continue", brincou.
Carlos Sainz (Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool)

Outro rival e companheiro de Peugeot até esse ano, o 'Monsieur Dakar' Stéphane Peterhansel também cumprimentou. "Bom trabalho, não cometeu um único erro, fez um rali perfeito."
 
A 40ª edição do Dakar marcou a despedida da Peugeot, que deixou a competição por discordâncias com diretrizes esportivas. Sainz, duas vezes campeão mundial de rali, havia vencido o Dakar em 2010. À época, se tornou o primeiro espanhol a vencer entre os carros - agora, após Nani Roma igualar o feito, ele é o primeiro a vencer duas vezes.