Stock Car
24/04/2017 11:32

Pizzonia se desculpa por acidente, mas culpa 'pontos cegos' do carro da Stock Car. Com pontos na canela, Foresti tem alta

Por muita sorte, nenhum dos envolvidos no grave acidente na corrida 2 da etapa da Stock Car no Velopark sofreu ferimentos mais sérios. Lucas Foresti teve algumas escoriações e um corte na canela esquerda, levando cinco pontos. Antonio Pizzonia teve o tornozelo esquerdo levemente lesionado. Ficou mesmo o susto por algo que poderia ter resultado em consequências muito mais graves
Warm Up / FERNANDO SILVA,  de Sumaré
 Forte acidente envolvendo Pizzonia e Foresti marcou a corrida 2 no Velopark (Foto: Reprodução)
 

Muito mais do que a vitória contundente de Felipe Fraga na corrida que encerrou a rodada dupla da Stock Car no Velopark, no último domingo (23), foi o fortíssimo acidente que envolveu Antonio Pizzonia e Lucas Foresti em proporções mais sérias, mas também tirou da corrida Betinho Valério e Allam Khodair. Em disputa por posição com Tuka Rocha na curva 1 do traçado gaúcho, Pizzonia se chocou contra o carro #25 do piloto da RCM e rodou. O manauara esperou passar os carros de Átila Abreu e Ricardo Zonta, por exemplo, e depois voltou à pista. Mas Foresti não conseguiu evitar o impacto e bateu em cheio na lateral do #1 de Pizzonia, que quase sofreu a temida batida em T. Foresti teve escoriações e um corte na canela esquerda, levando cinco pontos. Pizzonia sofreu uma lesão no tornozelo esquerdo, que foi enfaixado.
 
Por ter sido considerado culpado pelo acidente, Pizzonia foi punido pela direção de prova com base no artigo 29.1 do regulamento esportivo por conduta antidesportiva e perdeu todas as posições no grid de largada da corrida 1 em Santa Cruz do Sul, largando do último lugar.
 
Tanto Foresti quanto Pizzonia falaram sobre o acidente do último domingo por meio das redes sociais. Pizzonia não mencionou algo relacionado a erro, mas pediu desculpas aos envolvidos na batida por ele causada. Ex-piloto de F1, Pizzonia criticou a visibilidade dos carros da Stock Car, mas se mostrou aliviado por não ter acontecido algo ainda mais sério.


 
 
“Quem já sentou em um carro desse sabe o quanto é limitado a nossa visibilidade. De todos que já pilotei, esse é sem dúvida o pior em termos de visibilidade. Os famosos ‘pontos cegos’ são vários, e ontem, infelizmente, os carros vinham exatamente em um dos pontos cegos. O pouco que eu via era pista livre, e como estava em uma zona de perigo, minha reação foi tentar sair dali o mais rápido possível”, contou.
 
“Peço desculpas aos pilotos envolvidos. O maior prejudicado poderia ter sido eu mesmo sendo acertado em ‘T’ e até uma fatalidade poderia ter acontecido, como já aconteceu na Stock”, comentou o piloto, citando a forma como aconteceu a última morte de piloto na Stock Car, em 2011, quando Gustavo Sondermann perdeu o controle do seu carro na Curva do Café, em Interlagos, ficou atravessado na pista, e Pedro Boesel não conseguiu evitar o impacto, causando a temida batida em T. Sondermann não resistiu e morreu horas depois.

 

Quem já sentou em um desse, sabe o quanto é limitado a nossa visibilidade. De todos que já pilotei, esse é sem duvida o pior em termos de visibilidade.. Os famosos "pontos cegos" são vários e ontem, infelizmente os carros vinham exatamente em um dos pontos cegos. O pouco que eu via, era pista livre e como estava em uma zona de perigo, minha reação foi tentar sair dali o mais rápido possível.. Peço desculpas aos pilotos envolvidos. O maior prejudicado poderia ter ser eu mesmo sendo acertado em "T" e até uma fatalidade poderia ter acontecido, como já aconteceu na Stock.. Aos que não fazem ideia do que aconteceu na hora, fica o meu convite pra ficarem atravessado no meio do traçado onde os carros passam a 200Km/h... Fui penalizado e terei que largar em último na próxima corrida. Santa Cruz nos traz boas lembranças.. Vamos com tudo! #stockcar #velopark

Uma publicação compartilhada por 🏁 Antonio Pizzonia (@antoniopizzonia) em

 
No fim da sua postagem, Pizzonia falou sobre os momentos em que se viu atravessado na pista antes de ter seu carro atingido. O manauara foi punido pela direção de prova com a perda de posições no grid para a próxima etapa do campeonato, em Santa Cruz do Sul. Foi lá que, na temporada 2014, o piloto de 36 anos conquistou sua primeira vitória na Stock Car.
 
“Aos que não fazem ideia do que aconteceu na hora, fica o meu convite pra ficarem atravessado no meio do traçado onde os carros passam a 200 km/h... Fui penalizado e terei que largar em último na próxima corrida. Santa Cruz nos traz boas lembranças. Vamos com tudo!”, completou.
 

Lucas, que estava vivendo um bom fim de semana no Rio Grande do Sul, agradeceu por estar bem e apenas com ferimentos leves. “Me lembro que completei a chicane, desviei de um carro e, de repente, outro carro entrou na minha frente. Vi que não teria tempo de desviar e só me preocupei em não acertar a porta do carro para proteger o piloto”, explicou.

 

Fala galera. O video está curtinho mas explicarei melhor aqui: acabei de chegar aqui no hotel com cinco pontos na canela esquerda e algumas escoriações. Me lembro que completei a chicane, desviei de um carro e de repente outro carro entrou na minha frente. Vi que não teria tempo de desviar e só me preocupei em não acertar a porta do carro para proteger o piloto. Graças a Deus foi só um susto e todos estão bem (tirando meu carro que foi pro céu). Queria agradecer a equipe do Dr. Dino Altmann pelo pronto atendimento, ao pessoal do Hospital Mãe de Deus, à todos da equipe Full Time, da CBA e e da Vicar pela preocupação. Agradeço também aos fãs, amigos pilotos, jornalistas e patrocinadores que lotaram minhas redes e meu telefone com mensagens muito queridas. Agora é ir para casa (só amanhã) e aguentar alguns dias bem doloridos. Mas garanto que em Sta. Cruz estaremos prontos para acelerar! #CVCviagens #prettynew #tintaswanda #valeshop #razerbrasil #caruana #fulltimesports #stockcar

Uma publicação compartilhada por Lucas Foresti (@pilotolucasforesti) em

 
“Graças a Deus, foi só um susto, e todos estão bem (tirando meu carro, que foi pro céu). Queria agradecer a equipe do Dr. Dino Altmann pelo pronto atendimento, ao pessoal do Hospital Mãe de Deus, a todos da equipe Full Time, da CBA e da Vicar pela preocupação. Agradeço também aos fãs, amigos pilotos, jornalistas e patrocinadores que lotaram minhas redes e meu telefone com mensagens muito queridas. Agora é ir para casa e aguentar alguns dias bem doloridos. Mas garanti que em Santa Cruz estaremos prontos para acelerar”, completou o jovem piloto, deixando claro que vai correr na próxima etapa da Stock Car, em 21 de maio.

PADDOCK GP #74 DEBATE: QUAIS OS PILOTOS COM POTENCIAL DE FUTURO CAMPEÃO MUNDIAL DE F1?