Stock Car
08/12/2016 19:05

Diretor da Vicar, Slaviero surpreende e decide deixar comando da Stock Car a partir da temporada 2017

Maurício Slaviero, diretor da Vicar – a empresa que promove e organiza a Stock Car -, decidiu deixar o comando da principal categoria do automobilismo no Brasil a partir de 2017, pode confirmar o GRANDE PRÊMIO. O promotor estava à frente do campeonato desde 2013
Warm Up / EVELYN GUIMARÃES, FERNANDO SILVA e VICTOR MARTINS,  de Curitiba
 Slaviero com Barrichello após o piloto conquistar o título da temporada 2014 (Foto: Duda Bairros/Vicar)
 

Diretor da Vicar – a empresa que organiza e promove a Stock Car desde 1999 –, Maurício Slaviero vai deixar a chefia do principal campeonato do esporte a motor no Brasil a partir do próximo ano, pode confirmar o GRANDE PRÊMIO. O dirigente, que está na companhia desde 2009 e sucedeu de vez Carlos Col como homem-forte da categoria após a saída do antigo promotor, no início de 2013. Slaviero também vai se desligar da Vicar em 31 de dezembro. 
 
Sob sua batuta, a Stock Car seguiu como referência para o automobilismo nacional, cresceu e incorporou novos formatos a partir de 2014, como a Corrida de Duplas, a rodada dupla, que teve como objetivo aumentar o número de etapas da temporada, além de aperfeiçoar e fortalecer a Corrida do Milhão.

O promotor também promoveu mudanças para aumentar a popularidade, juntando outras categorias aos fins de semana da Stock, como é o caso do Brasileiro de Marcas, o Brasileiro de Turismo, a F3 Brasil e o Mercedes-Benz Challenge. 
Slaviero com Barrichello após o piloto conquistar o título da temporada 2014 (Foto: Duda Bairros/Vicar)
No início do ano, a Stock Car foi atingida pelo escândalo das conversas de um grupo de comissários da CBA que vieram a público e detonaram uma crise de credibilidade na categoria, com pilotos colocando em xeque punições sofridas nas últimas temporadas. A CBA criou uma comissão para investigar o caso, mas os estudos não deram em nada. Citado por comissários envolvidos, Cacá Bueno já esperava por tal desfecho e lamentou por ver a entidade que rege o automobilismo nacional ‘jogar a sujeira pra baixo do tapete’. Thiago Camilo também teve o nome citado nas conversas. Sobre o episódio, Slaviero lamentou e cobrou explicações.

Ainda, a categoria nacional perdeu também uma das maiores marcas, a Red Bull, que decidiu encerrar a parceria com a equipe de Andreas Mattheis, seguindo apenas como apoiadora dos pilotos Cacá Bueno e Felipe Fraga. 

Tamebém como apurou o GP, a Stock Car deve se manifestar em breve sobre a saída do dirigente. E embora ainda não haja uma informação clara sobre as razões para a decisão de Slaviero, entende-se que o promotor, que também já foi piloto e participou da F3 Sul-Americana e da Indy Lights, deve ir morar fora do Brasil a partir do próximo ano. Ainda, o empresário fez uma despedida dos pilotos durante uma reunião na tarde desta quinta-feira (8).