Stock Car
13/05/2018 06:00

Khodair critica punição “completamente descabida” que deixa pilotos sem botão de ultrapassagem nas corridas da Stock Car

Allam Khodair sofreu uma dupla punição e ficou sem usar os botões de ultrapassagem regulares em quatro corridas, ou duas rodadas duplas consecutivas: Velopark e Londrina. A sanção é decorrência de um acionamento irregular na Corrida de Duplas, abertura da temporada, tanto do dono do carro #18 quanto do seu convidado, Allan Hellmeister. O piloto da Blau entende que poderia ter brigado por vitória em Nova Santa Rita se não tivesse sofrido a punição
Warm Up
FERNANDO SILVA, de Londrina

Um item polêmico do regulamento desportivo da temporada 2018 da Stock Car foi refletido nas pistas por Allam Khodair nas duas últimas etapas do campeonato. Na Corrida de Duplas que marcou a abertura do calendário em Interlagos, tanto o titular do carro #18 da Blau como seu convidado, Allan Hellmeister, acionaram o botão de ultrapassagem antes do momento permitido pelo regulamento.
 
Diz a regra que: para circuitos onde a largada ocorre na reta principal o acionamento do botão de ultrapassagem será permitido somente após o fechamento da primeira volta rápida, com bandeira verde; em caso de largada com safety-car ou qualquer relargada, o botão de ultrapassagem só poderá ser acionado após a saída do SC e após o carro/piloto passar pelo posto de sinalização da direção de prova.
 
Como Khodair e Hellmeister cometeram a infração na mesma corrida, a punição é cumulativa. Ou seja, Allam foi prejudicado e ficou sem contar com o importante recurso do push-to-pass nas quatro últimas corridas: as duas do Velopark e as duas de Londrina. Nesta última, ainda foi um dos mais votados pelos fãs e ganhou o Fan Push, e este botão de ultrapassagem extra foi muito comemorado e valorizado pelo piloto.
No 'peito e na raça': Allam Khodair viveu mais uma jornada aguerrida na Stock Car (Foto: Fernanda Freixosa)
Em entrevista ao GRANDE PRÊMIO em Londrina, Khodair se mostrou muito contrariado por ter novamente de cumprir a punição e deixou claro que o item do regulamento vai ser revisto. A perda só não foi maior porque o ‘japonês voador’ tirou ‘leite de pedra’ no Velopark e fez duas grandes corridas para marcar dois top-10: um feito e tanto para quem não teve botão de ultrapassagem algum à disposição.
 
“A regra, além de ser falha por tirar todos os pushes, e isso é algo que vai mudar para o ano que vem, ela é acumulativa. Então eu usei, e não sabia, e meu convidado, o Hellmeister, também usou na relargada. Então ficamos sem push nas duas corridas, o que é um absurdo”, criticou.
 
Em termos de pontuação, a punição prejudica diretamente a busca por pontos importantes. “Você compromete o campeonato. É completamente descabida essa punição, é mais que o dobro do que deveria”, opinou Khodair.
 
Questionado se seria possível lutar por grandes resultados no Velopark se tivesse com todos os botões de ultrapassagens regulares à disposição, Allam não tem dúvidas. “Lá a gente brigaria com o Cacá... brigaria tranquilamente por um pódio na primeira corrida, talvez pela vitória, já que a gente vinha acompanhando de perto os caras na primeira metade daquela corrida e sem o push”.
 
“A gente brigaria pela vitória, pelo pódio, talvez dois pódios, então isso é o que deixou a gente mais tranquilo porque a gente sabe que tem um carro bem competitivo”, concluiu o paulista de 36 anos.
 
Em Londrina, Khodair fez outra corrida ‘na raça’, foi o maior escalador do fim de semana e chegou em décimo na corrida 2, salvando mais alguns pontos importantes para a sequência do campeonato. O alívio do piloto é saber que, em Santa Cruz do Sul, vai poder brigar de igual para igual e aproveitar a boa fase antes da pausa de dois meses e meio para a Copa do Mundo.
CAMINHO PARA VIRAR LENDA

TRÍPLICE COROA É O QUE SOBROU PARA CARREIRA DE ALONSO


Últimas Notícias
sábado, 26 de maio de 2018
Indy
Indy
Copa Truck
Indy
F1
F1
Copa Truck
F1
F1
F1
Copa Truck
F2
F2
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook